23 de março de 2015

Resenha: A mais pura verdade - Dan Gemeinhart @Novo_Conceito

Informações do livro:
Título: A mais pura verdade
Nunca é tarde demais para viver a maior aventura da nossa vida
Título original: The Honest Truth
Autor: Dan Gemeinhart
Editora: Novo Conceito
Páginas: 224




Sinopse: Em todos os sentidos que interessam, Mark é uma criança normal. Ele tem um cachorro chamado Beau e uma grande amiga, Jessie. Ele gosta de fotografar e de escrever haicais em seu caderno. Seu sonho é um dia escalar uma montanha. Mas, em certo sentido um sentido muito importante , Mark não tem nada a ver com as outras crianças. Mark está doente. O tipo de doença que tem a ver com hospital. Tratamento. O tipo de doença da qual algumas pessoas nunca melhoram. Então, Mark foge. Ele sai de casa com sua máquina fotográfica, seu caderno, seu cachorro e um plano. Um plano para alcançar o topo do Monte Rainier.Nem que seja a última coisa que ele faça. A Mais Pura Verdade é uma história preciosa e surpreendente sobre grandes questões, pequenos momentos e uma jornada inacreditável.




Resenha: A mais pura verdade”, de Dan Gemeinhart, apresenta uma história muito especial, convincente, delicada, sincera e ainda mais emocionante. As cenas remetem a questões simples e ao mesmo tempo sérias e dramáticas demais para o pequeno protagonista. Mesmo assim, o destaque segue por conta da esperança, esta que pode ser percebida logo nas primeiras páginas, mesmo que seja tão pequena.

Mark é um personagem corajoso e determinado demais para sua idade (ele tem doze anos), e acredito que essa característica é o que o define melhor. Mas é claro que só ele pode saber o que tem que suportar diante de uma batalha incessante pela vida. Ele tem câncer e todos os dias precisa lidar com a preocupação das pessoas ao seu redor, bem como as noticias sobre seu estado de saúde. Apesar de tudo, é muito triste notar sua desistência dos tratamentos e afins, mesmo porque é algo que afeta todo mundo que o conhece.

Há tantas coisas para se pensar diante desta caminhada, das perspectivas e das reflexões impostas nas entrelinhas deste livro. Essa é uma sensação incrível, pelo menos ao conseguir perceber as intenções do autor, juntamente com as próprias opiniões do leitor. Fica ainda mais envolvente quando se conhece alguém que já tenha vivenciado algo parecido, como algum familiar, amigo ou apenas alguém conhecido.

Mesmo que não compreenda de início, Mark está mesmo desesperado e tenta, de alguma forma, se apoiar no que acha mais seguro. A amizade é outro aspecto fundamental e cada relação parece se fortalecer mais à medida que os sentimentos aparecem com mais frequência. Claro que o que importa para Mark é seguir as oportunidades, nem que cada uma possa ser a última.

O garoto, em companhia de seu leal cachorro, Beau, se aventura em direção ao Monte Rainer, e cada passo é sutilmente revelado de modo a perceber sua relevância. O que não esperava é que surgissem algumas ocorrências inesperadas, como dificuldades arriscadas, entre outros. Apenas a melhor amiga, Jessie, sabe sobre o plano de fuga e quando seu desaparecimento vem a tona, surgem outras questões intensas e diversas dúvidas sobre confiança, fé, provação e medo. A narração de Jessie também aparece para impor mais entendimentos sobre a jornada carregada do amigo e suas decisões.

O carisma dos personagens é tão forte que a gente se sente perdido sobre o que poderia mesmo fazer diante de situações tão comoventes. Como reagir diante de um garoto sonhador e ao mesmo tempo protege-lo das dores?! Beau é um personagem maravilhoso e garante episódios ótimos sobre sua postura, que de fato pode ser considerada bem heróica. No geral, é uma obra inspiradora e tocante, cheia de ansiedade e motivações.

Classificação SEL: 4/5


2 comentários:

  1. Um dos livros mais lindos e emocionantes que eu já li. ♥
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Fê muito bom saber sua opinião sobre esse livro. Acabei de resenhar esse livro e adoraria saber sua opinião sobre meu texto =)
    Também gostei da história e da narrativa do livro. O autor conseguiu falar de algo tão tenso quanto uma pessoa com câncer sem focar tanto na doença. Poder olhar o mundo pela ótica de um menino tão jovem e maduro ao mesmo tempo foi interessante.
    Beijos

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo