12 de agosto de 2014

Resenha: Filha da ilusão - Teri Brown @EdValentina

Informações do livro:
Título: Filha da ilusão
Herdeiros da magia – Livro 1
Título original: Born of Illusion (Born of Illusion #1)
Autor: Teri Brown
Editora:Valentina
Páginas: 288




Sinopse: Ilusionista talentosa, Anna é assistente de sua mãe, a famosa médium Marguerite Van Housen, em seus shows e sessões espíritas, transitando livremente pelo mundo clandestino dos mágicos e mentalistas da Nova York dos anos 1920. Como filha ilegítima de Harry Houdini - ou pelo menos, é o que Marguerite alega - os passes de mágica não representam um grande desafio para a garota de 16 anos: o truque mais difícil é esconder seus verdadeiros dons da mãe oportunista. Afinal, enquanto os poderes de Marguerite não passam de uma fraude, Anna consegue realmente se comunicar com os mortos, captar os sentimentos das pessoas e prever o futuro.Porém, à medida que os poderes de Anna vão se intensificando, ela começa a experimentar visões apavorantes que a levam a explorar as habilidades por tanto tempo escondidas. E, quando um jovem enigmático chamado Cole se muda para o apartamento do andar de baixo, apresentando Anna a uma sociedade secreta que estuda pessoas com dons semelhantes aos seus, ela começa a se perguntar se há coisas mais importantes na vida do que guardar segredos. Mas em quem ela pode, de fato, confiar? Teri Brown cria, neste fantástico romance histórico, um mundo onde pulsam a magia, a paixão e as tentações da Nova York de Era do Jazz - e as aventuras de uma jovem prestes a se tornar senhora do seu destino.





Resenha: Filha da ilusão” expõe uma ambientação arriscada e dividida, diante de pessoas que absorvem as melhores oportunidades e conquistam o público por suas irreverentes apresentações. Este romance une elementos contraditórios, justamente pelo mistério envolvido, as intrigas demasiadas e a essência intensa de todos os personagens.

Aos dezesseis anos, Anna Van Housen é uma garota que sente as emoções dos outros e tem visões reais de coisas que ainda vão acontecer. Tudo parece muito assustador, levando em consideração que esse fato se torna extremamente arriscado. Fora isso, ela também sabe fazer truques de mágica e por todos os envolvimentos com esse cenário engenhoso, o ilusionismo se torna um dos grandes destaques do enredo.

Sua mãe, Madame Marguerite Estella Van Housen, é médium / mentalista, ou pelo menos afirma que é, já que depende totalmente dos shows para viver. Ela não é clarividente, mas faz de tudo para planejar meticulosamente suas apresentações e sessões particulares, estas que são cheias de falsidade e idealismos.

Anna sempre se sentiu ressentida por não poder viver uma vida normal e também por esconder seus dons de todos. Sabe que é muito perigoso e apesar de tudo, ainda tenta conciliar isso ao seu cotidiano agitado. O mais irritante é perceber as atitudes errôneas da mãe e de como a mesma se orgulha diante das mentiras que conta. Sabe que a filha é muito melhor que ela, mas em nenhum momento admite isso.

Em paralelo ainda tem o suposto pai de Anna, Harry Houdini, que é cercado de enigmas. Este homem famoso é muito conhecido por suas manifestações, mas levanta vários questionamentos sobre sua realidade. Será que Anna herdou os dons do pai (isso se ele for mesmo seu pai)? Essa e outras incertezas são levantadas ao longo do texto, que se torna ainda mais investigativo e profundo.

Outro personagem que entra em cena e também se enfatiza é Colin Emerson Archer.  Seu novo vizinho lhe desperta emoções estranhas e ainda mais surpreendentes. O rapaz surgiu em seu caminho inesperadamente, mas a relação dos dois cresce de uma maneira compreensível e muito positiva. Colin consegue ajudá-la bastante nos caminhos mais difíceis, mesmo que hajam algumas dificuldades imprevistas.

É um livro que trabalha com a ficção, mas também mostra pontos realistas e que fazem a trama ser mais consistente e determinada. Também é muito importante citar que a época histórica – dos anos 20 – acrescenta emoções mais imprevisíveis e esperadas. As características formam uma história inovadora e este primeiro volume da série Herdeiros da magia não poderia ser mais empolgante.




“Meu coração palpita na aterrorizada expectativa do que está por vir. As visões nunca são imagens bonitas com final feliz. Quando estou dormindo, posso interpretar esses episódios como pesadelos, mesmo sabendo que não são. Quando estou acordada, sou submetida à excruciante experiência na íntegra.” Pg.09




Classificação SEL: 4/5

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo