18 de outubro de 2014

Resenha: Entre o amor e o silêncio - Babi A. Sette @NovoSeculo

Informações do livro:
Título: Entre o amor e o silêncio
Autor: Babi A. Sette
Editora: Novo Século
Páginas:528




Sinopse: Francesca Wiggs sofreu uma grande decepção amorosa e, desde então, está decidida a não se relacionar mais. Além de se dedicar a escrever o seu livro, ela resolve preencher os dias com um trabalho voluntário – a leitura para pacientes em coma proporcionaria para ela a distância para problemas com o coração. No entanto, um grande imprevisto ocorre quando ela passa a se sentir atraída pelo paciente. Mitchell, descrito como um poderoso magnata, seria a antítese de tudo o que ela busca em um homem... se não estivesse em coma. Precisar de alguém inconsciente seria um absurdo, não seria? Amar uma pessoa que nunca responde parece loucura! Francesca já havia entendido e sentia-se quase segura diante disso. Mas, e se Mitchell acordasse? A aproximação desses personagens tão diferentes revela um romance encantador e divertido, repleto de reviravoltas. Entre a vida e a morte, a ilusão e a realidade, o amor pode ser realmente o milagre que faz tudo mudar?




Resenha:Entre o amor e o silêncio” apresenta uma história muito emocionante, intensa e ao mesmo tempo sutil, cheia de reviravoltas, ansiedades e surpresas. O amor pode nascer em qualquer ocasião mesmo e nos momentos mais improváveis, e nesta trama a autora Babi A. Sette soube conduzir os fatos com delicadeza, mostrando que as emoções verdadeiras fazem muita diferentes nas passagens mais difíceis da vida.
                       
Francesca Wiggs se sente muito abalada e emotiva após uma traição e nem pensava mais em se envolver em outro relacionamento. Ela é uma garota muito dedicada, desabafa seus pensamentos por meio da escrita –, já que está escrevendo um livro –, alem de gostar do teatro também, e ainda demonstra ser bem solidária e forte. Claro que tem seus tantos momentos de fraqueza, mas com o tempo aprendeu que é melhor fingir estar bem, mesmo que tudo esteja desmoronando.
                           
Mitchell Petrucci parece ser muito diferente de Francesca. Ele nasceu em uma família rica e consegue aproveitar bem suas oportunidades. É educado, forte, poderoso e tem muita capacidade para conseguir muitos méritos em sua vida. Resumindo, este homem sempre conseguiu tudo que desejou e nunca teve muitas dificuldades. Ainda assim não tem uma relação muito unida com a família e isso demonstra que nem tudo é tão bom quanto parece. Infelizmente muita coisa começa a mudar a partir do momento em que ele sofre um acidente de carro, tem traumatismo craniano e entra em coma.
                              
Ela acaba se voluntariando para fazer leituras para pacientes em coma. Essa é uma atitude respeitável e que define muito o caráter da protagonista, principalmente pelo fato de querer ajudar, confortar e dedicar seu tempo em algo que não demonstra muitas certezas. O fato é que Francie ensina que nunca se deve perder a esperança, mesmo que a situação seja difícil.
                            
O convívio é silencioso, mas Francie começa a ficar bastante tempo no hospital, e é como se sentivesse uma necessidade urgente de estar sempre lá. A personagem se sente bem mais tranqüila nessas ocasiões, principalmente estando perto de seu ouvinte estranho, este que está tão próximo e ao mesmo tempo tão distante. Mas no caso do leitor, ah, este pode ficar cada vez mais ansioso pela recuperação e pela convocação por boas noticias. Essa relação pode ser uma pouco perturbadora, mas acaba gerando muitas expectativas.

Esta é uma historia extremamente sensível, comovente e vulnerável, uma realidade complicada demais para pensar em todas as obrigações e anseios. Duas pessoas se unem em uma oportunidade triste, e que não parece ter muitos fundamentos. Dessa maneira, a escrita consegue envolver bastante por conta dos temores de cada um. Ambos sofrem em silêncio, mas se há uma coisa que se evidencia logo no início é a conexão que emana deles, sempre tão sutil e ao mesmo tempo tão intensa.




“Francesca soluçou. Lembrou como fez ara superar aquela noite. Aqueles anos de abandono, a culpa e o medo. Ela se fez forte o bastante. Interpretou bem o papel de corajosa e vencedora.” Pg.21



Classificação SEL: 4/5


4 comentários:

  1. Eu amei imensamente este livro, muito bem escrito, e apesar de ser um livro com muitas páginas, nao chega a cansar em nenhum momento!!!

    Nota máxima para ele ;)

    ResponderExcluir
  2. a trama do livro parece ser ótima! não tinha lido nenhuma resenha dele ainda, mas pela sinopse esperava uma trama assim mesmo.
    parece ser super emocionante! *-*

    ResponderExcluir
  3. Oi Fer, tudo bem?

    Ela lê para ele.... QUE LINDO! A Pati, do primeiro comentário, me indicou muito esse livro e agora, depois da sua resenha, fiquei ainda mais curiosa. A trama deve ser bem emocionante mesmo.

    Beijos,

    Pah - Livros & Fuxicos

    ResponderExcluir
  4. Ganhei esse livro e estou doida pra ler ele, mas só vou poder fazer isso depois de acabar a leitura atual, parece ótimo, história super emocionante.

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo