19 de janeiro de 2015

Resenha: O medo de Virgília - Rosa Mattos, Editora Selo Jovem

Informações do livro:
Título: O medo de Virgília
Ficção brasileira
Autor: Rosa Mattos
Editora: Selo Jovem
Páginas: 204




Sinopse: Cercada por pessoas desajustadas (psicopatas, neuróticas, depressivas, insanas, obsessivas, fóbicas e inescrupulosas), Virgília luta para manter sua sanidade mental. Dividida entre cuidar da própria vida e ajudar seus familiares que precisam dela financeiramente, muda-se de Cristal (pequena cidade gaúcha) e vai morar sozinha em Porto Alegre, num apartamento herdado pela mãe. Assim, poderá ficar mais perto de Marília, sua irmã mais nova, internada numa clínica depois de tentar matá-la, após sofrer um surto psicótico. Virgília começa a trabalhar como gerente de uma joalheria. Lá, ela conhece Alex, o entregador de joias e os dois se apaixonam. Em pouco tempo, serão envolvidos por um laço de amor que os manterá unidos, contra todas as adversidades.  Além de ser um homem apaixonante, Alex possui um dom incomum, que o torna capaz de tirar vidas, ou salvá-las. E este seu dom, terá um papel importante para os rumos desta história.  Uma trama onde o grande mistério é descobrir como Virgília conseguirá lidar com tantas situações difíceis que a cercam, sem enlouquecer.




Resenha: O medo de Virgília” possui uma personagem principal marcante, e o que torna a trama mais surpreende é poder conferir histórias de outros personagens diversificados.  O leitor consegue compreender as conexões e o melhor é entender que cada um possui algo a revelar. A autora Rosa Mattos inova ao unir tantas características diferentes, fazendo com que o enredo se torne mais dinâmico e ao mesmo tempo sutil.

Virgília se mostra muito empolgada por causa de seu emprego novo numa gerencia de uma famosa loja de jóias. É possível notar o quanto é esforçada, apesar dos problemas e certas dificuldades em sua vida. Logo no início, acontece um episodio assustador, e a personagem fica confusa, sem saber qual direção tomar.

Logo após conhecemos Celina, uma pessoa organizada e ainda mais perfeccionista. Depois que conheceu Bernardo as coisas mudaram muito, já que ele parecia ser o oposto dela. Por causa de certos desentendimentos, as coisas saíram do controle e confesso que nem imaginava o rumo dessa situação. Ainda não sei se consigo entender algumas atitudes da narração e por isso não é muito fácil fazer definições claras sobre isso.

Celina época prima de Virgília, e é claro que a moça também fica em choque com seu desfecho. Em paralelo, surge a família dela – seu irmão, esposa e crianças, mais um gato – querendo ficar um tempo no apartamento dela. São muitas mudanças de uma vez só, e confesso que dá até um nervoso perceber tantas condições ao mesmo tempo. 

Depois somos apresentados ao seu tio Emiliano, sua vizinha Dora, o entregador de jóias, Alex, a misteriosa Anne, sua irmã Marília, o inspetor Ulisses, além dos complicados Alan e Jéssica. Acredito que essas misturas de situações são os grandes destaques da trama. Não esperava que as cenas pudessem envolver tanto, e no fim o leitor espera mesmo que aconteça uma combinação de personalidades.

Por fim, o titulo deste livro não poderia ser mais compreensível. A personagem principal tenta se manter calma e determinada perto de pessoas obsessivas e casos enrolados. Também é interessante citar que, por causa dessas dificuldades, ainda é possível perceber varias reflexões sobre nossa própria realidade, diante de tantas pessoas e dificuldades diferentes.


“É obvio que eu queria o emprego. Mas arriscar a vida por escolha própria, desconfiando de cada pessoa que fosse entrar na joalheria, tremer de medo quando abrissem uma pasta ou enfiassem as mãos nos bolsos, achando tratar-se de um assalto, seria realmente estressante.” Pg.16



Classificação SEL: 4/5


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo