14 de outubro de 2013

Resenha: Fator Nerd @ThatAndyBloke @galerarecord

Informações do livro:
Título: Fator Nerd: Contatos Imediatos do 1° Amor
Título Original: Geekhood: Close Encounters of the Girl Kind
Autor: Andy Robb
Editora: Galera Record
Páginas: 304

Sinopse: Audaciosamente indo aonde nenhum homem jamais esteve. Principalmente se o terreno inexplorado for a linda gótica transferida para a escola de Archie. Aos 14 anos, tudo o que esse nerd assumido quer é transcender. Leia-se abandonar as sextas-feiras perdidas em Noites de Jogo com os amigos Ravi, Beggs e Matt e se entregar aos prazeres mais mundanos com Sarah. Mas há alguns orcs o separando de seu Um Anel. E, pelo visto, nenhum inseto radioativo está disponível para transformá-lo num super-herói. Arch pode contar apenas com seu MI e seu ME. O problema é que seu Monólogo Interior é seu maior crítico, enquanto seu Monólogo Exterior apenas bombeia sangue para seu rosto e bloqueia todos os sistemas diante de uma ameaça Klingon. Quando o problema é o Darth de plantão, Jason Humphries... não há Yoda que resista. E o cara parece ter decidido que Sarah será a Jane de seu Thor, a Lorelei de seu Namor ou, quem sabe, a Mary Jane de seu Aranha. Então, Archie resolve trazer para a vida real suas habilidades como Mestre de RPG. E transformar a própria realidade. Com ajuda de muitos livros e um ego reformulado! Tudo bem... Talvez seu novo Eu Psíquico tenha um estranho sotaque americano e queira comungar com o Universo, seu padrasto seja um Imbecil de marca maior, seus únicos amigos se recusem a acompanhá-lo nessa jornada de autoconhecimento e suas noites sejam atacadas por um estranho e recorrente Sonho. Mas ele vai conseguir! Afinal, nas palavras mais bela das elfas, "até mesmo a menor das criaturas pode mudar o curso do destino".



Resenha: Fator Nerd” de Andy Robb possui uma história sensacional de como uma pessoa que está acostumada a viver em seus próprios costumes se abre para uma nova experiência. A trama gira em torno do adolescente Archie, que tem 14 anos e está naquela fase de descobertas e diversos outros problemas e dramas da época. Aquele momento em que ele se questiona sobre seus atos, a própria identidade e novos sentimentos.

Conhecemos sua vida diante de pais separados: a mãe é bem amorosa e compreensiva do jeito dela, já o pai é ausente. Como se não bastasse, entra em cena um padrasto (Archie quer deixar claro que ele ainda é namorado de sua mãe) que por sinal é bem sem noção. A dúvida que não quer calar é: será que Tony é idiota por que quer ou faz apenas tipo?!

Fora isso, Archie se sente muito bem acompanhado de seus amigos Matt, Ravi e Beggsy – é sério! Essa amizade merece ser destacada com todos os seus altos e baixos – e da sua rotina com os jogos de RPG e batalhas fictícias, e ele adora ir numa loja de jogos chamada Casebre. Ele não pensa em mudar nada sobre essa situação. Até que aparece uma menina em sua vida. Uma garota gótica – uma linda gótica – que a propósito, se chama Sarah.

É claro que o Monólogo Exterior (ME) e Monólogo Interior (MI) de Archie entraram em conflito... Porque oras, garotas bonitas não vinham falar com ele e porque ele era um Nerd. Isso justifica? Essas citações do ME, do EP (Eu, psíquico) e principalmente do MI dão um ar dinâmico às cenas e valorizam as ações dos personagens, sem falar que fazem com que o leitor dê boas risadas.

Este é aquele livro que todos deveriam ler, e não implica a faixa etária. Não importa que o protagonista seja um adolescente e você não. O caso é que VOCÊ provavelmente já deve ter passado por uma sensação parecida – ou vai saber, ainda vive – e Fator Nerd só veio pra comprovar que essa etapa de auto-descobrimento é muito importante. De qualquer modo, o humor de Archie já consegue envolver a todos.

Archie faz suas observações com tanta precisão que é difícil não se admirar ou simplesmente pensar: “Nossa, eu também tenho esse costume” ou “Eu também pensaria dessa maneira”. Sendo um livro sobre um nerd, é claro que haveria referencias – como O Senhor dos Anéis, Guerra nas Estrelas e O Homem-Aranha, entre outros.

Como não simpatizar  e sorrir com Archie e sua turma? E como essa capa está maravilhosa!



“Conto tudo a ela: sobre Tony, o divórcio, a mudança de cidade de meu pai, o quanto amo minha mãe, como sou nerd, como sou fraco, como não converso de verdade com ninguém, meu MI, a Gárgula, o Sonho; sai tudo numa grande, bagunçada, melequenta e chorosa confusão. E em seguida me calo, exausto, atormentado apenas pela tremedeira e pelos suspiros lacrimosos. Nem percebo os braços de Sarah à minha volta até ter conseguido recuperar um pouco de controle sobre os espasmos em meus pulmões.” Pg.179



Classificação SEL: 4/5


10 comentários:

  1. Com certeza vou ler esse livro, gosto de livros assim, de adolescentes. Fiquei muito curioso mesmo! Parabéns pela resenha! Uma dúvida: esse livro é lançamento? Pois eu ainda não tinha ouvido falar.

    Meu blog: http://blogliterariopalavrasaovento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Fiquei meio confusa com o livro, não sei dizer se gostei ou não. Acho que só lendo mesmo.

    Bjus.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Simplesmente adoro esse tema nerd nos livros, depois de O Teorema Katherine, acho que estou a procura de algo parecido e Fator Nerd parece ser bem interessante! Com certeza tenho minhas previsões que irei me divertir com a narrativa. Beijão!

    ResponderExcluir
  4. Adoro livros com temáticas adolescente, e esse livro é incrivelmente lindo!

    ResponderExcluir
  5. amei a sinopse, super divertida, se a escrita do livro for nessa vibe parece ser excelente pra descontrair, amo livros sobre adolescentes, nos fazem voltar no tempo, amei!

    ResponderExcluir
  6. Adorei a resenha, o livro parece ser muito bom e eu quero muito ler ele. a capa do livro é muito fofa, simplesmente amei.

    ResponderExcluir
  7. Eu realmente amei a capa desse livro, que ficou bem infantil e ficou mais bonita ainda por que ficou parecendo que foi desenhadas, e muito bem por sinal. Mais pela resenha eu curti bastante o livro, com certeza vou lê-lo, pois ele é do tipo que eu gosto, parece ser do time que prende do inicio ao fim. Parabéns pela resenha!

    ResponderExcluir
  8. Amei a capa do livro e gostaria muito de lê-lo. Assim que eu tiver um dinheiro sobrando irei comprá-lo.

    ResponderExcluir
  9. Eu gosto bastante de livros como esses. O legal aqui é que, mesmo o protagonista sendo um adolescente, ele não me parece ser chato. Pelo contrário, tem seus problemas, mas é divertido. Claro que fiquei com bastante vontade de ler, e rir um bocado.

    @_Dom_Dom

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo