5 de setembro de 2014

Resenha: Insensatez - Tânia Lopes @NovoSeculo @talentoslitbr

Informações do livro:
Título: Insensatez
Ficção Brasileira
Autor: Tânia Lopes
Editora: Novo Século
Talentos da Literatura Brasileira
Páginas: 352



Sinopse: Patrícia Gomes era uma jornalista em busca do furo de reportagem que alavancaria sua carreira. Linda e destemida, vivia em uma cidade do interior dominada pelo tráfico de drogas e desafiava seu editor a romper o silêncio que cercava as atividades criminosas. A chegada do novo chefão de uma facção rival acirrou o conflito entre os bandidos e colocou a cidade em pé de guerra. Era a oportunidade que ela precisava para fazer a matéria que revelaria os detalhes sobre o crime organizado e a projetaria em sua profissão. O que ela não contava era ser capturada por Marco, o italiano que estava à frente da batalha. Implacável, taciturno, misterioso, indecifrável... Aquele homem representava tudo o que ela mais abominava. No entanto, emanava poder e sensualidade, e Patrícia viu-se entregue a seu magnetismo. Um inimigo, que lhe instigava sentimentos contraditórios e a levaria à beira da insensatez.




Resenha:Insensatez” é um livro tão envolvente e sutil, que se torna difícil julgar as atitudes insanas dos protagonistas. Isso porque há várias cenas que podem ser consideradas de forma totalmente impensada e desmedida, ainda mais por haver tantas consequências.

Uma das características positivas e salientes é que há bastante diálogo, e nesse caso de escrita possibilita entrosamentos mais situados sobre o enredo. Os detalhes são visíveis e reflexivos, mas o lado bom é que não há capítulos enrolados e maçantes – é tudo bem dinâmico e perspectivo.
 
Patrícia Gomes é uma jornalista que se interessa em escrever uma matéria sobre a chegada de um novo chefão do tráfico. Ela é muito corajosa, ousada e faz de tudo para chegar aos seus objetivos, principalmente quando envolve um grande furo de reportagem. O que mais espanta é a sua maneira habilidosa de acompanhar as notícias e de como consegue aproveitar muito bem as oportunidades comprometedoras e por vezes arriscadas.

Como qualquer outra pessoa, ela quer ser independente e sabe que precisa correr riscos se quiser inovar, ver mudanças positivas e crescer na profissão escolhida. O problema é que ao longo dos acontecimentos Patrícia se depara com situações persistentes e constrangedoras, momentos perigosos, aproximações repentinas, sentimentos conflitantes e fraquezas expostas.

Ela foi raptada justamente pelo pessoal que estava investigando. O misterioso italiano Marco é o novo chefe do tráfico na cidade e a faz ficar em seu próprio quarto, sem que nenhuma outra pessoa possa entrar em contato com a moça. Muitas coisas acontecem para que ambos se sintam mais confortáveis um com o outro. Mesmo assim, apesar da situação tensa Patrícia aguentou bem as desavenças e Marco surpreendeu a cada minuto.

Nem dá para acreditar nas loucuras que essa protagonista se mete, mas ao mesmo tempo é muito bom acompanhá-la por meio de seus devaneios audaciosos. Claro que há muitas passagens sofridas e repletas de medo e angustias, onde o arrependimento e a descrença se fazem presentes. São feitos vários questionamentos sobre uma situação descontrolada e por isso a leitura se torna tão consistente, delicada e até instável – a curiosidade pelo desfecho é maior que tudo!



“Um inimigo intrigante, que lhe instigava a um sentimento que poderia denominar insano. Precisava se perdoar por sentir tanta atração por aquele homem.” Pg.52


Classificação SEL: 4/5 


Um comentário:

  1. não conhecia o livro ainda, mas pela sua resenha fiquei super curiosa.
    adoro este tipo de livro, e parece ser muito bom
    só não consegui intender muito bem o sentido da capa para a trama... ;x

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo