13 de março de 2015

Resenha: Insana: Meu mês de loucura - Susannah Cahalan @belasletras

Informações do livro:
Título: Insana
Meu mês de loucura
Título original: Brain on Fire: My Month of Madness
Autor: Susannah Cahalan
Editora: Belas Letras
Páginas:300





Sinopse: Uma jovem jornalista com uma carreira promissora em Nova York se vê aprisionada em sua própria insanidade com uma doença que nenhum médico consegue diagnosticar. A rotina no jornal onde ela trabalha é substituída por inexplicáveis alucinações, surtos e ataques de paranoia – os mesmos sinais atribuídos a casos de possessão. Poderia se tratar de um episódio de House, mas é a história de SusannahCahalan, que escreve com impressionante riqueza de detalhes o período de terror em que se transforma em desconhecida para si mesma e seus familiares. Sem poder contar com a memória para escrever sua reportagem mais difícil, Susannah recorre aos próprios rascunhos do período em que esteve doente, além de relatos de médicos, familiares, namorado e documentos para construir um drama psicológico sobre os caminhos misteriosos e assustadores do nosso próprio cérebro.




Resenha: Resenha:Insana: meu mês de loucura”, publicado pela Editora Belas Letras, é um drama psicológico, que expõe algumas passagens da vida de Susannah Cahalan, autora deste livro e também jornalista. A trajetória envolve os primeiros traços de alucinações e surtos, assim como aborda o jeito como ela e as pessoas ao seu redor lidaram com suas crises. Dessa forma, a família, namorado, e outros envolvidos também se destacam bastante no enredo, sendo que eles percebem claramente a mudança de personalidade e temperamento de Susannah.

O livro se divide em três partes – Parte um: louca, parte dois: o relógio, parte três: em busca do tempo perdido – e em cada uma delas é possível conferir um desenvolvimento das características mais especificadas, seja por conta da doença, dos episódios de transtornos ou das transformações em busca de melhorias.  Além disso, também há o prefácio, agradecimentos, notas e informações sobre a autora.

Susannah demonstra ser alguém extremamente preocupada, seja por causas sérias ou por detalhes mais banais. Talvez esse seja o principio de suas paranóias, inquietações e demais loucuras ao longo dessa experiência desagradável. Claro que as pessoas podem se sentir dessa forma em algum período único, porém no caso, a situação se complica quando parece haver uma pressão inexplicável sobre si.

Em paralelo, há ainda comentários sobre sua carreira jornalística, e óbvio que isso é muito instigante, benéfico e divertido, pelo menos para mim, que também sou formada em jornalismo. A gente sente que há uma sintonia nos pensamentos e a leitura se torna bem mais envolvente, diante de uma ambientação de editoras, repórteres, redação, notícias e afins. Com esse livro, percebi que realmente gosto desse gênero abordado e o quanto é fácil se identificar com algumas ocorrências.

A obsessão e a insegurança se tornam maiores a medida em que Susannah percebe que está havendo interferências em sua rotina, seja na área pessoal ou profissional. Ela afirma que tudo pode ter começado por causa de insetos – para ser mais exata, percevejos – ou apenas por sua imaginação confusa e conturbada, porém, acredito que a tensão, as sensações estranhas de formigamento e os receios complexos se intensificam ainda mais com os acontecimentos repassados.

O texto se mostra tão real e perceptível que, de fato, parece que o leitor consegue sentir todas as emoções repassadas. É sincero, comovente, um tanto doloroso e não parece mesmo ter uma explicação muito sensata. Além disso, não há duvidas do quanto há luta diante de algo desconhecido, e é exatamente esse aspecto que faz toda a diferença nas cenas. Realmente é uma leitura ótima!


“Em meus pulsos há uma pulseira de plástico laranja com algo escrito. Aperto os olhos sem conseguir ler as palavras. Mas, depois de alguns segundos, as grandes letras se tornam nítidas: RISCO DE FUGA.” Pg.12


Classificação SEL: 5/5


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo