20 de outubro de 2013

Resenha: O livro da loucura e das curas - Regina O’Melveny @Novo_Conceito

Informações do livro:
Título: O livro da loucura e das curas
Título Original: The Book of Madness and Cures
Autor: Regina O’Melveny
Editora: Novo Conceito
Páginas: 352


Sinopse: Meu pai se fora, meu marido morrera e meu coração silenciara. Gabriella Mondini é uma médica com estranhos poderes de cura, poderes que vão além de seus conhecimentos científicos. No fim do século 16, uma mulher médica — e tão sensível quanto ela — é praticamente uma heresia. Assim, se quiser continuar praticando a medicina, deverá ter o aconselhamento de um homem. Seu pai, também médico, seria o conselheiro ideal, mas ele a abandonou há dez anos: saiu em busca de curas inimagináveis por uma Europa cheia de crendices e magias. E, agora, por meio de suas poucas cartas, é possível perceber que sua sanidade mental está desaparecendo. Disposta a reencontrar o pai e, quem sabe, salvá-lo a tempo de continuar praticando a medicina, ela atravessa os Alpes da Suíça e os campos da Alemanha, encontra-se com os maiores médicos da Europa e caminha por cidades e vilarejos estranhos até chegar ao Marrocos. A jovem médica enfrentará caminhos que lhe ensinarão o que é viver no mundo dos clínicos e herboristas daquela época; um mundo onde as praças públicas exalam cheiro de corpos queimados, onde ervas exóticas destroem todos os desejos e onde doenças como a Inveja (“um verme invisível”) saem do corpo dos mortos para destruir os vivos... Até o fim de sua aventura, ela tentará conquistar a sabedoria tão desejada, mas também terá que lidar com o conhecimento dos segredos de sua família, que são, afinal, os seus próprios segredos.



Resenha: “O livro da loucura e das curas” de Regina O’Melveny , é uma intrigante e dramática história sobre valores, sentimentos únicos e comoventes diante de uma época convencional e muito difícil em todos os padrões.

Em 1590, Gabriella Mondini está longe de seu pai – que viajou para fazer novas descobertas sobre doenças diversas e as mais variadas curas – e de suas orientações, porém a paixão pela profissão da medicina se torna cada vez mais forte. A jovem médica não é permitida a atuar sem ele, e por esse motivo, parte em uma jornada árdua em busca do pai e o que vai lhe ajudar nesse caminho são exatamente as cartas enviadas por ele.

O estilo de narrativa da autora é poético e convincente, e faz com que a trama tenha um ponto de vista diferente e critico para com o leitor com referencias as doenças e remédios. Não é uma leitura maçante, porém é necessário ter extrema atenção para conseguir adentrar num ambiente inteligente e muito bem explorado.

Gabriella se apresenta dedicada, sonhadora e forte. É notável como tem fé e é convicta em sua própria ética profissional. É um exemplo de mulher desafiadora, que tenta fazer o máximo que pode e tenta ultrapassar seus próprios limites em uma sociedade rígida e sem tantas escolhas.

O enredo também cita uma mistura rica de culturas, captura as essências dessas tradições e ainda trabalha de forma envolvente com essas características. A pesquisa da autora se mostra claramente em todo o livro, justamente por fazer descrições tão vívidas e intensas nos relatos, dos lugares visitados, alimentos e ingredientes utilizados. Claro que há várias cenas em que o próprio leitor se questiona e pensa sobre a dimensão de tal loucura. E acredito que este seja o principal objetivo do livro: examinar cada ação e fazer uma avaliação minuciosa sobre as decisões e conseqüências dos atos, baseando-se nas normas sociais. E por isso mesmo cria uma expectativa real sobre os personagens e de como se baseiam suas atitudes mais ousadas.

O ritmo da leitura é um pouco acelerado e talvez fosse interessante se fosse mais explorado os pacientes e outras pessoas que passaram pela vida da protagonista. Em outra visão, é uma leitura agradável, com pontos de vistas perspicazes e um processo de interações sociais bem construídas. O desfecho foi rápido e ainda assim muito completo e peculiar, sem nenhuma dúvida ou suposição.



"Depois que ele partiu, a neve preencheu o vazio aberto dentro de mim. Ali estava um homem que vira através do meu disfarce". Pg.148



Classificação SEL: 4/5


2 comentários:

  1. Oie :)

    Esse livro nunca me despertou muito a atenção mas quem sabe um dia eu de uma chance para a leitura dele, não preciso nem falar que a resenha ficou impecável né ? beijocas "!!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Adoro essa capa e o nome do livro, sempre tive curiosidade em ler, quero muito. Adorei sua resenha e fiquei bem curiosa.
    Beijos.
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo