28 de outubro de 2013

Resenha: Passarinha - Kathryn Erskine @EdValentina

Informações do livro:
Título: Passarinha
Título Original: Mockingbird
Autor: Kathryn Erskine
Editora: Valentina
Páginas: 224



Sinopse: No mundo de Caitlin tudo é preto ou branco. As coisas são boas ou más. Qualquer coisa no meio do caminho é confuso. Essa é a máxima que o irmão mais velho de Caitlin sempre repetiu. Mas agora Devon está morto e o pai não está ajudando em nada. Caitlin quer acabar com isso, mas como uma menina de onze anos de idade, com síndrome de Asperger ela não sabe como. Quando ela lê a definição de encerramento ela percebe que é o que ela precisa. Em sua busca por ele, Caitlin descobre que nem tudo é preto ou branco, o mundo está cheio de cores, confuso e bonito.




Resenha: Passarinha” de Kathryn Erskine, é um livro inteligente e doce demais, com uma premissa extremamente encantadora, comovente e muito bem desenvolvida. É o tipo de obra que o leitor pode ler sempre que desejar e nunca vai achar tedioso. Um fato: não tem como não se emocionar.

O enredo é contado pela perspectiva sutil de Caitlin, autista e portadora da síndrome de Aspenger, que está passando por grandes mudanças em sua vida familiar, em suas próprias limitações. Sua mãe morrera de câncer há algum tempo atrás e agora seu irmão também está morto devido a um tiroteio na escola. 

No momento, pai e filha precisam aprender a se entender melhor e conviver com as perdas dia após dia. Ele está sofrendo muito e Caitlin dá um passo de cada vez, não somente por sua condição, mas basicamente para tentar compreender como vai ser sem seu irmão Devon.

Devon era a única pessoa que entendia Caitlin por completo e quem lhe ensinou muitas lições importantes, inclusive a enfrentar o mundo, as complexidade emocionais e as dificuldades que surgiam. Atualmente, com o apoio do pai, de um conselheiro e de novas amizades, a menina precisa achar um modo de se encontrar e claro, “encerrar” essa fase difícil e devastadora.

Este livro pode apresentar passagens tristes e deprimentes, mas antes de qualquer comentário, remete à esperança e ao triunfo. O jeito como a menina narra os acontecimentos gera diversas sensações diferentes: frustração, humor ou simplesmente aflição. E é claro que há mais mensagens referentes a comunicação, convívio, situações difíceis, superações e perseverança num geral.

O texto em si pode ter vários sentidos explorados e de acordo com uma nota de tradução, cada um pode interpretar de diversas maneiras e encontrar suas próprias definições e que ao mesmo tempo se entrelaçam neste romance perfeitamente sincronizado. E é justamente isso que faz toda a diferença nesta leitura fantástica.

Nas últimas páginas há também uma nota da autora, onde ela expõe que se baseou na tragédia da Virginia Tech University, em 16 de abril de 2007 para escrever o livro em questão. O massacre não a afetou diretamente, porém chocou muitas pessoas, que assim como Kathryn Erskine, ficaram com muitos questionamentos de como evitar a violência e compreensões do gênero. 

E em relação a isto, “Passarinha” se destaca justamente por fazer uma junção completa de um caso violento, diante de sua polêmica e impactos intensos, com uma personalidade com necessidades especiais ainda em construção. É um livro completo, único e especial, e é por isso que todos precisam lê-lo.



“Estou parada diante da porta de Devon. Toda vez que não sei o que fazer vou para o quarto de Devon e pergunto a ele. Eu quero MUITO saber mais sobre Desfecho. E não sei mais a quem perguntar. Só que Devon não está aqui. Mas o quarto dele está. Não entro ali desde que papai bateu a porta no Dia em Que A Nossa Vida Desmoronou.” Pg.77


Classificação SEL: 5/5


2 comentários:

  1. Eu acabei de ler este livro hoje pela manhã e sinceramente eu nem sei como vou inciar a resenha, não consigo explicar tudo o que senti ao ler Passarinha, mas uma coisa é certa, este livro é inesquecível!!!

    Beijo, Vanessa - Blog do Balaio
    balaiodelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Oie :)

    Nossa você disse que não tem como o leitor não se emocionar, eu sou meio sentimental em respeito a livros e tenho certeza de que eu iria me desidratar hahaha, só pela sua resenha colocarei esse livro na lista de desejados em, beijos !!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo