29 de junho de 2014

Resenha: Um herói para ela - @LuPiras80 @Novo_Conceito

Informações do livro:
Título: Um herói para ela
Ficção Brasileira
Autor: Lu Piras
Editora: Novo Conceito
Páginas: 336



Sinopse: Bianca sempre quis ser roteirista de cinema. Para realizar seu sonho, ela sai do Brasil para estudar na famosa New York Film Academy. Em meio às emoções da nova vida na Big Apple, um rapaz misterioso acaba salvando a vida de Bianca em duas situações diferentes. Tudo o que ela sabe é que o seu herói tem no braço uma misteriosa tatuagem. Sem pistas sobre o seu protetor, ela é convidada para um show da banda The Masquerades, cujos componentes escondem os rostos atrás de máscaras. Uma rosa branca cai sobre o seu colo, arremessada pelo vocalista. Decidida a desvendar a identidade do mascarado, Bianca invade o camarim da banda. A surpresa que a aguarda por trás daquela porta poderá mudar o seu destino. Uma história cheia de humor e romance.



Resenha:Um herói para ela” tem uma premissa muito intensa e reflexiva. Dá uma vontade imensa de viver esta história romântica, decidida e ousada. Já conhecia a escrita da autora por meio do livro Equinócio (Ed. Dracaena) e não me surpreendi ao encontrar mais uma obra encantadora – publicada pela Editora Novo Conceito –, por mais que as tramas sejam diferentes.

Este livro capta muitas emoções do ambiente e é interessante destacar que a trama tem pontos identificáveis com a nossa própria realidade, mesmo que seja apenas alguns detalhes. São cenas que se tornam comoventes justamente pela intensidade das ações, prioridades e implicâncias diversas.

A protagonista se chama Bianca e fica claro o quanto é bem resolvida no que faz. Gostei muito de sua personalidade consistente e de querer fazer coisas diferentes em sua vida. Acredito que um dos focos principais segue suas limitações e visões de planejamentos. Ela tem prioridades e garante uma essência verdadeira e repleta de sonhos.

Eu poderia citar várias características de Bianca, mas claro que é muito melhor conhecê-la aos poucos. E mesmo assim, após finalizar esta leitura sei que ainda poderia me surpreender muito mais com ela. Confesso que no começo a achei um pouco fria e muito desconfiada, mas depois a intitulei como uma pessoa muito inteligente, inovadora, independente, complexa e estrategista e agora ainda me faltam palavras para defini-la.

Apesar de tudo, fica muito claro o quanto ela nega alguns sentimentos e tem vários conflitos para resolver. A moça sabe lidar com as oportunidades, mas no decorrer do caminho ainda tem que conciliar seu lado profissional com o pessoal. O talento parece estar escondido, esperando uma revelação e o leitor se sente ansioso para que novas escolhas enfim aconteçam.

Eu não canso de repetir que não gosto de triângulos amorosos, mas neste enredo as coisas parecem tomar rumos diferentes e eu nem me preocupei muito com o fato de me sentir indecisa. O fato de haver pretendentes determina os setores que se tornam essências, assim como as insatisfações, e claro, torna tudo muito mais divertido e enérgico. Ainda há um conjunto de personagens secundários que complementam as cenas com episódios simbólicos e irreverentes.

Bianca viaja para estudar roteiros de cinema em Nova York e Lu Piras consegue retratar os locais com descrições encantadoras. Através de algumas confusões típicas de uma pessoa perdida em um cenário ao qual não está acostumada, ela se depara com um homem misterioso – seu herói?! – que a salva sem lhe dar maiores informações de sua personalidade. Ela se sente atraída por outros caras, por isso já dá para compreender totalmente as indecisões de Bianca. Adorei todas as confusões e sentimentos expressados. É uma história com um roteiro incrível!



“Nada como entrar muda e sair calada de uma relação na qual o silêncio é surdo e a palavra é muda. Para quê palavras em um relacionamento entre surdos? Afinal, se o silêncio é a arma dos covardes, pelo menos ela tinha a consciência tranquila.” Pg.13



Classificação SEL: 4/5


Um comentário:

  1. Fê não sabia que esse livro era tão interessante, você acabou de me convencer a lê-lo.
    Até onde sei a autora viajou para se inspirar e escrever esse livro, então acredito que essas descrições que vc citou devem ter ficado tão boas porque ela estava lá olhando tudo. Bom saber que o livro está tão bom. Valeu pela dica de leitura nacional \o/

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo