16 de maio de 2014

Resenha: Veneno - Sarah Pinborough @UnicaEditora

Informações do livro:
Título: Veneno
Saga Encantadas - Livro 01
Título original: Poison (Tales from the Kingdoms #1)
Autor: Sarah Pinborough
Editora: Única
Páginas: 224



Sinopse: Sexy, sarcástico e de prender a respiração! Para os fãs de Once Upon a Time e Grimm, Veneno é a prova de que contos de fadas são para adultos! Não existe “Felizes para sempre”! Você já pensou que uma rainha má tem seus motivos para agir como tal? E que princesas podem ser extremamente mimadas? E que príncipes não são encantados e reinos distantes também têm problemas reais? Então este livro é para você! Em Veneno, a autora Sarah Pinborough reconta a história de Branca de Neve de maneira sarcástica, madura e sem rodeios. Todos os personagens que nos cativaram por anos estão lá, mas seriam eles tão tolos quanto aparentam? Acompanhe a história de Branca de Neve e seu embate com a Rainha, sua madrasta. Você vai entender por que nem todos são só bons ou maus e que talvez o que seria “um final feliz” pode se tornar o pior dos pesadelos! Veneno é o primeiro livro da trilogia Encantadas, e já é um best-seller inglês. Sarah Pinborough coloca os contos de fadas de ponta-cabeça e narra histórias surpreendentes que a Disney jamais ousaria contar. Com um realismo cínico e cenas fortes, o leitor será levado a questionar, finalmente, quem são os mocinhos e quem são os vilões dos livros de fantasia! Palavra da editora: Veneno é um livro tenro como uma maçã envenenada. Belo como os vilões costumam ser. Sarcástico como príncipes mimados. E sem finais felizes porque já estamos bastante crescidinhos! (E, ainda assim, é um dos finais mais chocantes da ficção atual!) Para fãs de séries de TV e histórias picantes e divertidas, Veneno é puro entretenimento! – Mariana Rolier



Resenha: Eu adoro histórias de contos de fadas assim como acho muito inovador pegar essas tramas e fantasiar outros caminhos, novas versões e descrições mais inovadoras. “Veneno” é o primeiro volume da saga Encantadas, e apresenta um enredo instigante, ousado e compreensível, com personagens e confrontos muito bem trabalhados.

É estranho ter concepções formadas sobre personalidades que já são bem conhecidas, portanto este livro precisa ser lido sem classificações ou qualquer tipo de receios. As diferenças entre este contexto e a fábula original são visíveis, mas o destaque está na forma como a autora Sarah Pinborough uniu seus objetivos centrais com os acontecimentos ao longo da narrativa.

Branca de neve é exposta como alguém que não mede muito bem suas atitudes. Na verdade, ela pode ser definida através de seus princípios por querem viver livremente para curtir sua vida sem medos e em algum momento encontrar um amor verdadeiro. Adora cavalgar e passar seu tempo com os anões. Mas ela não gosta de ser pressionada e é justamente assim que se sente quando se vê confrontada pela rainha Lilith,  esposa de seu pai – o rei.

Lilith é apenas alguns anos mais velha que a enteada e claro que não se sente confortável com ela e suas escolhas. Apesar dos esforços inúteis para tentar se livrar da garota, a bruxa é decidida quanto aos seus planos de ser uma rainha temida por todos. Isso porque não tem uma vida feliz junto ao seu marido e crê que a melhor solução é estar acima de todos e ser repleta de poder.

Mesmo assim ainda é perceptível o quanto Lilith parece ficar meio balançada em algumas ocasiões. A narração segue uma linha de raciocínio claro sobre ela, onde é possível perceber que a rainha nem sempre teve pensamentos malvados e que apenas desejava ter outra vida mais acessível e verdadeira.

Há uma combinação deslumbrada sobre outros personagens dos contos de fada, o que torna tudo mais complexo e desinibido. A cumplicidade é um dos fatores relevantes, bem como outras sensações encantadoras. As cenas sensuais podem ser vistas como um acréscimo a esta releitura contemporânea e descritiva.

O próximo livro da série se chama “Feitiço” e abordará a história da Cinderela.



“– Que beleza! Que coração! É tão fácil amá-la. Branca de Neve. É insuportavelmente bela, não é?" Pg.51


Classificação SEL: 4/5


4 comentários:

  1. Amiga gostei da sua resenha e suas observações foram maravilhosas. Porque pelo que andei lendo na blogsfera muitos se decepcionaram com essa série porque não foram informados desses pontos que vc indicou, então ficaram chocados com os caminhos trilhados pela autora.
    Confesso que assim como vc gosto de ler sobre releituras, sempre fico curiosa para saber como algo tão conhecido ficará diferente. Além dessa desconfiguração de personagens bons que ficam maus e vice-versa. Enfim amei suas palavras. Beijos

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  2. Oi =)

    Adoro releituras, e este está na minha lista de desejados :D

    Beijos,
    Livy
    No Mundo dos Livros

    ResponderExcluir
  3. estou curiosa para ler a trama por se tratar de um reconto, mas confesso que não sei se vou gostar muito não.
    parece que a autora peca em vários pontos, e então não sei se vou gostar muito ;x

    ResponderExcluir
  4. eu gostei muito da resenha e queria saber se o kit com os tres livros eles são assim com adulterio ?

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo