2 de dezembro de 2013

Resenha: Paixão sem limites - Abbi Glines, Editora Arqueiro

Informações do livro:
Título: Paixão sem limites
Título Original: Fallen too far 
(Rosemary Beach #1)
Autor: Abbi Glines
Editora: Arqueiro
Páginas: 192





Sinopse: Blaire Wynn não teve uma adolescência normal. Ela passou os últimos três anos cuidando da mãe doente. Após a sua morte, Blaire foi obrigada a vender a casa da família no Alabama para arcar com as despesas médicas. Agora, aos 19 anos, está sozinha e sem lugar para ficar. Então não tem outra escolha senão pedir ajuda ao pai que as abandonara. Ao chegar a Rosemary, na Flórida, ela se depara com uma mansão à beira-mar e um mundo de luxo completamente diferente do seu. Para piorar, o pai viajou com a nova esposa para Paris, deixando Blaire ali sozinha com o filho dela, que não parece nada satisfeito com a chegada da irmã postiça. Rush Finlay é filho da madrasta de Blaire com um famoso astro do rock. Ele tem 24 anos, é lindo, rico, charmoso e parece ter o mundo inteiro a seus pés. Extremamente sexy, orgulha-se de levar várias garotas para a cama e dispensá-las no dia seguinte. Blaire sabe que deve ficar longe dele, mas não consegue evitar a atração que sente, ainda mais quando ele começa a dar sinais de que sente a mesma coisa. Convivendo sob o mesmo teto, eles acabam se entregando a uma paixão proibida, sobre a qual não têm nenhum controle. Mas Rush guarda um segredo que Blaire não deve descobrir e que pode mudar para sempre as suas vidas.




Resenha: Paixão sem limites” de Abbi Glines, apresenta um “New Adult” sutil e ao mesmo tempo decidido e envolvente. Os personagens são intrigantes e carregam dramas que pesam bastante no enredo. Sem falar que a relação dos protagonistas possuem um foco bem sexy e incentiva a participação dos sentimentos que surgem inesperadamente.

Blaire Wynn só tem dezenove anos e ainda é muito inocente e ingênua, talvez pelo fato de estar totalmente envolvida com a mãe que se encontrava doente. Sua vida não foi nem um pouco fácil e depois que a mãe morrera e com outras complicações financeiras, ela precisa procurar o pai. Claro que havia planejado ficar pouco tempo ao seu lado, só o período para se adaptar e guardar dinheiro para se manter sozinha. O problema é que a moça chegou e o pai não se encontrava. Foi ai que conheceu Rush.

Rush Finlay é um cara que parece não ter nenhuma preocupação em vista, sem falar que não pensa em compromisso, vive dando festas em sua casa e não liga para o que pensam dele. Ou seja é o “bad boy” da trama. Porém ao longo dos acontecimentos é perceptível sua mudança e ainda é possível entender sua personalidade, assim como mostra mais as suas qualidades e estilos.

De início, Blair achou que ele não aceitaria que ela se hospedasse ali, mas claro que ele acabou concordando com a situação. Demonstrou uma frieza inexplicável e por isso a moça se sentiu tão insegura e desnorteada. Mas o fato é que mesmo que o visse com outras – várias – garotas, isso não interferiu para que sentisse uma atração tão intensa e desejosa.3

Algumas cenas pareceram meio corriqueiras ou deslumbrantes demais, como o fato dela conseguir um emprego tão rápido e com tamanha lucratividade (pareceu forçado, entre outros detalhes). 

Ainda assim entende-se que esse acontecimento foi também fundamental para as decisões e o próprio amadurecimento dos personagens em questão. Outro assunto que se tornou notável desde o princípio é porque Rush tentava a todo custo ficar longe dela. 

Os segredos se mostravam constantes na narrativa, fazendo com que o leitor ficasse ansioso pelo desfecho. E por falar nisso... O final me deixou arrepiada e há muito tempo não necessitava tanto da continuação desta carismática e intensa história de amor.

Todos os personagens são importantes a narrativa consegue ser bem definida ao explicar o passado e dilemas de cada um. Ponto positivo para os momentos dramáticos nas horas certas e envolvimento do casal.


“Rush inclinou a cabeça e me observou. Quase não consegui suportar o silêncio. Eu acabara de compartilhar informação demais com aquele sujeito. Se ele quisesse, poderia dificultar a minha vida.” Pg.16


Classificação SEL: 4/5 


4 comentários:

  1. aaah, estou adorando este gênero New Adult *-*
    este parece ser ótimo!! quero ler logo :D

    ResponderExcluir
  2. Oi, eu acabei de ler e resenhar este livro. Gostei muito do primeiro, mas estou relutante em ler o segundo por causa de algumas criticas que li a respeito.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Li algumas resenhas sobre esse livro e parece ser bem interessante. Estou me rendendo ao New Adult rs
    Beijos

    Meu Meio Devaneio

    ResponderExcluir
  4. Um gênero que veio para ficar. Os personagens estão conquistando muitos fãs, espero ler e quem sabe ser um deles.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo