5 de novembro de 2013

Resenha: Sacramento @ofelipecangussu @NovoSeculo @novostalentosbr

Informações do livro:
Título: Sacramento
Ficção Brasileira
Autor: Felipe Cangussu
Editora: Novo Século 
Selo: Novos Talentos
Páginas: 400


Sinopse: Não leia este livro se não estiver disposto a passar a madrugada imerso no rio de suas palavras. Deixe-o para quem deseja se entregar à sua trama como um apaixonado, à fluidez dessa obra envolvente e um tanto, original. Leitor, deixe-me apresentar: Essa é a história de William, o amigo que todo suicida precisa. De Anderson, o psicopata do bem. Marina, a mulher que amou demais. E Johnny Sacramento, o homem que (quase) morreu três vezes.




Resenha: Sacramento” de Felipe Cangussu, revela uma trama poética e decisiva, com personalidades diversificadas e compenetradas. É um livro que possui um ambiente leve e ao mesmo tempo forte. Entende? É que da mesma forma em que há a narração sobre a história de vida e suas relações gerais dos personagens (Johnny, Marina, Anderson e Willian já se conhecem há um bom tempo), existe nas entrelinhas e no próprio ambiente uma tensão preocupante e indecisa.

A morte é a sensação do enredo. Ela possui o seu próprio ritmo e é a responsável por momentos inusitados, sinistros e complexos. E daí em diante é possível encontrar muitas outras criaturas: desde ceifadores até zumbis. Possui cenas instigantes e envolve o leitor ao ponto de fazer com que o mesmo imagine estar numa situação parecida e o conduz a uma adrenalina cheia de emoções e subversão.

O destaque está justamente no modo como o autor planejou os acontecimentos e suas constâncias. Existe o medo por trás de cada ato e das próprias fugas geradas. Cada personagem é muito bem trabalhado, de modo a deixar claro seus conflitos e casos mais antigos que os interligam de alguma maneira, mesmo que sejam tão diferentes em si.

O sobrenatural está presente do começo ao fim e distingue o gênero por acrescentar originalidade e visões estimulantes e inesperadas. De início, pode haver certa confusão até chegarmos a conexão dos dados e interagir na história (partes do passado e presente), porém o que importa não é bem o entendimento inicial e sim o envolvimento, que é perceptível e momentâneo.

Diante de tantos questionamentos, o autor apresenta temas polêmicos como o suicídio e ainda dá abertura aos valores dos sentimentos e algumas habilidades contraditórias. E realmente não tem como saber o que esperar a cada página virada. É um misto de suspense e variações nítidas.



“Querido Johnny, o seu tempo de vida expirou, queira entregar o corpo de aluguel para um dos nossos ceifadores. Você poderá fazer essa devolução através de um suicídio comum.” Pg.55.



Classificação SEL: 4/5


3 comentários:

  1. Ja gostei do enredo dude, a sinopse me descpertou muito interesse. Adoro um bom misterio!


    xx

    ResponderExcluir
  2. Nossa Fê que resenha legal. Não conhecia esse livro, achei ele bem interessante.
    Quem sabe um dia o leia, mas antes preciso ler uns que tenho pendentes por aqui!!!
    Valeu pela dica!!!

    Leituras, vida e paixões!!!,

    ResponderExcluir
  3. Li esse livro não faz muito tempo e ele superou todas as expectativas que tinha eu sobre ele. Super indico. Sua resenha tá ótima, a propósito.

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo