5 de outubro de 2014

Resenha: Morada das lembranças - Daniella Bauer @EditoraBiruta

Informações do livro:
Título: Morada das lembranças
Autor: Daniella Bauer
Editora: Biruta
Páginas: 200




Sinopse: Através dos olhos de uma menina, o leitor acompanha a trajetória de sua família que, em meio à Revolução Russa de 1917, viu-se obrigada a deixar para trás tudo o que conhecia e a empreender uma audaciosa e perigosa fuga rumo a um destino totalmente desconhecido. Com novas vidas e identidades, vê-se despertada pelas inúmeras perguntas que permanecem sem resposta. Mas, essa é a chave da morada. Não ter as respostas lhe permite seguir em frente e abrir todas as portas.






Resenha:Morada das lembranças” é um livro incrível, principalmente por retratar tantos dilemas, momentos importantes e sensíveis acerca de aprendizagens. Ainda sobrepõe essas situações com ilustrações admiráveis e traços relacionados (o projeto gráfico está maravilhoso). 

Esse é apenas um dos tantos pontos positivos da trama, que a torna ainda mais envolvente e carismática para com o leitor. Assim, não canso de afirmar que sou uma grande fã do trabalho da Editora Biruta e sempre me surpreendo com suas histórias empolgantes e inspiradoras.

A história apresenta várias considerações de memórias e de ocasiões tristes, receosas e um tanto assustadoras. Mas quando começamos a ler é mais fácil perceber o que realmente importa nas lembranças narradas. Não há um nome, apenas uma personagem e é por meio dela que desvendamos ocasiões importantes e mensagens reflexivas em relação a escolhas e lembranças.


O leitor conhece pessoas especiais e que se dispõem a narrar suas trajetórias de vida. É muito interessante acompanhar alguns devaneios, percepções do ambiente caracterizado, experiências suportadas e conhecimentos adquiridos ao longo do tempo. E esse é um detalhe extremamente importante, já que faz com que a leitura se torna mais realista e compreensível.

As citações com referencia a guerra, violências, necessidades, imigrantes e revoluções também são muito expressivas e essas passagens acentuam ainda mais as problemáticas e questionamentos em questão. São casos complicados, que fazem com que o leitor pense bastante em todas as consequências dos atos e na dor e sofrimento de tantas pessoas.

Dessa maneira, as cenas expressam bem as mudanças na vida dessa menina, que logo se torna uma mulher forte, audaciosa e sofrida. Ela amadure bastante e deixa claro que sempre procura aprender diante das dificuldades – pelo menos essa foi a sensação mais marcante que tive sobre a personagem.

É uma trama cativante, motivadora, bem ágil e voltada ao público infantojuvenil. Mas é, acima de tudo, extremamente emocional e ao mesmo tempo conflituosa demais. Impossível não se comover com a história tão pessoal e profunda diante de perdas, superações, sentimentos turbulentos, recomeços, batalhas, medos e conquistas.




“Aquela seria minha última morada. Eu que tive tantas! Seria realmente um descanso. Meu alívio. A morte demorou a chegar para mim, até isso tive de esperar. Muitas vezes ansiei por ela, chamei-a. Ela só escuta quem não a deseja. Piada sem graça da vida, ou melhor, da morte.” Pg. 17




Classificação SEL: 4/5


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo