19 de dezembro de 2014

Resenha: O que restou de mim - Kat Zhang @galerarecord

Informações do livro:
Título: O que restou de mim
As Crônicas Híbridas - Livro 01
Título original: What's Left of Me 
(The Hybrid Chronicles #1)
Autor: Kat Zhang
Editora: Galera Record
Páginas: 320





Sinopse: Addie e Eva são híbridas duas almas no mesmo corpo. Em sua realidade, todos nascem assim, mas, ainda na infância, uma das almas torna-se dominante. Mas isso nunca acontecia com as duas. Considerados instáveis e perigosos, os híbridos foram perseguidos e eliminados das Américas. E quando o segredo delas é ameaçado, Eva e Addie descobrirão da pior forma que há muito mais sobre os híbridos do que os noticiários de TV e os livros de história contam.




Resenha:O que restou de mim” é um livro instigante e ao mesmo tempo perturbador, que expõe muitos pontos de vistas diferentes a respeito de sobrevivência, lutas e desejos diversos. Confesso que me surpreendi bastante com o enredo, já que este expõe objetivos determinantes e por vezes curiosos, e ainda consegue fazer com que o leitor reflita sobre a mensagem central, valorizando os personagens e suas principais conquistas.

Há muito mais complexidade em dizer apenas que Addie e Eva nasceram no mesmo corpo, afinal de contas, uma delas deveria assumir o controle em certo período. Mas a definição não aconteceu como o imaginado e esse fato começou a preocupar todas as pessoas ao redor. Addie parecia ser a mais forte, enquanto Eva enfraquecia cada vez mais, mesmo assim não desistiu de lutar para ficar.

É incompreensível imaginar todo o sofrimento de Eva, estando paralisada, se escondendo dos outros e tendo cada vez mais vontade de viver. Sei que é apenas ficção, mas como os pais podem querer esquecer uma pessoa que também faz parte da família? Eva continuou entre eles, mas agora tudo que importava era Addie. Essa é uma das principais passagens que se tornam mais emocionantes.

Existe um cuidado maior por serem híbridas e isso explica o fato de Addie esconder de todos que Eva ainda permanece. Ninguém sabe ao certo o que acontece com os híbridos, por isso surgem tantas dúvidas e receios no caminho. Essa divisão é o que torna tudo mais difícil e é a responsável pelos tantos conflitos e escolhas complicadas.

As garotas possuem suas diferenças e claro que surgem brigas, mas o mais legal é que apesar de todos os atritos elas continuam pensando uma na outra. Cada uma tem sua maneira de demonstrar afeto, mas a gente sabe que é difícil não se apegar com alguém tão próximo. É como se fosse um irmão gêmeo, mas a diferença é que nesse caso há o compartilhamento de um único corpo e mente.

Surgem vários questionamentos, e o próprio leitor tenta imaginar como elas podem agir normalmente, sendo que há tantos riscos e temores. A aventura começa quando tentam buscar algo que incentive a liberdade, e essa sensação se intensifica quando percebem que pode haver uma chance de dar certo. Há também certo comprometimentos com outros personagens e outros híbridos, e com certeza as ações realizadas se tornam muito respeitosas, simplesmente pela vontade de tentar mudar a situação. Fiquei fascinada com a trama distópica e já estou muito curiosa para conferir as próximas cenas.

                                                                
"Addie e eu nascemos dentro do mesmo corpo, os dedos fantasmagóricos de nossas almas entrelaçados antes de inspirarmos pela primeira vez. Os primeiros anos que passamos juntas foram também os mais felizes. Depois vieram as preocupações, as rugas de tensão em torno da boca de nossos pais, os olhares de censura de nossos professores do jardim de infância, a pergunta que todos sussurravam quando achavam que não estávamos escutando. Por que elas não estão se definindo?” Pg.07.
                                               

Classificação SEL: 4/5


Um comentário:

  1. eu imaginava uma trama completamente diferente!
    não me agradou muito não o lado que a autora seguiu com a história ;x
    acho que não é um livro para mim...

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo