10 de dezembro de 2013

Resenha: Ausência - @flaviasimonelli @NovoSeculo

Informações do livro:
Título: Ausência
Literatura Brasileira
Autor: Flavia Cristina Simonelli
Editora: Novo Século
Páginas: 180



Sinopse: “O que é um homem sem memória? Um homem que não se reconhece mais em nenhum tempo, nenhum lugar, nenhum rosto?” Daniel é médico neuropsiquiatra e começa a tratar de Ervin de Apolinário, professor aposentado que apresenta uma doença degenerativa. Tudo estaria dentro da rotina do consultório, não fosse a doença de Alzheimer reavivar na memória de Daniel antigas dores, misturadas à paixão obcecada por Natasha, filha do paciente, provocando a desestruturação de seu casamento e a culpa por transpor seus limites éticos. Ausência é um romance que coloca ao leitor uma questão perturbadora: o que acontece quando a mente começa a apagar as lembranças que constituem a própria biografia? O desenvolvimento do Alzheimer e o dilema de Daniel são o fio condutor dessa trama permeada por relações complexas e questionamentos existenciais que levam a refletir sobre o dinamismo inesperado da vida.




Resenha:Ausência” narra sobre o contexto de duas famílias, os dramas e os sentimentos e ainda aborda a respeito da doença de Alzheimer e de como se torna devastadora a cada dia que passa, seja para o próprio doente quanto para as pessoas que convivem ao redor. E claro que envolve muito mais que dor, medo e luto, mas nesta obra em especial a autora quis mostrar o quanto a doença pode ser uma experiência transformadora, uma reflexão sobre a preservação da memória e um aprendizado constante.

Ervin de Apolinário era professor de universidade e percebeu que estava esquecendo alguns detalhes, como o discurso para seus alunos ou o caminho até a padaria perto de sua casa. O problema é que ele sempre foi muito teimoso e mesmo que sua esposa o pressionasse a ir numa consulta, ele se mostrava irremediavelmente firme em suas opiniões, já que apesar dos esquecimentos se sentia bem. Aos poucos também é perceptível sua mudança, ficando cada vez mais emocional, nervoso e com raiva. Sua mulher estava ficando sem paciência e cansada pelo marido fazer tantas trapalhadas.

Por causa de algumas situações constrangedora e delicadas, Ervin finalmente foi convencido a procurar um especialista. Daniel é um doutor com conhecimento em psiquiatria e neurologia. Ele é muito dedicado e as vezes por causa de suas atitudes acaba brigando com a esposa Milene, por ficar tanto tempo no trabalho. O casamento já não ia muito bem, cheio de discussões e Milene era irritante e ainda vivia lhe passando cobranças, além da própria rotina acomodada. A verdade é que ela nem o ouvia e só pensava em si mesmo.

Daniel já havia passado por uma situação semelhante com a avó e sempre se via permeado de lembranças dolorosas e sentimentos tristes. O médico acredita que Ervin possa estar com a Doença de Alzheimer e ele chegou até a pensar em encaminhar o caso para outro médico, pois ainda estava repleto de conflitos internos por tudo que já havia passado. Mesmo assim, acaba aceitando o caso e sua vida muda repentinamente depois que conhece Natasha, filha do paciente em questão, e a atração acaba se tornando irresistível.

A obra também deixa um alerta importante: se notar algum sintoma de esquecimento ou algo do gênero não pode confundir com “coisas de idade” porque as vezes é algo bem mais sério e deve ser tratado de início. De qualquer maneira, paciência é fundamental. Os personagens são dinâmicos, perceptivos e muito bem construídos, assim como os conflitos gerados nos acontecimentos, levantando considerações sobre a verdade, traições e anseios.




“O que é um homem sem memória? – escreveu Daniel no caderno de anotações, que há muito se tornou uma espécie de diário. – O que é um homem que não se reconhece mais em nenhum tempo, nenhum lugar, nenhum rosto?” Pg.09



Classificação SEL: 4/5


3 comentários:

  1. Parece um livro muito interessante, conheço uma vozinha com a doença, é um doce, a rainha da família, é um quatro dificil, desgastante, mas é incrivel como amor pode alterar algumas coisas
    ótima dica flor
    Bjus bjus!
    Pan
    http://pansmind.blogspot.com/2013/11/sorteio-de-natal-amazonia-arquivo-das.html

    ResponderExcluir
  2. Adorei a sinopse e a resenha. Acho muito importante essa discussão, porque muitas pessoas negligenciam a doença.
    Parece ser o tipo de livro que eu adoro, ainda mais por trazer questões que parecem controversas e reflexivas.
    Beijos

    Meu Meio Devaneio

    ResponderExcluir
  3. Deve ser um pesadelo perder a memória.tenso.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo