28 de abril de 2014

Resenha: Belleville - @felipecolbert @Novo_Conceito

Informações do livro:
Título: Belleville
Ficção Brasileira
Autor: Felipe Colbert
Editora: Novo Conceito
Selo: Novas Páginas
Páginas: 304



Sinopse: Se pudesse, Lucius aterrissaria em 1964 para ajudar Anabelle a realizar o grande sonho do seu falecido pai! De quebra, ajudaria a moça a enfrentar alguns problemas muito difíceis, entre eles resistir à violência do seu tio Lino. Claro que conhecer de perto os lindos olhos verdes que ele viu no retrato não seria nenhum sacrifício... Sem conseguir explicar o que está acontecendo, Lucius inicia uma intensa troca de correspondência com a antiga moradora da casa para onde se mudou. Uma relação que começa com desconfiança, passa pelo carinho e evolui para uma irresistível paixão – e para um pedido de socorro...




Resenha: Belleville”, de Felipe Colbert, pode ser definido por uma palavra: impressionante. Não li nada a respeito quando comecei esta leitura e talvez essa tenha sido a vantagem. Me surpreendi com uma narração altruísta e sutil, cenas dramáticas e personagens honrosos. A história é muito emocionante e as sensações repassadas ao leitor são definidas com clareza e objetividade.

Lucius é o protagonista desta trama enigmática e comovente. De início, ele passa a sensação de ser bastante acomodado, porém aos poucos vai se revelando uma pessoa mais emotiva e honrosa. Ao seu mudar para uma casa que parecia bem simples – mas foi se revelando bem misteriosa – ele nunca poderia imaginar que sua vida poderia mudar tanto. As descrições dos locais e de cada objeto encontrado no decorrer do enredo são peças fundamentais para o melhor entendimento dos fatos.

Ele se depara com uma montanha-russa incompleta e este brinquedo é a passagem fundamental para uma comunicação inesperada e singela. A narrativa se alterna entre passado e presente e nessa trajetória nos deparamos com muitos detalhes relevantes e tocantes.

O pai de Anabelle tinha o sonho de terminar a construção da montanha-russa dentro da sua casa, a “Belleville”. Por esse motivo ela resolveu escrever a carta, com o intuito de que alguém a encontrasse algum dia e terminasse esse trabalho. O serviço parece ser impossível, mas algo fantasioso acontece, desestabilizando as crenças e dando novas esperanças.

Anabelle é uma garota sutil e muito delicada, e que vive no ano de 1964, num ambiente bem peculiar e por vezes revoltante. A pergunta é: como os dois se encaixam? Lucius se mudou para a casa em que ela habitava e após encontrar uma carta da moça, precisa rever seus conceitos e decidir o que deve fazer.

Ambos estavam solitários e se mostraram incompreensíveis com a estranheza da situação. Começam a conversar por meio de cartas, mas como se acostumar com o fato de que ela é do passado e ele do presente? Seria algum tipo louco de delírio? O autor conseguiu inserir os sentimentos e as emoções conturbadas destes personagens com clareza, facilitando o entendimento e as percepções sobre as atitudes de cada um.

É uma leitura emocionante e eu não imaginava que fosse me encantar tanto por esta trama. São episódios inéditos que chamam a atenção por causa da simplicidade e ao mesmo tempo pelo jeito intenso e revelador.



“Devagar e com a delicadeza de um arqueólogo que encontra um artefato militar, posicionei-a no chão e retirei a tampa. Para minha surpresa, o tesouro era uma carta, e a caligrafia que se revelava no papel, bastante requintada. Quem escreveu demorou-se no ritual de desenhar cada letra. Foi a primeira carta que eu li começando pelo fim. Anabelle. Era esse o nome dela.” Pg.27



Classificação SEL: 5/5


2 comentários:

  1. Olá!

    Sempre que eu lia a sinopse do livro, eu ficava meio perdida, porque não há muitas informações claras. Agora, lendo a resenha, consegui entender mais a história, e fiquei morrendo de vontade de ler!

    Beijos! || ape56.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. Lendo sua resenha lembrei do filme A Casa do lago com a Sandra Bullock??? Lembras????
    Essa é a primeira resenha desse livro que leio e posso dizer que gostei, mas ainda não é uma prioridade. Valeu pela dica!!!

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo