8 de dezembro de 2014

Resenha: Dezoito de escorpião - Alexey Dodsworth @NovoSeculo

Informações do livro:
Título: Dezoito de escorpião
Ficção Brasileira
Autor: Alexey Dodsworth
Editora: Novo Século
Talentos da literatura brasileira
Páginas: 352




Sinopse: Tudo começara com a percepção vaga de um pálido brilho no céu. Analisar os sistemas estelares pode ser bem arriscado. Dezoito de Escorpião, identificada como uma estrela gêmea do nosso Sol é uma descoberta astronômica sem precedentes. Contudo, tal revelação põe em risco o maior segredo da Terra: Muhipu, uma comunidade secreta no coração da selva, protegida por tribos indígenas ancestrais, guardando experiências para além do conhecimento comum: a tentativa de contato com superinteligências cósmicas. Oscilando no tempo, de 1929 a 2070, o leitor é apresentado a fatos científicos reais, reconstruídos ficcionalmente. Neste impressionante romance, o autor Alexey Dodsworth se vale de seu largo conhecimento em Astronomia e Filosofia para compor um intrigante drama que explora a antiga pergunta: “estamos sós no universo?”.




Resenha:Dezoito de escorpião” é uma história marcante, com vários pontos equilibrados que fazem a ligação com a história e os fatos narrados. Os personagens são muito complexos, bem como o próprio ambiente que redireciona o leitor a compreender os motivos reais de cada atitude.

O astrônomo Gustavo Porto de Mello é um personagem cauteloso e decidido. Se dispõe a fazer o possível para encontrar novidades significativas nas constelações estelares e afins. Muitas coisas tendem a mudar após a descoberta de uma estrela idêntica do sol, assim como após esse fato algumas emoções surgem para incrementar ainda mais os episódios fascinantes.

As partes mais complexas fazem uma trajetória ansiosa e segura e muitos outros questionamentos preocupantes acerca do universo, as comunicações e suas espécies desconhecidas. Existem muitas implicações, mas espero que as pendências sejam resolvidas nos próximos livros.

Todos os personagens apresentam conexões relevantes e é possível perceber suas intenções com clareza. As posturas são imprevisíveis e eu gostei bastante do modo como há uma interação reservada e cheia de pretextos sobre temas difíceis de citar. As personalidades podem ser muito distintas, o exemplo a ser mostrado é do doutor Ravi Chandrasekar. Não sabia suas reais intenções com seu jeito estranho e inesplicável, mas logo houve certos indícios que ele seria de fato um vilão bem promissor.

O enredo dispõe de muitas informações, mistérios e curiosidades, e o próprio autor induz o leitor a querer pesquisar mais sobre os assuntos destacados. Confesso que fiquei um pouco confusa em algumas passagens, porém ao longo das cenas comecei a entender os pontos de vista destacados e a problemática geral.

Um dos destaques principais do livro é a estrutura com que a ciência se mantém diante de tantos estudos, verdades e hipóteses. De maneira sutil, a filosofia também se mantém presente nas páginas, fazendo conferições objetivas sobre a ética, oportunidades, comportamentos, as adequações da sociedade em geral e outras referências.




“Astronomia é uma ciência repleta de complicadas sutilezas, e qualquer mínimo erro de calculo ou interpretação pode conduzir a resultados equívocos.” Pg.11



Classificação SEL: 3/5 


3 comentários:

  1. nunca li nenhum livro com este tipo de trama, mas o assunto parece ser ótimo, apesar de não me agradar muito não ;x
    livros assim não me fazem entrar na história... eu fico viajando em outras coisas, mas na trama que é bom nada kkkkkkk

    ResponderExcluir
  2. Quaaase comprei esse livro esses tempinhos, só desisti por causa do frete porque a estória me chamou muito a atenção. É bem no estilo que eu gosto e o melhor de tudo é que é nacional <3 Bom saber que é bacaninha, mas espero gostar ainda mais que você haha

    beeijos
    Que nerdisse Alice!

    ResponderExcluir
  3. Péssimo este livro, me parece o típico caso de um livro que foi premiado em cima da notoriedade do autor por ter participado do governo Dilma do que qualquer qualidade literária que se pudesse atribuir ao texto. História claramente chupinhada dos X-Man, Star Trek e com um final Carrie, a Estranha.

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo