30 de junho de 2014

Resenha: A Bandeja - @lyciabarros @editoraarqueiro

Informações do livro:
Título: A Bandeja
Despertar - Livro #1
Título original:
Autor: Lycia Barros
Editora: Arqueiro
Páginas: 240



Sinopse: Aos 18 anos, Angelina está prestes a viver o maior desafio de sua vida até agora: sair de Petrópolis para estudar no Rio de Janeiro, deixando para trás os cuidados e a proteção de seus pais. Assim que se instala na república de estudantes e começa a assistir às aulas, a jovem percebe que as dificuldades serão muitas. Ela divide um quarto com uma colega desorganizada, frequentadora assídua de festas e chopadas e que vive cercada de más companhias. Além disso, as condições das instalações da faculdade são precárias, e grande parte dos professores, descomprometida. Angelina já está desanimando de sua nova vida quando esbarra no lindo Alderico – ou Rico –, um cara capaz de fazer qualquer garota perder o fôlego. O que ela não poderia imaginar era que Rico, seu professor de linguística, se interessaria por ela também. Deslumbrada com a descoberta da paixão e certa de que Rico é seu grande amor, Angelina se joga de cabeça nessa relação, ignorando todos os conselhos que recebera dos pais a vida toda. Ao mesmo tempo começa a ter sonhos que não consegue entender: homens lhe oferecem objetos numa bandeja e, logo depois que ela os aceita, eles se transformam em feras e somem numa floresta. Primeiro volume da série “Despertar”, A bandeja é um romance arrebatador, que retrata os dramas e as provações pelos quais qualquer jovem passa quando se afasta de sua essência até trilhar de volta o caminho do amor verdadeiro e de Deus.




Resenha:A Bandeja” é um livro emocionante, com abordagens reflexivas a respeito de escolhas súbitas e atitudes corajosas. Todos os episódios são baseados nas emoções mais intensas. E por isso a premissa considera momentos que podem determinar as essências da vida dos personagens, lidando com provações diversas e dúvidas persistentes.

Angelina se acostuma a viver uma vida tranquila, diante de muita seriedade e compreensões. As coisas começam a mudar quando ela muda de cidade para iniciar os estudos na faculdade. Seus pais muito religiosos sempre a protegiam, só que agora a garota se vê confusa por presenciar tantas diferenças de sua própria rotina.

Alderino – ou apenas Rico – entra em cena para confundir mais ainda os pensamentos da protagonista. Ele é seu professor e a ajuda em algumas ocasiões, mas apesar de todos os questionamentos, ambos acabam se envolvendo inevitavelmente. Apesar de demonstrar ser sedutor e carismático, o jovem profissional não manifesta com clareza suas atitudes e por isso chama a atenção por ser um pouco misterioso e principalmente ser reconhecido como alguém complicado, mentiroso e traiçoeiro.

Acredito que se as coisas aconteceram rápido demais foi porque Angelina nunca tinha sentido uma paixão avassaladora e nem tinha certeza sobre as influencias de seus anseios. Mesmo acontecendo tantas reviravoltas, abatimentos, decepções e problemas, é muito bom perceber que suas superações são expostas ao lado de pessoas verdadeiras e ainda mais compreensivas com sua situação.

Aos poucos a verdade vai aparecendo e infelizmente Angelina percebe que não consegue se adaptar a um estilo de vida que remete a tanta falsidade. Ainda que tenha se envolvido sem pensar no que poderia acontecer, a garota consegue se livrar das tentações, ter mais fé e enxergar um novo olhar diante dos valores ensinados por Deus.

É um livro bem leve, mas que apresenta lições importantes sobre mudanças, princípios, julgamentos, liberdades, anseios e percepções. A história expõe lados realistas por meio das implicações no dia-a-dia e ao longo dos acontecimentos é possível notar indícios que tornam algumas atitudes mais relevantes que as outras. Ainda bem que o desfecho que concede uma bela recompensa!



“Ao erguer os olhos, deparei com o ser humano indiscutivelmente mais bonito e mais maravilhoso que já tinha visto naquela faculdade. Na verdade na minha cidade também. Fazendo-lhe totalmente justiça era o homem mais bonito que eu já vira em toda a minha vida. Fiquei arrebatada por alguns segundos com aquela desconcertante visão e me confortei em saber que ali havia pelo menos uma coisa boa de se olhar. Afinal, depois de tanto desagrado aquela ‘paisagem’ era remédio para a minha alma.” Pg.27



Classificação SEL: 4/5 


5 comentários:

  1. Comecei a ler ontem! mas já chama a atenção! #MuitoBom!

    byanak.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Vou dar de presente a minha irmã!!

    ResponderExcluir
  3. estou muito curiosa para ler este livro! só vi resenhas boas dele e as expectativas estão altas.... espero não me decepcionar! hehe

    ResponderExcluir
  4. Fê amei sua resenha e agora posso dizer que quero ler esse livro. Assim que puder vou solicitar o mesmo. Beijos

    Leituras, vida e paixões!!!!

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo