11 de abril de 2014

Resenha: Flash Forward - Robert J. Sawyer @galerarecord

Informações do livro:
Título: Flash Forward
Presságio do Futuro
Título original: Flash Forward
Autor: Robert J. Sawyer
Editora: Galera Record
Páginas: 384


Sinopse: O que faria se tivesse um vislumbre trágico do seu próprio futuro? Tentaria mudar as coisas, ou aceitaria que o futuro é imutável? Em Flashforward - Presságio do Futuro, é iniciada uma experiência científica que conduz ao inesperado: o mundo inteiro cai inconsciente por instantes e todas as mentes são projectadas vinte anos no futuro. Quando a humanidade desperta, o caos impera por todo o lado: carros arruinados, cirurgias falhadas, quedas, destruição em massa e um elevado número de mortes. Mas esse é apenas o início. Passado o choque das visões, cada indivíduo tenta desesperadamente evitar ou assegurar o seu próprio futuro vislumbrado… Expondo as perspectivas de várias personagens, Robert J. Sawyer realiza uma brilhante reflexão filosófica sobre viagens no tempo, consciência, destino e o que significa ser humano. “Uma reflexão criativa e profunda sobre o destino, o livre arbítrio e a natureza do universo.” Publishers Weekly "Sawyer apresenta uma abordagem original ao tema das viagens no tempo numa história que explora as consequências de se conhecer o futuro. Uma boa escolha para apreciadores de ficção cientifica." Library Journal




Resenha: Flash Forward”, de Robert J. Sawyer, é o livro que inspirou a série homônima estrelada pelo ator Joseph Fiennes. Possui um enredo inovador, com passagens instigantes sobre o ramo da ciência e da ficção, que ao longo da narrativa são explorados com profundidade e alguns embasamentos críticos.

O leitor é apresentado ao CERN, um instituto rigoroso de pesquisas que gira em torno do centro de controle do Grande Colisor de Hádrons (LCH). As descrições sobre o local são claras e objetivas, garantindo visões distintas e ao mesmo tempo sérias e muito perigosas.

Os pesquisadores Lloyd Simcoe e Theo Procopides, acompanhados pela engenheira – e também noiva de Lloyde – Michico Komura estavam se preparando para um experimento intenso e ousado em cima de um acelerador de partículas. O objetivo principal era recriar níveis de energia que não existiam desde o Big Bang – o Bóson de Higgs. Se tudo desse certo com esperavam, o resultado seria conferido através do prêmio Nobel.

As mudanças ocorrem inesperadamente e ninguém estava esperando por consequências tão confusas e desastrosas. As cenas seguintes surgem com reflexos de outros períodos. Após alguns momentos de turbulência, descobre-se que após o experimento, todas as pessoas do mundo perderam a consciência num curto período do tempo. Alguma coisa de fato aconteceu!

Muitos afirmam terem visto presságios ou alucinações do futuro (especificamente no dia 23 de outubro de 2030) e outros dizem não ter sentido nada – o que leva a crer que nesta data não estarão mais vivos. Os fatos não parecem ter muitas conexões, mas pouco a pouco tudo vai se encaixando e ainda apresenta ações desastrosas para a humanidade.

Em paralelo, alguns indivíduos tentam estudar a fundo o que presenciaram. Por esse motivo certas ações tendem a não se realizar, levando em consideração que cada ação tem uma reação. São coisas simples, mas atitudes que podem mudar o mundo. Será mesmo que essas alterações podem se realizar? Muitos questionamentos surgem ao longo da leitura...

É um tema delicado e a obra é repleta de dramas, implicações, limites, decisões e teorias incertas. As repercussões se mostram conflituosas e é impossível saber como seria a nossa própria atitude se tivéssemos um lampejo do que estaria por vir.



“Pelo visto, todos os motoristas nas ruas e estradas desmaiaram; não é possível sequer estimar o número de mortos.” Pg.28



Classificação SEL: 4/5


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo