31 de dezembro de 2013

Resenha: A Once Upon A Time Tale. Despertar - Odette Beane, Editora Planeta

Informações do livro:
Título: A Once Upon A Time Tale - Despertar
Título Original: Reawakaned – A Once Upon A Time tale
Autor: Odette Beane
Editora: Planeta
Páginas: 304



Sinopse: Emma Swan sabe muito bem como se virar sozinha. Ela foi abandonada quando ainda era um bebê e a vida não tem sido exatamente um conto de fadas para ela. Quando o filho que ela abandonou anos atrás a encontra tudo se tornará ainda mais complicado. Henry tem 10 anos agora e acredita que a mãe tenha nascido em um mundo alternativo mágico e que, seja a filha desaparecida da Branca de Neve com o Príncipe Encantado. Emma não acredita em uma palavra, mas de acordo com Henry, ela é a única que pode quebrar a maldição, jogada pela Rainha Má, e que afeta todos os personagens dos contos de fadas. Eles estariam presos na nossa realidade, na cidade de Storybrooke, sem seus poderes mágicos e sem qualquer lembrança de quem realmente são.



Resenha: “– Que capa incrível!” Essa foi a primeira impressão que tive assim que peguei o livro A Once Upon A Time Tale – Despertar em mãos. Claro que como fã da série de televisão (e o livro em questão foi baseado na mesma) não poderia deixar de conferir esta trama fantasiosa e repleta de surpresas emocionantes. Mas como assim você ainda não conhece essa série?! Não perde tempo!!

Como já cita o primeiro capítulo da obra: “Bem-vindo a Storybrooke”. De um lado, Emma Swan surge autoconfiante, reservada e decidida. Do outro lado, e em outro mundo e tempo, o leitor se depara com Branca de Neve e o Príncipe Encantado. Primeiro num momento de união no casamento, percebemos as fortes ameaças da rainha Má e depois o período de gravidez de Branca. Rumpelstiltskin entra em cena com seus mistérios e revelações mágicas acerca de uma poderosa maldição que a Rainha Má criou. Apenas uma pessoa poderá impedir tal perigo.

De acordo com a profecia do mago, a criança que Branca de Neve espera será a única salvação. Por esse motivo ela precisa mantê-la em segurança. Assim que completar vinte e oito anos as ações irão começar para que todos fiquem salvos. A Fada Azul e Gepeto não medem esforços para ajudar na causa, utilizando uma madeira encantada para transportar a criança e a mãe para algum lugar seguro. Infelizmente as coisas não são tão simples assim...

Emma então se depara com Henry Mills dizendo ser seu filho. Observador e muito astuto, o menino a convence de que ele é realmente o filho que ela havia entregado para adoção há exatos dez anos. Ele também faz com que Emma o leve de volta a Storybrooke. A partir daí, Henry começa a falar sobre o local e de como cada integrante deste pequeno lugar é na verdade um personagem de conto de fadas e que todas as histórias narradas no livro que ele carrega são reais.

Como levar a sério tais pensamentos? Emma já sabe que o garoto vive com a prefeita da cidade em questão: Regina Mills, que ele tem sessões com um psiquiatra chamado Archie – ou seria o Grilo Falante?! Os personagens vão surgindo aos poucos para incrementar ainda mais as cenas conflituosas e ao mesmo tempo bucólicas. 

Mary Margaret Blanchard, John Doe (David Nolan), Sr. Gold, Ruby, o xerife Graham, Dr. Whale e tantos outros nomes já são conhecidos por quem acompanha a série e sabe a relevância de cada personalidade. Porém se por ventura o leitor não assiste a série, o leitor constrói uma linha de raciocínio muito bem definida e explicativa. Acredito que não dá para ficar comparando muito com a série em si, já que foi apenas baseada. Isso quer dizer que sempre haverão muitos pontos negativos, além dos positivos. Existem falhas sim, mas nada que atrapalhe a leitura.





“Agora nos diga... O que a rainha tem planejado para nós? Como é que ela vai roubar a nossa felicidade? Sei que ela tem um plano concreto, só não sei o que poderá ser!” Pg.21





Classificação SEL: 4/5


10 comentários:

  1. Amo Once Upon a Time *---* Quero muito ler o livro também. A capa é realmente linda!
    Beijos,

    Letícia
    http://www.odomdaescrita.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Essa série sempre me encantou, mesmo só assistindo comerciais na TV já fiquei curioso, o livro é uma adaptação do seriado, então não sei o que faço primeiro: ler ou assistir?

    Feliz 2014!

    http://blogliterariopalavrasaovento.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi, eu ainda não comecei a assisti essa série, mas pelas coisas que vejo dela parece ser muito boa.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi! Você foi indicado a uma tag pelo meu blog!
    http://livroscomchadastres.blogspot.com.br/2013/12/tag-arco-iris.html

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Esse tipo de livro é como os eróticos, as vezes algo me chama a atenção, mas não pelo gênero do livro, as vezes quero ler, outras não, é que essas histórias não me envolvem tanto, prefiro não ler.

    ResponderExcluir
  6. AMOOO esse seriado!!!
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Também acompanho e amo a série, posso afirmar que é uma das minha prediletas!
    E a capa realmente é muito amor! A Snow com sua "filhinha" ^-^
    Quero muito conferir esta obra!

    ResponderExcluir
  8. Bem tem muita gente falando q e melhor ler o livro primeiro e depois ver a serie, mas como ja estou na quarta temporada n da p eu fazer isso ne kkkk. Bem, eu vou ler livro mesmo q seja ruim, n to nem ai, eu amo a serie portanto amo o livro tb! Minha perssonagem favorita e a regina a rainha ma ela e tipo muito diva!
    Parabens pela resenha ficou otima! Uma das melhores q eu ja li!

    ResponderExcluir
  9. O livro foi inspirado na série ou a série foi inspirada no livro?!?

    Ps: ta demais

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oii, foi baseado na série!! Obrigada pelo comentário <3 Beijoos

      Excluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo