9 de janeiro de 2015

Resenha: Apenas um dia - Gayle Forman @Novo_Conceito

Informações do livro:
tulo: Apenas um dia
Apenas Um Dia - Livro 01
Título original: Just One Day (Just One Day #1)
Autor: Gayle Forman 
Editora: Novo Conceito
Páginas: 384




Sinopse: A vida de Allyson Healey é exatamente igual a sua mala de viagem: organizada, planejada, sistematizada. Então, no último dia do seu curso de extensão na Europa, depois de três semanas de dedicação integral, ela conhece Willem. De espírito livre, o ator sem destino certo é tudo o que Allyson não é. Willem a convida para adiar seus próximos compromissos e ir com ele para Paris. E Allyson aceita. Essa decisão inesperada a impulsiona para um dia de riscos, de romance, de liberdade, de intimidade: 24 horas que irão transformar a sua vida. Apenas um Dia fala de amor, mágoa, viagem, identidade e sobre os acidentes provocados pelo destino, mostrando que, às vezes, para nos encontrarmos, precisamos nos perder primeiro... Muito do que procuramos está bem mais perto do que pensamos.


                                                                    

Resenha: Apenas um dia” é um livro que trabalha com planejamentos habituais e seus tantos momentos inesperados. A história é bem simples e sutil, porém o que se evidencia é a narrativa marcante e convincente, fazendo com que o leitor entenda todos os pontos de vistas e as possíveis consequências de cada ato.

A premissa já indica que o enredo analisa ocasiões de descontrações, porém não imaginava que, de fato, houvesse uma complexidade maior nas entrelinhas. Assim, me surpreendi bastante ao perceber que havia muito mais do que apenas questões relacionadas a encontros e descobertas. Pelo título e sinopse até cheguei a pensar que o foco seria apenas relacionado de acordo com um dia especifico. Só que há uma divisão de duas partes que fazem toda a diferença.

Allyson Healey está viajando pela Europa e demonstra ser uma garota muito centrada, objetiva e até meio temerosa. Ela sabe que precisa seguir as regras de acordo com o esperado, mesmo que não vá de acordo com o que espera. Ela não parece se divertir, mas é compreensível o quanto se sente pressionada para corresponder os pedidos das pessoas ao seu redor. São questões que envolvem, principalmente, a autoestima, mesmo porque não é fácil agradar a todos e ao mesmo tempo fazer as coisas sem pensar nos outros.

Ainda bem que aos poucos consegue perceber suas limitações, desejos e emoções. E é exatamente essa nova garota que tende a ser mais interessante, motivada e livre. Allyson, ou ‘Lulu” decide se aventurar de uma maneira incrível, como nunca poderia imaginar. Ela seguiu seu coração e ultrapassou as próprias barreiras, mesmo que as vezes ficasse frustrada e com medo dos próximos acontecimentos.

O personagem Willem é muito divertido, meio misterioso e ainda mais charmoso. E é um dos responsáveis por várias mudanças na vida de Allyson. Ele proporciona certas filosofias que são muito interessantes, visto que condizem bastante com a trama e suas peculiaridades. O romance também é um dos destaques e estou muito curiosa para conferir o próximo volume, “Apenas um ano”.

Mas sabe qual a melhor parte? A personagem cresce bastante ao longo das experiências, estas que se tornam extremamente importantes por causa de suas mensagens sobre a vida em si. É muito interessante acompanhar as viagens e é certo que Paris se torna muito emocionante devido as belas descrições dos ambientes.
                                                                                            


“Ser ou não ser, eis a questão. Isso é de Hamlet, talvez o monólogo mais famoso de Shakespeare. Tive que decorar todo o discurso no primeiro ano de inglês do ensino médio, e até hoje consigo me lembrar de cada palavra. Na época, não pensei muito sobre o assunto. Só queria decorar direito todas as palavras e tirar meu A. Mas, e se Shakespeare, e Hamlet, estivessem fazendo a pergunta errada? E se a verdadeira pergunta não se referir a ser, mas a como ser?” Pg.11
                                                                                                                         
                                                
Classificação SEL: 4/5


2 comentários:

  1. Oi,
    é a primeira resenha que leio do livro e confesso que fiquei com um pé atrás.
    adoro livros com viagens, e quero ler esse principalmente por se passar em Paris né hahaha
    mas não sei, fiquei com um pé atrás porque quando li a sinopse dele fiquei imaginando uma trama diferente...
    mas ainda sim parece ser um ótimo livro. não li nada da autora ainda, e acho que vou começar por este :P

    ResponderExcluir
  2. Olá,

    Diria já de antemão, que eu acabei me identificando um pouco com a protagonista, sempre planejo minha vida dia a dia, não me perdendo em coisas que minha família acredita serem fúteis e desnecessárias e me dedico quase que exclusivamente a minha careira e estudos, sendo assim queria Willen na minha vida. Mas, até por essa personalidade eu prefiro romances mais trabalhados, que tenham mais engodo, não sei como seria me entregar a essa leitura, não sei se me prenderia, mas ainda sim achei a trama uma graça.

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo