13 de fevereiro de 2015

Resenha: Quando um homem ama uma mulher - Bella Andre @Novo_Conceito

Informações do livro:
Título: Quando um homem ama uma mulher
A história que deu origem à família Sullivan
Os Sullivans #10
Título original: Kissing Under The Mistletoe 
(The Sullivans #10)
Autor: Bella Andre
Editora: Novo Conceito
Páginas: 304




Sinopse: "Os olhos de Jack estavam mais negros, até mesmo mais intensos, do que ela se lembrava conforme ele caminhava em sua direção. Ela se esforçou para suas pernas não tremerem, e para não sair correndo direto para os braços dele." Para Mary Sullivan, reunir-se com os oito filhos, genros, noras e netos no chalé do Lago Tahoe é sempre um motivo de alegria. Cada um dos objetos que decoram a casa traz consigo um turbilhão de lembranças, todas elas guardadas com muito carinho em seu coração. Ao acender a lareira em mais uma noite de inverno, Mary imediatamente volta aos dias do início do seu tórrido romance com Jack, vivenciando novamente o amor que mudaria a sua vida para sempre.



Leia também:
Os Sullivans #1 - Um Olhar de Amor - Bella Andre (Novo Conceito)
Os Sullivans #2 - Por Um Momento Apenas - Bella Andre (Editora Novo Conceito)
Os Sullivans #3 - Não Posso me Apaixonar - Bella Andre (Editora Novo Conceito)
Os Sullivans #4 - Só tenho Olhos para Você - Bella Andre (Editora Novo Conceito)
Os Sullivans #5 - Se você fosse minha - Bella Andre (Editora Novo Conceito)
Os Sullivans #6 - Quero ser seu - Bella Andre (Editora Novo Conceito)
Os Sullivans #7 - Perto de você - Bella Andre (Editora Novo Conceito)
Os Sullivans #8 - Em meus pensamentos - Bella Andre (Editora Novo Conceito)
Os Sullivans #9 - O jeito que me olha - Bella Andre (Editora Novo Conceito)



Resenha: Quando um homem ama uma mulher” é mais um livro da autora Bella Andre que se mostra repleto de expectativas. Para quem acompanha a série desde o início, de acordo com a união de uma família especial e com várias características fortes, percebe que é muito bom acompanhar o romance de Mary e Jack Sullivan. E de fato, não tem como não se emocionar com o relato envolvente e decisivo.

O casal se mostra ainda mais intenso nas lembranças compartilhadas, e é justamente isso que torna o título tão perspicaz e consistente. E claro que o leitor vai mesmo achar divertido e ainda mais empolgante conhecer os pequenos detalhes da história de amor dos pais de Marcus, Gabe, Smith, Ryan e demais. Sempre se entenderam bem e foram pacientes em suas ações, e as consequências não poderiam ser mais reconfortantes.

A questão aqui não é dizer que é um enredo clichê ou previsível, porque aqui isso não importa nem um pouco. O que conta realmente são as situações vivenciadas, experiências repassadas aos familiares próximos e demais superações. E preciso confessar que Jack Sullivan é um personagem ótimo e não seria demais dizer que seus filhos tem mesmo a quem puxar. Fica muito mais fácil observar especialidades dele em seus filhos.

Mary revive o romance como se nada mais importasse ao seu redor, mas isso é apenas para fazer as primeiras interações. Ela é uma mãe incrível e sempre desempenhou seu papel com dedicação. Com certeza, esse é aquele tipo de história que você nunca vai se cansar de saber mais e mais. Mesmo porque sempre há uma peculiaridade nova a ser revelada.

Os dois começaram de uma maneira diferente do que pensei. Não é fácil lidar com questões amorosas, ainda mais quando envolve assuntos profissionais. Os dois até que se mostram bem resistentes em suas decisões a respeito de negócios e afins, mas claro que ao longo do tempo os sentimentos se tornam mesmo inevitáveis.

Jack e Mary são fundamentais na criação dos filhos e isso se mostra nas histórias anteriores com enorme destaque. O amor envolvido é sincronizado, abençoado, emocional, sincero, esperançoso e aconchegante, e isso é uma das tantas evidencias para que tantos leitores curtam as narrações. Assim, essa volta no tempo foi realizada de modo bem engenhoso, pois nos faz perceber todas as bases sutis dessa estrutura.


E, enquanto Mary fechava os olhos para saborear as lembranças de quando se apaixonou por Jack Sullivan, os primeiros flocos de neve do inverno começaram a cair…” Pg.17

Classificação SEL: 4/5


Um comentário:

  1. Oi Fê,
    estou bem curiosa para ler este livro. amo os livros da Bella, mas não sei o que esperar deste.
    quando vemos os romances dos filhos é uma coisa, agora ler o romance dos pais... sei lá, estou curiosa kkkk
    realmente, acho que eles tem para quem puxar mesmo :P

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo