15 de janeiro de 2015

Resenha: Messias: O primeiro julgamento - Wendy Alec, Editora Jangada

Informações do livro:
Título: Messias: o primeiro julgamento
As Crônicas dos Irmãos Celestiais - Livro 02
Título original: The First Judgement 
(Chronicles of Brothers #2)
Autor: Wendy Alec
Editora: Jangada
Páginas: 416




Sinopse: Combinando a interpretação bíblica com a pesquisa histórica e uma narrativa cinematográfica, este livro descreve de maneira sublime a arrepiante conspiração de Lúcifer e a jornada de Jesus entre os homens, numa batalha sangrenta e selvagem em que os vastos exércitos reais do primeiro céu combatem as hordas de decaídos do inferno.




Leia também:
Chronicles of Brothers #1 - A Queda de Lúcifer - Wendy Alec (Editora Jangada)



Resenha: Messias: o primeiro julgamento” continua apresentando fatos relevantes baseados na bíblia, e em momentos extremamente marcantes. O teor fictício se destaca por conter tantas indagações perspicazes e situações complexas. Ainda assim, confesso que também senti dificuldades com essa leitura, mas se tive o interesse pela continuação foi justamente por conta das explicações e outras tantas teorias.

Não sei muito bem como definir esse livro e é claro que é muito difícil se expressar diante de uma obra ora magnifica, ora estranha. A parte bíblica se mostra bem centrada, mesmo porque o autor consegue conduzir os episódios com clareza e sintonia. De qualquer maneira, acredito que este livro se mostra melhor que o primeiro volume (A queda de Lúcifer).

O enredo é focado no passado de Messias, além de questões de Jesus, ressureição e afins, e posso até afirmar que este pode responder outras questões acerca do livro anterior. A linha do tempo exposta é mais relevante porque conduz o leitor a entender certos simbolismos. Claro que depende da interpretação de cada um, mas fica fácil perceber as intenções de Wendy Alec.

Um fato interessante segue por conta das revelações do lado espiritual e nos faz pensar em momentos de fragilidade e sobrevivência. A ficção não se mistura com a realidade, mas é possível perceber várias mensagens ao longo das elucidações.  Essas circunstâncias tornam a trama mais instigante e envolvente, por isso é uma das principais evidencias a ser citada.

Há muitas repetições diante das descrições ao longo dos acontecimentos. Não se se de fato esta é a intenção, mas o texto dá a impressão de ficar meio tedioso e emblemático. Apesar de alguns períodos parecerem perdidas, o enredo em si se mostra bem convincente. Uma coisa é certa: essa série se mistura diante de tantas emoções contraditórias.

O desenvolvimento parece seguir uma linha tênue de memórias e temores. Nesse espaço, as batalhas também ganham destaque, apesar de todos os contratempos. Não sei ao certo como serão os próximos volumes, mas vou tentar acompanhar as eventuais aventuras, mesmo porque vale a pena conferir os detalhes sobre conspirações, história e exércitos.
                                                                                         
                                                      
“Um vento forte como uma tempestade soprou pela câmara. Os anjos que estavam com Lúcifer – também transformados horrivelmente – agarraram em desespero as balaustradas, as colunas de mármore, e tornaram-se eles próprios como mesas de mármore ao serem sugados para fora da Sala do Trono. Gritavam em um frenesi quando os relâmpagos estalaram.” Pg.16

 Classificação SEL: 3/5


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo