28 de novembro de 2013

Resenha: Pausa - @colleenhoover @galerarecord

Informações do livro:
Título: Pausa
(Slammed #2)
Título Original: Point of Retreat
Autor: Colleen Hoover
Editora: Galera Record
Páginas: 304





Sinopse: Destinados um ao outro, Layken e Will superaram os obstáculos que ameaçavam seu amor. Mas estão prestes a aprender, no entanto, que aquilo que os uniu pode se transformar, justamente, na razão de sua separação. O amor pode não ser o bastante. Depois de testado por tragédias, proibições e desencontros, o relacionamento de Layken e Will enfrenta novos desafios. Talvez a poesida desse casal acabe num verão solitário... Sem direito a rimas ou ritmo. A ex-namorada de Will retorna arrependida de ter deixado o rapaz. E está disposta a tudo para reconquistá-lo. Insegura, Layken começa a ler novas reações no comportamento do rapaz. E na insistência para adiar a "primeira vez" de ambos. Presos em uma ironia cruel do destino, eles precisam descobrir se o que sentem é verdadeiro ou fruto da extraordinária situação que os uniu. Será que é amor? Ou apenas compaixão? Layken passa a questionar a base de seu relacionamento com Will. E ele precisa provar seu amor para uma garota que parece não conseguir parar de "esculpir abóboras". Mas quando tudo parece resolvido, o casal se depara com um desafio ainda maior - e que talvez mude não só suas vidas, mas também as vidas de todos que dependem deles.




Leia também:
Slammed #1 - Métrica - Colleen Hoover (Galera Record)



Pode conter spoilers de Métrica



Resenha: É complicado expressar todos os sentimentos vividos na leitura de “Pausa” porque talvez nenhuma palavra seja suficiente para demonstrar a dimensão desta obra – sinto o coração apertado até agora – tão poética, bela e triste ao mesmo tempo. Este livro que se tornou tão envolvente quanto o primeiro volume: “Métrica”, mantém um ritmo elevado e cheio de reviravoltas. Fiquei entorpecida diante de cada acontecimento e os personagens não poderiam estar mais carismáticos e desenvolvidos. E melhor: a narração dessa vez é feita por Will.

Lake e Will finalmente superaram os obstáculos para ficarem juntos e estão mais românticos que nunca. Claro que nem tudo é perfeito, mesmo porque as circunstancias não são as melhores. Agora Lake também tem responsabilidades maiores e assim como Will precisa cuidar de seu irmão Caulder, após a morte de sua mãe Julia, ela também está cuidando de Kel. Antes de falecer, eles haviam prometido a Julia que iriam esperar um tempo antes de se entregarem um para o outro e agora seria apenas questão de tempo. Esperaram um ano e esse período já passou. Lembrando que Julia merece o destaque no enredo, por sua presença constante, sensata e irremediavelmente amável, presenteando não só os personagens, mas também os leitores.

Will está fazendo mestrado e é por esse caminho que Vaughn Gibson (a ex) aparece para atrapalhar sua felicidade. Que garota insuportável e sem noçao! Will achou que não valia a pena contar que sua ex estava na mesma sala que ele. Esse foi o primeiro erro. O segundo foi ser muito compreensivo e atrapalhado. As consequências apareceram para estremecer a relação dos dois e só muita paciência, conquista, determinação, brigas e amor para chegar a uma enfim conclusão.

Gavin e Eddie entram em cena novamente, assim como novos personagens: Kiersten, uma garota de onze anos empolgada, ousada e inteligente, mesmo que de um jeito meio estranho (e Kel tem uma quedinha por ela), Sherry – mãe de Kiersten – com ótimos conselhos, e Reece, um amigo que na verdade nem é tão confiável.

Uma das partes legais e que apresenta o entrosamento dos amigos é durante os jantares e por meio da “hora do chato-e-legal” quando eles tem que contar o que foi legal e o que foi chato no seu dia, o que foi bom e o que foi ruim.

A sensação é de que todos são como uma família e por meio dos desafios parecem se unir cada vez mais. É muito bonito a forma como convivem e dá vontade de conhecer cada um deles. Um livro incrível que abrange momento de lágrimas, risos, comoção, dor, medo, alegria e sincronismo.


“O amor é a coisa mais bela do mundo. Infelizmente, também é uma das coisas mais difíceis de se manter, assim como uma das mais fáceis de se desperdiçar.” Pg.38


Classificação SEL: 5/5  


2 comentários:

  1. a capa desse livro nem o titulo me atraem :/

    passeando pelo blog ;)

    michelemourao.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Fico feliz que vc tenha gostado, mas essa série ainda não despertou minha curiosidade.
    Beijos

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo