21 de outubro de 2014

Resenha: Rotas de colisão - Chris Hejmanowski @grupopensamento

Informações do livro:
Título: Rotas de colisão
Título original: Collider
Autor: Chris Hejmanowski
Editora: Jangada
Páginas: 344





Sinopse: Com a morte de sua jovem esposa, o físico Fin Canty tenta recuperar a fé, iniciando uma frenética busca para encontrar a famosa "Partícula de Deus", o que o faz entrar em rota de colisão com os interesses de outras pessoas e grupos que buscam uma forma de encontrar a prova definitiva da existência do Criador. Entretanto, após um violento roubo de carro, Fin é morto de forma misteriosa. Agora do outro lado da vida, Fin encontra respostas para alguns dos maiores mistérios da ciência, mas ele descobre que a alma de sua filha foi levada ao inferno, e ele fará o que estiver ao seu alcance para salvar a alma dela. A busca de Fin forja a criação de um buraco branco, canalizando matéria do Além e oferecendo prova definitiva da existência de outros mundos e da vida após a morte. Em uma luta final na qual ele terá que atravessar continentes e múltiplos planos de existência, Fin fará tudo para reunir sua família novamente, mesmo que isso exija o seu próprio sacrifício.




Resenha: Rotas de colisão” é uma história de ficção cientifica bem profunda e que trabalha com temas extensos diante de personagens repletos de conflitos, preocupações e problemáticas sérias. A história gira em torno de sacrifícios e a incessante busca por respostas para casos complexos e reveladores. Diante disso, o autor proporciona ao leitor uma viagem dinâmica e empolgante sobre os enigmas do universo e questões relacionadas.

Fin Canty é um físico de partículas, que se encontra numa situação bem difícil em sua vida. Isso porque passou por uma grande perda recentemente que o desmotivou bastante, e ele e sua filha de três anos, Eva, se sentem extremamente abalados e perdidos nessa nova etapa. Assim, o seu trabalho começa praticamente a colidir com sua intimidade desesperadora.

O personagem é bem intenso, inteligente e demonstra uma coragem impressionante para seguir em frente e adaptar a rotina conturbada em ocasiões misteriosas. “Qual o sentido da vida?” – Atualmente essa pergunta lhe passava bastante pela cabeça, entre tantos outros questionamentos. O bom é que ele não deixa passar nenhum sinal e tenta aproveitar ao máximo cada oportunidade dada.

Confesso que me surpreendi bastante com o desenvolvimento dessa trama, isso porque comecei a ler sem expectativas e realmente não esperava pelo que poderia ocorrer nos episódios. A sinopse faz um breve resumo dos acontecimentos iniciais e a capa – por sinal simples, mas luminosa – também não dá muitas dicas.

É aquele tipo de livro que o leitor não sabe muito o que esperar e cada página revela algo maior, já que a ciência é uma matéria que pode , e deve, ser explorada por diversas maneiras. Nessas considerações, a vida após a morte é um assunto delicado, e o autor consegue explorar bem essa temática diante de conceitos descritos e críveis. Os simbolismos usados também elaboram pensamentos interessantes e o conhecimento repassado é um dos tantos pontos positivos que podem ser citados.

O que mais chama a atenção são as perspectivas diante da realidade com a ficção, bem como a relação intrigante desses papeis que se confundem diversas vezes nas cenas. De acordo com o esperado, o enredo elabora mensagens relevantes sobre a fé da humanidade, crenças, religião, escolhas decisivas e esperança. Além disso, reúne elementos marcantes em um livro através de ocorrências paralelas, como ritmo acelerado, suspense, ação, aventura e, claro, muito mistério envolvido.



“Fechando os olhos e respirando fundo, Fin buscou coragem para pôr um fim em tudo. Sua farta cabeleira escura açoitada pelo vento dançava freneticamente. Parado ali, no precipício de sua vida, já não tinha certeza de que acreditava em alguma coisa. Se havia um Deus, por que ele lhe tirara sua jovem esposa? E se não houvesse, bem, então, ele não teria nada a perder se saltasse da ponte.” Pg.13



Classificação SEL: 4/5


Um comentário:

  1. ficção científica, em livro, dificilmente me agrada.
    o fato de ele ser um livro unico até me faz ficar com uma certa vontade de ler, e, tirando o detalhe dele ser uma ficção científica, há outros detalhes na trama que me interessam, então pode ser que eu chegue a ler, mas não sei se pretendo ler logo...

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo