6 de setembro de 2013

Resenha: Eternamente - Elizabeth Chandler @Novo_Conceito

Informações do livro:                                 
Título: Eternamente 
Beijada por um Anjo Vol.6
Título Original: Everafter (Kissed by an Angel #6)
Autor: Elizabeth Chandler
Editora: Novo Conceito
Páginas: 256




Sinopse: Os apaixonados, Tristan, o anjo, e Ivy, a mortal, finalmente conseguem se tocar. Isto só pode acontecer porque Tristan ocupou um corpo, o corpo de Luke. Mas Luke era procurado pela polícia — que não sabe que ele está morto e continua a persegui-lo. Portanto, Tristan torna-se, sem querer, um alvo da polícia. Da polícia e do verdadeiro criminoso, a quem não interessa ver Luke vivo. É preciso dar fim a esta perseguição. O casal precisa esclarecer rapidamente toda a confusão em que Luke se meteu. Mas, ao conviver com pessoas perigosas e chantagistas — e insistir em fazer o que for para ficar perto de Ivy —, o anjo aproxima-se das coisas ruins que podem levá-lo a fraquejar e perecer, especialmente agora, que ele é um anjo caído. Por causa de Ivy, Tristan vem se aproximando cada vez mais das forças mundanas e das trevas — e de Gregory também. Por outro lado, Gregory vem aumentando seu poder, especialmente depois que possuiu o corpo de Beth. E esse desequilíbrio de forças pode acabar em uma triunfante vitória do mal. A não ser que Ivy tome a frente dessa batalha...




Leia também:

Beijada por um anjo #1 - Elizabeth Chandler (Editora Novo Conceito)
Beijada por um anjo #2 - A força do Amor - Elizabeth Chandler (Editora Novo Conceito)
Beijada por um anjo #3 - Almas Gêmeas - Elizabeth Chandler (Editora Novo Conceito)
Beijada por um anjo #4 - Destinos Cruzados - Elizabeth Chandler (Editora Novo Conceito)
Beijada por um anjo #5 - Revelações - Elizabeth Chandler (Editora Novo Conceito)

Pode apresentar spoilers dos volumes anteriores.



Resenha: Terminei de ler esse livro há pouco tempo e ainda estou tentando reorganizar meus pensamentos.  Estou decidindo se esse final correspondeu as minhas expectativas, e quanto mais eu penso, imagino cenas que se contrapõem aos meus desejos reais à trama. Acredito mesmo que esta série não tinha a necessidade de ter tantos volumes, mesmo porque, parece que o desenrolar dos fatos acabou ficando um tanto forçado. Mas eu ainda tinha esperança sobre o desfecho, apesar de que não posso dizer que não tenha gostado. Eu até consegui me surpreender – um pouco.


“Tristan estava sozinho. Precisava saber como chegar até Ivy. Mais difícil ainda: precisava destruir Gregory. Era a única maneira de garantir a segurança dela.” Pg.19


O foco ainda está concentrado em Ivy descobrir um jeito de limpar a ficha de Luke na polícia. Tristan que agora é um anjo caído e habita o corpo de Luke, se vê em uma posição mais impotente, porém ainda faz coisas impensadas e que acabam tendo sérias conseqüências. Já Ivy demonstrou certo amadurecimento na narrativa, e mesmo que ainda faça algumas coisas erradas, consegue distinguir com mais clareza os seus objetivos e qual melhor caminho a trilhar com altivez e sensibilidade. É fato de que assim como nos volumes anteriores, “Eternamente” também contem muitas reviravoltas e ações inesperadas.


“– Tristan – ela começou, com a voz trêmula –, o objetivo não é destruir Gregory. O objetivo é ficarmos juntos, você e eu.” Pg.132


O ambiente ainda se passa no mesmo lugar que o do enredo anterior. Na pousada, os personagens secundários se destacam com precisão e complexidade. Digo isso, pois cada um, independente se for Beth, Will, Lacey, Dhanya, Kelsey, Philip, Bryan, Gregory, etc. têm algo a acrescentar na trama, mesmo que seja uma qualidade ou um defeito. 

Por falar em Lacey, é impossível não citar sua forma dinâmica e descontraída, e mesmo que não tenha aparecido com tanta frequência, ela conseguiu se destacar por sua graciosidade, fidelidade e carisma. E o que falar de Gregory? Ele continua sendo muito cruel e hostil, e de acordo com seus atos, demonstra ter um foco obstinado e uma astúcia adquirida com destreza e lucidez, revelando um poder maior e estruturado. Por fim, pode-se dizer que esta história abordou muitas reflexões acerca de seguranças, redenção e sacrifício por um bem maior, talvez para justificar os fins que levaram as ações de cada personagem.


“– Ivy, eu me sinto menos do que um humano, rastejando por aí no meio da noite como um animal noturno. Preciso sair. Preciso fazer coisas que as pessoas normais fazem.” Pg.205


Independente de tudo, o mistério e a tensão ainda permanecem na história, de forma empolgante e curiosa. E sobre a narração, a autora abrangeu pontos críticos de maneira clara e objetiva, e a diagramação segue o estilo dos anteriores. Se você já leu até o 5° volume da série, com certeza precisa ler este final!


Classificação SEL: 3/5


3 comentários:

  1. Oie :)

    Nossa pelo o que você disse a autora soube trabalhar bem alguns aspectos mais em outros já pecou né ? não tenho vontade de ler essa série pois acho que tem livro melhor me esperando mas se ganhasse de presente quem sabe hahaha, beijocas !!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oie, seguindo seu blog, amei ele, segue de volta?
    Beijos
    Ass: Elane Miquele
    http://perdidanashistorias.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi, quando fui fazer a minha resenha fiquei com a mesma dúvida de você com o final, mas acabei percebendo (minha opinião) que o problema do final foi não ter sido o que eu queria, mas acho que acabou combinando com todo o enredo. Também sou da opinião que esta série deveria ter sido menor.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo