2 de agosto de 2014

Resenha: Enquanto a chuva caía - @christine__m @Novo_Conceito

Informações do livro:
Título: Enquanto a chuva caía
Ficção Brasileira
Autor: Christine M.
Editora: Novo Conceito
Selo: Novas Páginas
Páginas: 288




Sinopse: Erik não procura mais a garota dos seus sonhos. Vive em busca de adrenalina e de uma razão para continuar cumprindo tarefas obscuras. Ele sabe que é muito bom no que faz e não vê nada que possa ser melhor do que os seus dias repletos de perigo. O que Erik não esperava é que sua paixão por correr riscos seria a sua ruína. Ameaçado, ele precisa fugir para o exterior e viver disfarçado de cidadão comum, trabalhando como advogado em uma grande empresa. Marina comanda o império da família depois de seu pai ter sucumbido ao mal de Alzheimer. Precisa suportar ver os pais tombarem diante da ação implacável do tempo, enquanto ainda carrega a ferida provocada pela morte do jovem marido. Com o comando das empresas nas mãos, ela percebe que nem todas as atividades da corporação obedecem aos manuais de boa conduta. Quando ambos se encontram, presente e passado se misturam, dando início a um mistério arrebatador que os atrai a uma paixão incontrolável. No entanto, os segredos, cedo ou tarde, virão à tona e os colocarão em lados opostos da balança. Nenhum dos dois é inocente, mas será que eles aceitarão as verdades que tanto se empenham em esconder? É possível construir um futuro mesmo depois de descobrir que nesta história não há mocinha nem herói?



Resenha:Enquanto a chuva caía” é um livro que surpreende por sua simplicidade e principalmente pelo modo como há interações sólidas diante de vários assuntos enigmáticos e meio desenfreados. O principal destaque está na escrita da autora, que inova ao introduzir sentimentos intensos e repletos de conflitos internos, segredos e tantos outros problemas.

A narrativa se divida entre as linhas de pensamentos de dois protagonistas: Erik e Marina. Ele é uma pessoa que adora viver no limite e fica visível o quanto é adepto às ações carregadas de emoções. Já passou por vários conflitos e por esse motivo vive atualmente resistindo a vários impulsos e se escondendo de certos perigos. Gostei bastante de como o personagem reflete diante de tantas adrenalinas e confusões, e que apesar de tudo, se mostra idealizador e firme.

Marina passa por situações conturbadas, tanto no lado pessoal quanto no profissional. Ela se sente perdida, mesmo porque tem muitas responsabilidades, principalmente para tentar cuidar dos bens da família, que estão terrivelmente agitados. Seu pai não tem mais condições de estar a frente dos negócios, por isso as coisas acontecem tão inesperadamente. Sendo a nova CEO de uma conceituada empresa de auditoria, a moça sabe que tem seus tumultos internos, mas pelo menos pode controlar os patrimônios familiares.

Por acaso do destino, ou não, Erik começa a trabalhar na empresa de Marina. A atração entre os dois é inevitável e o romance é muito bem explorado, dando novos sentidos a vida de cada um deles. Posteriormente há os assuntos inacabados que se encarregam por todo o mistério, suspense e incoerências do enredo.

Chega uma hora que os casos antigos da empresa podem interferir no relacionamento peculiar do casal. E é a partir disso que há várias construções de analises sobre confianças, escolhas e intervenções. De acordo com pesquisas, conclui-se que é muito importante destacar os problemas reais, para assim achar recursos admissíveis.

Em nenhum momento há certezas sobre essas duas personalidades, que demonstram ser bem enérgicos e divertidos. Eles são muito distintos, mas com o tempo percebem que se complementam. Suas qualidades são retratadas normalmente, assim como os pontos negativos e os erros cometidos no passado, valorizando a verdade, sem falsas esperanças ou características irritantes.



“A adrenalina corre pelo meu corpo e o meu coração salta no pescoço. É isso! Sinto-me vivo! Todo aquele papo sobre acalmar o cotidiano se esvai. É no perigo que eu me sinto em casa, e é na bagunça das minhas identidades que eu sei quem sou.” Pg.23



Classificação SEL: 4/5 


5 comentários:

  1. Oieee! Quero demais ler esse livro. Adorei sua resenha!

    Beijos e ótimo final de semana
    Nati

    www.meninadelivro.com.br

    ResponderExcluir
  2. Essa capa é linda, e somente por esse motivo esse livro já tem seu lugar garantido em minha estante. Gosto do tema proposto para a história, uma mulher como CEO ? Essa é realmente nova. Beem, espero gostar da história do livro .
    Beijos,
    http://miiheomundoliterario.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oiii..
    Já ouvi falar muito bem deste livro e sua resenha não foi diferente. Dizem que a narrativa da autora é mesmo excelente. Sem dúvida eu tenho muita curiosidade.
    Está na minha listinha já.

    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. não sei, mas acho que a capa do livro tem um ar sobrenatural... hahaha
    a trama parece ser ótima, e é bem o tipo de leitura que me agrada! *-*
    estou curiosa para ler ;~~

    ResponderExcluir
  5. Primeiro achei a capa desse livro linda. Depois achei o máximo a escritora ser brasileira \o/ e depois de tantos elogios estou ansiosa para ler. Parabéns pela leitura e resenha ficou ótima. Valeu pela ótima dica de leitura. Beijos

    Leituras, vida e paixões!!!!

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo