9 de outubro de 2014

Resenha: Ser feliz é assim - Jennifer E. Smith @galerarecord

 Informações do livro:
Título: Ser feliz é assim
Título original: This is What Happy Looks Like
Autor: Jennifer E. Smith
Editora:Galera Record
Páginas: 400




Sinopse:A vida — assim como o amor — é cheia de conexões inesperadas e enganos oportunos. Uma ligeira mudança no curso pode gerar consequências surpreendentes. Afinal, às vezes, o desvio, o atalho é o verdadeiro caminho. A estrada que deveríamos ter escolhido desde sempre... Se pelo menos tivéssemos a coragem de fazer do coração nossa bússola. Graham Larkin e EllieO'Neill não poderiam ser mais diferentes. O rapaz é um ídolo adolescente, um astro das telas de cinema; uma vida calcada na imagem. O cotidiano constantemente sob o escrutínio dos refletores. Agentes, produtores, RPs, assessores... Já Ellie passou a vida escondida nas sombras, fugindo de um escândalo do passado enterrado em sua árvore genealógica. Mas, mesmo sem aparentemente nada em comum, os dois acabam se conhecendo — ainda que virtualmente — quando Graham envia a Ellie, por engano, um e-mail falando sobre o porco de estimação Wilbur. Esse primeiro contato leva a uma correspondência virtual entre os dois, embora não saibam nem o nome um do outro. Os dois trocam detalhes sobre suas vidas, esperanças e medos. Então Graham agarra a chance de passar tempo filmando na pequena cidade onde Ellie mora, e o relacionamento virtual ganha contornos reais. Mas será que duas pessoas de mundos tão diferentes conseguirão ficar juntas? Será que o amor é capaz de vencer — mesmo — qualquer obstáculo? E mais importante... é possível separar ilusão de realidade quando o coração está em jogo?




Leia também:
A probabilidadeestatística do AMOR à primeira vista - Jennifer E. Smith (Galera Record)




Resenha:Ser feliz é assim” é um livro tão carismático e divertido, que a leitura se torna bem rápida – rápida o bastante para o leitor lamentar o término e ficar ansiando por mais capítulos da história. É um romance contemporâneo divertido e emocionante, que explora algumas fases complicadas e dramas da vida de pessoas que aparentemente não tem muito em comum.

O principal destaque é o fato de os protagonistas começarem a comunicação por e-mail e isso é muito promissor, levando em consideração que isso já é mais comum nos dias atuais. É um aspecto interessante e que levanta questionamentos sobre veracidade das informações e outros tipos de desenvolvimentos. Ou seja, não tem a questão de ser um relacionamento que envolva algo como um “amor à primeira vista”. E é claro que essa interação através da rede é muito dinâmica e peculiar.Posteriormente a ambientação casual também influencia bastante nas escolhas e conexões das cenas.

As associações e características de cada personalidade são mais perceptíveis justamente por conta do ponto de vista de ambos, e isso se evidencia bastante já que motiva mais aproximação e envolvimento.Ellie é uma garota bem centrada, apesar de suas problemáticas e Graham também tem suas próprias complicações para resolver, mas apesar de tudo é bem simpático e afetuoso.

E é justamente um e-mail aleatório – citando um porco – que muda todas as perspectivas de Ellie e Graham. Os dois não conhecem a identidade real um do outro e por isso começam a conversar, trocar ideias e só aos poucos descobrir alguns detalhes. Acontece que esse bate-papo flui muito bem, por isso surge o interesse mútuo e aquela necessidade maior de terem a oportunidade de se encontrarem pessoalmente.

De um modo geral, os acontecimentos gerais não passam a sensação de serem muito realistas, mas isso realmente não importa em nenhuma ocasião. O mais interessante é perceber as mensagens exibidas nas entrelinhas e no próprio texto quase poético. O que mais se evidencia é que as dificuldades tem como principal intuito fortalecer e incentivar as pessoas a crescerem pessoal e profissionalmente.

Ele é famoso por ser um astro no cinema e ela tenta se esconder o máximo que pode por causa de motivos bem pessoais. Assim o enredo até tem seus momentos clichês, mas o que vale mesmo evidenciar é o romantismo sutil, inesperado e sincero, que pode bem ser comparado a um conto de fadas moderno. É como imaginar que seu ídolo entrando em contato com você por e-mail. Que sonho, heim?!

“Não foi muito diferente de um circo, e chegou à cidade praticamente do mesmo jeito. Só que, em vez de carregarem elefantes e girafas, vieram com câmeras e elefantes.” Pg.27

Classificação SEL: 5/5


Um comentário:

  1. ual, que trama legal! *-*
    a autora é a mesmo de A Probabilidade Estatística do Amor a Primeira Vista né?!
    a trama parece ser bem clichêzinha, mas mesmo assim muito legal. eu adoro tramas assim, ainda mais quando envolver pessoas famosas se relacionando com "pessoas normais" hehe

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo