16 de março de 2014

Resenha: O Começo de Tudo - @robynschneider @Novo_Conceito

Informações do livro:
Título: O Começo de Tudo
Título original: The Beginning of Everything
Autor: Robyn Schneider
Editora: Novo Conceito
Páginas: 288



Sinopse: O garoto de ouro Ezra Faulkner acredita que todo mundo tem uma tragédia esperando ali na esquina – um encontro fatal depois do qual tudo o que realmente importa vai acontecer. Sua tragédia particular esperou até que ele estivesse preparado para perder tudo de uma vez: em uma noite espetacular, um motorista imprudente acabou com a perna de Ezra, com sua carreira no esporte e com sua vida social. Depois que perdeu o favoritismo ao posto de rei do baile, Ezra agora almoça na mesa dos losers, onde conhece Cassidy Thorpe. Cassidy é diferente de qualquer pessoa que Ezra tenha encontrado antes – melancólica e com uma inteligência mordaz. Juntos, Ezra e Cassidy descobrem flash mobs, tesouros enterrados e um poodle que talvez seja a reencarnação do Grande Gatsby. À medida que Ezra mergulha nos novos estudos, nas novas amizades e no novo amor, aprende que algumas pessoas, assim como os livros, são difíceis de interpretar. Agora, ele precisa considerar: se uma tragédia já o atingiu, o que poderá acontecer se houver mais infortúnios? O Começo de Tudo é um livro poético, inteligente e de cortar o coração sobre a dificuldade de ser o que as pessoas esperam, e sobre começos que podem nascer de finais trágicos.



Resenha: O Começo de Tudo” representa momentos distintos e funcionais na vida de uma pessoa. Há a certeza de que tudo pode mudar, assim como existem as incertezas sobre o que é certo e errado. Nesta trama, as perspectivas giram em torno de alguém que vê sua rotina se transformar completamente, e sem ter o que fazer sabe que é necessário se habituar e seguir os instintos básicos de sobrevivência.

A impressão inicial sobre Ezra Faulkner é que talvez ele queira muito provar uma teoria para alguém, principalmente para seu pai que acredita que vencer é o mais importante na vida. Sua narrativa é questionadora, respeitosa e inteligente. E claro que o pai faz de tudo para que o filho seja popular na escola. Seus pensamentos parecem ser um tanto quanto pessimistas, mas ainda assim bem realistas. Sempre há aquelas perguntas: “E se fosse comigo?” “E se tivesse sido diferente?”.

Esta história apresenta uma tragédia bem pessoal. O protagonista mantinha uma vida comum, apesar de sempre tirar boas notas e ser reconhecido como uma pessoa boa. O fato é que ele se acostumou com a ideia que os outros tinham deles. Esse rótulo o manteve por um bom tempo e quando algo fora dos planos aconteceu, surgiu também a imprudência e a confusão.

Tudo aconteceu rápido demais. Ele estava numa festa, ocorreu uma cena com a namorada (que pode ser considerada ex após disso) e depois veio o impacto. Logo após o acidente, Ezra se sentiu sozinho, já que ninguém parou para ver se precisava de ajuda, nem o motorista responsável pelo ocorrido. Qual o verdadeiro sentido de uma amizade? Diante da dor e dos problemas é muito fácil perceber isso.
ad
E o seu joelho ficou devastado, e não há recuperação. E depois da tragédia veio a modificação. Suas artimanhas no esporte tinham sido eliminadas, e o pior é que era justamente nas quadras de tênis que se sentia em paz. Isso não acontece mais. Todos esperavam somente o melhor deste menino de ouro, mas e agora?

Quando retornou a escola sentiu todo o peso da humilhação e descontentamento. Só que é nos momentos de fraqueza que acontecem cenas milagrosas ou simplesmente boas para alcançar alguma paz de espírito. Ezra se aproxima de Toby Ellicot, um menino que já tinha sido seu amigo há um tempo atrás e também sofrera uma tragédia. Isso os separou na época, mas agora surge a oportunidade de reatar os laços amigáveis.

Uma aluna nova entra em cena para alternar emoções e incrementar estados fascinantes. Cassidy Thorpe é diferente das outras meninas e nem tenta se passar por algo que não é. Autêntica, bonita e decidida, surge na hora certa para ensinar – e também aprender – sobre afinidades, amadurecimento e afins.

É um enredo que elabora analises sinceras e constantes sobre relacionamentos, traições, complicações, surpresas, experiências, coragem e superação. É emocionante perceber como a autora encaixou os fatos com exatidão e amplitude. Ezra é um personagem afetuoso, dedicado e comovente.

A história é tão dinâmica, que desperta pensamentos diversos, sentimentos de alegria e nostalgia... Cada palavra, frase e diálogo é um reflexo da vida em si, e de modo cruel e ao mesmo tempo dinâmico a trama se torna surpreendentemente imperfeita e detalhada. A mensagem? Tudo passa... É só questão de tempo, mas as memórias sempre permanecem.



“Às vezes acho que uma tragédia vive à espreita de todo mundo; por isso, as pessoas que vão comprar leite na esquina ou que cutucam o nariz enquanto aguardam o sinal abrir estão a apenas alguns minutos de um desastre. Na vida de todos, não importa quão comum seja, existe um momento que se tornará extraordinário  – um único embate após o qual tudo o que realmente é importante vai acontecer.” Pg.05



Classificação SEL: 4/5


2 comentários:

  1. Muito legal e interessante a resenha e o livro parece ser ótimo, tenho bastante curiosidade sobre ele, a capa é bem legal hahaha.

    Beeeijos
    http://realityofbooks.blogspot.com.br/2014/03/resenha-como-eu-era-antes-de-voce-jojo.html
    Comente ;)

    ResponderExcluir
  2. Esse livro parece ser daqueles que nos proporciona uma reflexão após a leitura. Quero ler! Amei a resenha.
    Beijos
    All My Life in Books - Aguardo sua visita!

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo