27 de março de 2014

Resenha: As gêmeas - Saskia Sarginson @Novo_Conceito

Informações do livro:
Título: As gêmeas
Título original: The Twins
Autor: Saskia Sarginson
Editora: Novo Conceito
Páginas: 320



Sinopse: As gêmeas Isolte e Viola eram inseparáveis na infância, mas se tornaram mulheres muito diferentes: Isolte tem um emprego glamouroso em uma revista de moda de Londres, namora um fotógrafo e vive em um bairro descolado. Viola, desesperadamente infeliz, luta contra um transtorno alimentar e não faz questão de se ajustar a nenhum grupo. O que pode ter acontecido para levar as gêmeas a seguirem trajetórias tão desencontradas? À medida que as duas jovens começam a reviver os eventos do último verão em família, terríveis segredos do passado vêm à tona – e ameaçam invadir suas vidas adultas.



Resenha: As gêmeas” é um livro intrigante, dramático e sutil, que estrutura capítulos repletos de informações definidas e detalhes perspicazes e autênticos. Um dos principais pontos positivos na trama está nas descrições realistas de personalidades, lugares, objetos e atitudes, fazendo com que haja maior fluência e entendimento na leitura.

Isolte e Viola são gêmeas idênticas e sempre se mantiveram muito ligadas, apesar de terem personalidades completamente diferentes. No decorrer das cenas é possível conhecer mais sobre a mãe delas, que apresenta um jeito livre de seguir a vida e nem um pouco casual – mas muito irresponsável. Apesar de todos os problemas e a falta de orientação, é perceptível o quanto eram felizes no meio da floresta – um cenário por vezes benefício e instigante –, bem mais do que quando se tornam enfim adultas. Durante um período, acabam nutrindo uma amizade inseparável com dois meninos, John e Michael, também gêmeos.

Um trágico acidente muda a trajetória das garotas e muitas coisas começam a dar errado. A pergunta que não quer calar durante todo a trajetória: o que de fato aconteceu? O tempo passa e Isolte se tornou uma pessoa bem sucedida e ainda mantém um relacionamento estável com um fotógrafo, diferentemente da sua irmã Viola que possui transtornos alimentares e se encontra no hospital num estado grave. Isolte sempre foi a mais forte, ousada e destemida, enquanto Viola é tímida, sensível, ansiosa, introspectiva e consumida por uma culpa estranha. Por isso a irmã resolve voltar para tentar ajudá-la a enfrentar os problemas. Passado e presente se entrelaçam de maneira intensa e reveladora.

Viola se vê constantemente assombrada pelas memórias da infância e logo Isolte também começa a repensar sua vida e questionar planejamentos, relações e a confiança depositada nas pessoas. As duas precisam confrontar os problemas e danos do passado. Com o vinculo fraternal ameaçado, será que vale a pena desenterrar certos assuntos?

A narrativa empolgante e curiosa se divide entre os pontos de vista de Isolte e Viola, variando entre primeira e terceira pessoa. Flashbacks se destacam (e as vezes também podem confundir um pouco) no enredo, e acrescentam segredos, aproveitando momentos de interação e ajustes necessários. Mas talvez essa parte de confusão no texto possa ser explicada: como suas memórias se encontram interligadas, a autora interferiu nos episódios e criou situações de união. Isso se faz justamente para que o leitor especule ideias e demore a saber quem está narrando, ou se é um sonho ou são pensamentos vagos.



“Assim, aqui estamos nós, um único bebezinho enso construído. Daí vem a parte extraordinária, porque esse ovo único se parte, dividindo-se no meio,  e nós nos tornamos dois bebês. Duas metades de um todo. É por isso que é estranho mas verdadeiro: fomos uma só pessoa antes, mesmo que tenha sido só por um milissegundo.” Pg.05



Classificação SEL: 4/5


Um comentário:

  1. não estava tão curiosa para ler este livro, mas depois desta sua resenha (a primeira que leio) percebi o quão lindo o livro parece ser!
    com um tema bem real, e que não é difícil imaginar a possibilidade de realmente acontecer, imagino que irá me prender, e que será uma leitura muito agradável *-*

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo