9 de julho de 2014

Resenha: O maravilhoso agora - Tim Tharp @editorarecord

Informações do livro:
Título: O maravilhoso agora
Título original: The spectacular now
Autor: Tim Tharp
Editora: Record
Páginas: 320



Sinopse: Sutter Kelly é O Cara, o rei das festas. Porém, diferente dos amigos adolescentes, não está preocupado com o futuro, está mais interessado em viver o agora. Com um 7Up batizado nas mãos ele está pronto para qualquer coisa. Mas nem tudo anda bem para ele. Vive discutindo com a mãe, o pai há anos não dá notícias, e sua namorada Cassidy lhe deu um pé na bunda. Em meio a esse caos, a doce Aimee pode despertar Sutter para outra realidade. E, pela primeira vez, ele tem o poder de fazer a diferença na vida de alguém, ou de arruiná-la para sempre.



Resenha: O maravilhoso agora” é aquele tipo de livro que a gente não se cansa de pensar a respeito ou citar novas características aos personagens e ao enredo realista. É uma história melancólica e reflexiva, que apresenta suas passagens divertidas e irreverentes, mas também exibe muitas outras ocasiões tristes, comoventes, delirantes e dramáticas.

Sutter Kelly é uma pessoa extremamente gentil, altruísta e caridosa, mesmo que tenha seus tantos problemas. Talvez ele seja muito problemático, mas o que mais se destaca é a sua bondade que sempre surge em primeiro lugar, com muita disposição para ajudar os outros. E é justamente assim que a trama se inicia: quando o protagonista tenta ajudar um garoto que ia fugir de casa. Ele convence o menino de 6 anos a voltar para seu lar e até conversa com a mãe dele, mesmo que esta não receba sua atitude com tanta gentileza.

O caso é que Sutter não está esperando receber um ‘obrigado’ diante de suas ações, e isso demonstra o quanto é amável, divertido e perspicaz. E sim, eu poderia citar muitos outros períodos que representam sua benevolência, mas é inevitável falar sobre suas fraquezas. E o seu fraco é, acima de tudo, é a bebida. Ele é um cara que tem um trabalho regular, adora se divertir, ir em festas, curtir com seu melhor amigo e ficar com sua namorada Cassidy. Seu lema é curtir o momento – o agora – e não pensar nas conseqüências ou no futuro que está por vir.

Ele tentava seguir a vida sempre desse estilo, só que a partir do momento em que sua namorada o deixou por causa de um desentendimento, as coisas começaram a ficar cada vez mais desastrosas. Ele não parou de beber, mesmo que nunca tenha admitido que se tornou um alcoólatra.  

Afastou-se dos amigos e ficou num estado cada vez mais deplorável, e ainda há a questão dos problemas familiares. Eis que surge o grande conflito: ele reconhece a dor e a necessidade de mudança dos outros, mas não consegue ajudar a si mesmo.

Até que um dia amanhece perdido num quintal desconhecido e é Aimee Finecky que o encontra. Ela é uma personagem muito doce, centrada, amigável e receptiva. A narrativa também expõe alguns dramas referentes a sua vida e é fácil perceber o quanto é uma garota que tenta se esconder no seu mundo, já que é constantemente manipulada pelas pessoas ao seu redor. Juntos os dois ensinam muitas coisas um ao outro: ele ensina que ela deve enfrentar as pessoas, e ela demonstra a ele que talvez aja um recomeço em sua história.

Eu ainda não sei muito bem o que pensar sobre este final, mesmo que esteja conformada diante da situação exposta. Seria interessante se houvesse um segundo livro mostrando a nova realidade dos personagens, e eu fiquei com um pouco de esperança a respeito disso. É um romance intenso, com muitas cenas revigorantes e filosóficas. Fiquei mais empolgada ainda quando soube que já foi lançado um filme baseado neste livro, com os autores Miles Teller e Shailene Woodley.




“A vida é maravilhosa. Esqueça os problemas. Tome um drinque e deixe o tempo levar os problemas para onde quer que seja.” Pg.23



Classificação SEL: 4/5


Confira o trailer do filme “The spectacular now”:





9 comentários:

  1. imaginava que o livro seria bom, mas aparentemente ele é muito melhor do que eu esperava! :O
    fiquei mais curiosa ainda pela trama, e curiosa também para conhecer o final! :P
    parece ser um livro maravilhoso mesmo...

    ResponderExcluir
  2. amei sua resenha fiquei curiosa pra ler este
    pois amo histórias assim que dê pra refletir bezos
    http://guriabunitabykhen.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. amei sua resenha fiquei curiosa pra ler este
    pois amo histórias assim que dê pra refletir bezos
    http://guriabunitabykhen.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Já assisti o filme, e é muito ruim. Pelo que você falou, o livro é muito intenso, mas o filme não passa a profundidade necessária para emocionar... Mas fiquei com vontade de ler o livro :)

    Clara
    @clarabsantos
    clarabeatrizsantos.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério Clara? Achei o livro muito empolgante e cheio de emoções, por isso fiquei interessada no filme. Leia o livro sim, é maravilhoso <3

      Excluir
  5. Oi :)

    Esse livro não me desperta a atenção, pois parece ser meio monótono e confuso. Beijos!

    http://euvivolendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Não conhecia esse livro e agora lendo sua resenha penso que é interessante. Mas não sei se leria, na minha família tive caso de duas pessoas próximas se afastarem de todos por causa da bebida ... Então seria muito doloroso ler um livro com um personagem assim, mas fico feliz em saber que ele consegue dar a volta por cima (pelo que entendi nas suas palavras). Enfim parabéns pela leitura e resenha. Bjos amiga!!!

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  7. Ei Fernanda,
    Achava que esse livro era mais um romance mimimi, mas pela sua resenha parece que não. Gosto de livros que contenham aquelas frases profundas e reflexivas. Me animou quando vc falou que contém cenas revigorantes e filosóficas. =D
    Acho que não quero ver o filme antes pra não estragar surpresas. rsrs

    Abs...

    ResponderExcluir
  8. olá :) olhei apenas o filme, e pelo menos pra mim ele foi um tanto quanto inspirador, a história é bem construida, e não consigo imaginar atores melhores para os papeis de Sutter e Aimee, pra mim ficou ótimo, senti falta de alguns detalhes que deixassem mais "emoção no ar" que passassem mais intensidade, mas mesmo assim adorei o filme. E lendo sua resenha, fiquei com muita vontade de ler o livro, mesmo ja sabendo toda a historia, pra mim é o tipo de historia que eu leria e olharia mais de uma vez certamente. bjsss

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo