20 de dezembro de 2013

Resenha: Sábado à Noite 2 Dos bailes para a fama - @babidewet @GeneraleED

Informações do livro:
Título: Sábado à Noite
#02 - Dos bailes para a fama
Ficção Brasileira
Autor: Babi Dewet
Editora: Generale
Páginas: 388
SKOOB | GOODREADS 




Sinopse: Amanda está sozinha. A garota mais popular da cidade agora é o novo alvo de insultos no colégio. Suas amigas se sentem traídas e seu melhor amigo não quer nem saber da versão dela da história. Também, ela é a culpada por ele ter ido embora. Ela é a culpada pela banda ter chegado ao fim. "Podemos ser muito mais do que as pessoas acham que somos", não foi isso que Daniel disse para ela quando partiu sem ao menos se despedir? Pois Amanda irá provar para todos que mudou. Sua amizade com Kevin ficará cada vez mais forte, superando todo tipo de preconceito, e ela irá atrás do perdão de seus amigos. O segundo volume da trilogia "Sábado à Noite" fala mais uma vez sobre amizade, superação e um amor que vem sendo construindo com o tempo. Entre brigas e partidas de paintball, bailes aos sábado com novos integrantes e um festival de música que irá mudar a vida de todos, Amanda e Daniel tentarão se acertar. Já os marotos, antes tão detestados, agora serão as celebridades da vez. Será que eles terão maturidade suficiente para enfrentar essa nova fase e conquistar os corações das suas amadas?


Leia:

Sábado à Noite #01 (Resenha)


Pode ter spoilers de SAN1


Resenha:Sábado à Noite” de Babi Dewet apresenta mais uma história agradável e cheia de complexidades. No primeiro volume já havia me encantado pelo enredo, por todos os personagens e o modo como a autora revelou o desfecho (E que desfecho desesperador!!). Pensei que não poderia me surpreender tanto com a sequência, porém me enganei completamente. A trama está ainda mais desenvolvida, encantadora e todo esse amadurecimento reflete em todas as personalidades.

Amanda está tentando seguir sua vida sem ficar mais desestruturada do que já esta. Todos – até seus próprios amigos – a estão culpando por causa da expulsão de Daniel e os problemas que envolvem a separação da banda Scotty (Acabou a graça nos bailes de sábado à noite), e por isso está cada vez mais difícil lidar com esse pessoal, fora o fato de estar longe da pessoa amada e não ser mais o centro das atenções. Nem o Bruno, seu amigo mais querido, tentou ouvir seu ponto de vista. Ela está até conseguindo se recuperar das tristezas passadas, porém Daniel reaparece e junto consigo as lembranças e sentimentos contraditórios. Ai... esses momentos são de chorar.

Esse casal sabe ser complicado e consegue mexer bastante com as emoções dos leitores. São tantas dificuldades, tantas brigas, histórias sem sentido e desentendimentos diversos. Até pensei que eles não teriam um final apropriado. Mas a esperança e a paciência são virtudes necessárias na leitura deste livro. Uma coisa é certa: no caso deles, não funciona tentar esquecer o que passou e reavivar a amizade: se amam mesmo e fim de papo. (Ai que angústia). São tantos questionamentos...

Os Marotos estão cada vez mais conhecidos, divertidos e populares, e por isso estão aproveitando cada vez mais seus status. Agora eles se vêem frente a frente à um festival de música. Demais né?! Em um ambiente inovador todos estão se adaptando muito bem e as mudanças só vieram para incentivar a criatividade de cada detalhe envolvido. Parece mesmo que os lugares estão invertidos, pois antes as meninas eram as populares e agora são os meninos que estão muito mais voltados as notícias. Tem como entender?

Mais uma vez, com essa leitura me senti como se ainda estivesse na época da escola com todos os dramas juvenis sendo explorados da maneira mais dinâmica possível. Todos os personagens merecem destaque, principalmente Kevin que se mostrou muito mais carismático do que antes, assim como a Carol, o Rafael e o Fred.

O desfecho não foi tão avassalador quando o primeiro, mas ainda assim apresenta muita ansiedade para a continuação. Apenas ansiando demais por SAN3!



“À noite, em sua cama, Amanda tentava dormir, mas não conseguia. Toda vez que fechava os olhos via flashes da noite anterior. Sentia-se enjoada, atormentada e com medo. E se todos a abandonassem como Daniel fez? E se ela fosse capaz de abandonar a todos como fez com ele? Sentia um vazio enorme, um buraco negro no peito.” Pg.04



Classificação SEL: 5/5 


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo