2 de novembro de 2013

Resenha: Azar o seu! @CarolSabar @ed_pensamento

Informações do livro:
Título: Azar o seu!
Ficção Brasileira
Autor: Carol Sabar
Editora: Jangada
Páginas: 368




Sinopse: Bia está parada num engarrafamento no Rio de Janeiro, pensando em sua vida azarada. Sem emprego, atolada em dívidas, ela não imagina que está prestes a viver a grande coincidência da sua vida. O motorista do carro ao lado está buzinando, tentando se comunicar com ela, como se fosse um velho conhecido... E ele é! Mas Bia não o reconhece. E como poderia? Ele é um homem, não mais o garoto de dez anos atrás. Está mais encorpado, cortou o cabelo, livrou-se do aparelho nos dentes e das espinhas do rosto, está tão diferente, tão lindo... O motorista sai do carro, mas não tem tempo de se explicar, pois começa um violento tiroteio e eles têm que se jogar lado a lado no asfalto. Certa de que está prestes a morrer, Bia entra em desespero e se prepara para dizer suas últimas palavras, na esperança de que o suposto desconhecido deitado ao seu lado possa levar um recado a Guga, seu amor da adolescência, sem perceber que é ele próprio que está ali, ouvindo a inesperada declaração de amor! Os dois escapam juntos do tiroteio e, a partir daí, começam a se envolver, dia após dia... Guga, sem coragem de assumir sua verdadeira identidade. Bia, fascinada por ele e feliz consigo mesma por finalmente estar se apaixonando por alguém que não é Guga... Azar o seu! vai além de uma comédia romântica. É uma reflexão sobre a importância da amizade verdadeira, do perdão e do autoconhecimento, que nos resgata o poder de decidir sem medo e de reverter escolhas que nos impedem de ser feliz.




Resenha: Azar o seu” de Carol Sabar, é um livro apaixonante e possui uma história deliciosa, com personagens reais, decididos e carismáticos. Poderia citar diversas outras qualidades desta trama, mas acredito que nada se assemelha com a aptidão da autora em criar cenas magistrais, dignas de fazer com que o leitor sinta-se dentro da trama ou queria vivenciar algo parecido.

Neste romance, a protagonista Ana Beatriz Guimarães – ou apenas Bia – é uma garota de 25 anos, graduada em administração de empresas e pós graduada em logística empresarial e em métodos estatísticos e computacionais. Seu currículo é impecável, porém atualmente ela se encontra numa situação desfavorável. Desempregada por justa causa (que não é nem um pouco justa, por sinal) por causa de um suposto envolvimento com um estagiário, ela está muito endividada, e por esse motivo está de volta em sua cidade natal, Juiz de Fora – Minas Gerais – vivendo na casa do pai e por hora, fazendo bico em sua floricultura. Ou seja... ela está numa verdadeira maré de azar!

Somos apresentados também a boa parte de sua história. De como conheceu seu amor de infância, Gustavo Vitorazzi, que também era irmão de sua melhor amiga Raíssa. Os três formavam um ótimo trio e a amizade parecia mesmo ser inseparável. Os três iniciaram as aulas num conservatório de musica, mas somente Guga e Bia continuaram por demonstrarem maiores aptidões na area. Porém, como nem tudo é perfeito, agora já fazem mais de nove anos que ele se mudou para estudar musica em Londres. Bia não teve contato com ele durante todo esse tempo, bem como também se distanciou de Raíssa.

Mas o caso é que como já citei antes, ela não estava em um momento agradável de sua vida e nada parecia dar certo. Até que ela se meteu no meio de um tiroteio. Claro que é assustador e ela se viu desesperada – mas convenhamos, foi a melhor coisa que aconteceu. Bia entrou em choque, mas um cara ficou do seu lado e a manteve firme após o ocorrido. Ela nem imaginava quem poderia ser esta pessoa tão linda e carinhosa, mas se identificou com ele na mesma hora.

O destino é a prova de que o amor verdadeiro nunca se separa, independente do que possa acontecer. Bia não sabia, mas ele era o Guga, que havia retornado de Londres para o casamento da irmã. Esse é o melhor destaque do enredo: o jeito como ela vai gostando desse desconhecido e nós, leitores, ansiamos pelo reencontro e pela enfim união.

Todos os personagens secundários são importantes, pois se fazem presentes na vida dos protagonistas de maneira muito especial e dedicada: como por exemplo, o pai de Bia que demonstrou sua fidelidade e atenção pela filha, e Raíssa que apesar dos desencontros, sabia o quanto a amiga sempre fora significante em sua vida.



“Eu era uma garota de 25 anos, dona de um currículo impressionante e nenhum emprego. Mas quanto a essa última parte, tudo bem, porque Cabral, meu headhunter, não tardaria em telefonar com a boa notícia; eu precisava acreditar que sim, tanta conta para pagar! Eu era uma mulher e ainda sentia borboletas no estômago só de pensar em minha paixão da adolescência. Dez anos depois e Guga era um fantasma conjurado para me assombrar.” Pg.16


                                                                                               
Classificação SEL: 5/5 –  


4 comentários:

  1. Oie :)

    Esse é um dos livros nacionais que eu mais quero ler, tenho certeza de que gostarei de tudo nele principalmente dos personagens pelo o que você disse, beijos !!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi, eu quero muito muito muito ler este livro, mas ainda não comprei e cada vez que eu leio uma resenha eu fico com mais vontade ainda de ler.

    Bjus.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Nao conhecia o livro, adorei o enredo que a autora criou. Já vou colocar no meu skoob!
    Ps: Preciso de um Guga pra mim u.u


    xx

    ResponderExcluir
  4. Tenho muita vontade de ler os livros dessa autora, mas ainda não tive oportunidade.
    Adorei sua resenha e fiquei mais curiosa \o/

    Leituras, vida e paixões!!!!!

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo