24 de março de 2014

Resenha: A filha do louco - Megan Shepherd @Novo_Conceito

Informações do livro:
Título: A filha do louco
Título original: The Madman's Daughter (The Madman's Daughter #1)
Autor: Megan Shepherd
Editora: Novo Conceito
Páginas: 416



Sinopse: Juliet Moreau construiu sua vida em Londres trabalhando como arrumadeira - e tentando se esquecer do escândalo que arruinou sua reputação e a de sua mãe, afinal ninguém conseguira provar que seu pai, o Dr. Moreau, fora realmente o autor daquelas sinistras experiências envolvendo seres humanos e animais. De qualquer forma, seu pai e sua mãe estavam mortos agora, portanto, os boatos e as intrigas da sociedade londrina não poderiam mais afetá- la... Mas, então, ela descobre que o Dr. Moreau continua vivo, exilado em uma remota ilha tropical e, provavelmente, fazendo suas trágicas experiências. Acompanhada por Montgomery, o belo e jovem assistente do cirurgião, e Edward, um enigmático náufrago, Juliet viaja até a ilha para descobrir até onde são verdadeiras as acusações que apontam para sua família.


Resenha: A filha do louco”, baseado no clássico “A Ilha do Dr. Moreau” de HG Wells, apresenta influências góticas e características referentes a ciência e a religião. É inquietante o modo como Megan Shepherd descreveu as cenas carregadas de tensão e cheias de suposições intrigantes.

Juliet Moreau tem apenas 16 anos e já apresenta uma vida marcada por tragédias. Primeiro surgiram os boatos sobre seu pai e de como mantinha um trabalho abominável. Após diversas acusações, desapareceu sem deixar rastros, deixando filha e mulher sem estrutura. Mesmo após a morte da mãe, a garota tenta se recompor diante das críticas que a sociedade impôs sobre sua família.

Apesar de tanta negatividade, ela conseguiu uma vaga como arrumadeira na escola de medicina.  E é nesse local que descobre que nem tudo é o que parece e que muitos segredos ainda serão revelados. Descobre que tem certa probabilidade de seu pai estar vivo e escondido em uma ilha. Em busca de respostas ela segue em direção ao local e se depara com fatos assustadores e segredos sombrios e inesperados. Talvez seu pai seja mesmo um monstro ou quem sabe os rumores não fossem verdadeiros.

Uma de suas qualidades é a ousadia e coragem de querer desvendar o passado e encarar a realidade. Juliet não consegue entender as ações de seu pai e precisa impedir tudo que está fazendo, sem contar que se sente extremamente curiosa sobre esses mistérios tão obscuros.

O objetivo dele é fazer com que os animais possam evoluir e ficar semelhantes a inteligência humana. Os pensamentos dementes são submetidos com sinais de muita loucura, suspense e crueldade. A protagonista trilha um caminho de desconfianças e escolhas. Deve decidir encarar a realidade e achar uma solução ou fugir de todo o caos.

Para tanto, segue com o apoio de Montgomery James, antes criado da família e agora assistente de seu pai e o jovem náufrago Edward Prince. Mesmo sem qualquer explicação confia neles e no próprio instinto de direção. Ela é um pouco ingênua e conflituosa em relação aos seus sentimentos. 

Por isso é preciso destacar que existe na trama um triângulo amoroso com várias passagens de indecisão. Até que encaixa bem na trama e explora traços emocionantes entre as personalidades. Ela e Montgomery já possuem um passado onde dividiam ensinamentos e companhias, por isso ela se mostrou tão insegura na sua presença. Já com Edward a relação parecia ser mais forte e aparente, como se algo os unisse e formasse uma atração inegável.

Há muitas reviravoltas e aflições na trama, que se torna assustadora no decorrer dos acontecimentos. A narrativa é estimulante e trabalhada com aspectos sensatos e significativos. O desfecho é muito profundo e também complicado, mas ainda assim sensacional.



“Após o escândalo vir a público e meu pai desaparecer, eu e minha mãe passamos a ser ignoradas pelas companhias que chamávamos de amigos. Até mesmo a igreja fechou sua portas para nós. O governo confiscou nossa casa e o patrimônio da família, alegando que meu pai era um criminoso.” Pg.27



 Classificação SEL: 4/5


7 comentários:

  1. Oi!
    Gostei da sua resenha do livro, fiquei com mais vontade ainda de lê-lo, o que vai ser em breve, porque ele já está na estante me esperando. :D

    Um beijo!
    http://lereaminhapraia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Estou muito curiosa com esse livro e sua resenha me deu uma esperança de que vou gostar.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. parece ser uma trama com bastante suspense e tensão, e adoro livros assim.
    não conhecia o livro, mas não fiquei tão curiosa assim pelo livro. quem sabe um dia eu leia, mas não agora ;x

    ResponderExcluir
  4. Essa é outra série que pretendo ter e ler em breve. Adoro esses livros inspirados em clássicos, assim fico curiosa e acabo lendo o clássico. Isso aconteceu quando li Guardiões da Monique Lavra, nesse livro os personagens são descendentes dos personagens do livro Drácula de Bram Stoker!!!! Bom demais, fica a dica!!!!
    Adorei sua resenha e agora estou bem ansiosa, espero que a sequência seja lançada logo.

    Leituras, vida e paixões!!!!

    ResponderExcluir
  5. Amei a capa! Sei, não devemos jugar um livro pela capa, mas é bonita e intrigante. Quero ler o livro e essa resenha foi a primeira que li e me interessei mais ainda pelo livro. Adoro histórias de suspense e de quebra ainda tem um romance. (é isso. ???? kkk) Adicionei na minha listinha.

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo