11 de março de 2015

Resenha: Ugly Love - Colleen Hoover, Atria Books

Informações do livro:
Título: Ugly Love
Autor: Colleen Hoover
Editora: Atria Books
Páginas: 336





Sinopse: When Tate Collins meets airline pilot Miles Archer, she knows it isn’t love at first sight. They wouldn’t even go so far as to consider themselves friends. The only thing Tate and Miles have in common is an undeniable mutual attraction. Once their desires are out in the open, they realize they have the perfect set-up. He doesn’t want love, she doesn’t have time for love, so that just leaves the sex. Their arrangement could be surprisingly seamless, as long as Tate can stick to the only two rules Miles has for her. Never ask about the past. Don’t expect a future. They think they can handle it, but realize almost immediately they can’t handle it at all. Hearts get infiltrated. Promises get broken. Rules get shattered. Love gets ugly.



Leia também:
Hopeless #1 - Um Caso Perdido - Colleen Hoover (Editora Record)
Hopeless #2 - Sem esperança - Colleen Hoover (Editora Record)
Maybe #1 - Maybe Someday - Colleen Hoover (Atria Books)
Slammed #1 - Métrica - Colleen Hoover (Galera Record)
Slammed #2 - Pausa - Colleen Hoover (Galera Record)
Slammed #3 - Essa garota - Collen Hoover (Galera Record)



Resenha: A autora Colleen Hoover sabe mesmo como escrever uma história de amor e encantar seus leitores. Não canso de pensar qual é o melhor livro que li dela, e sempre chego a mesma conclusão: acabo favoritando todos eles. E claro que não seria diferente com ‘Ugly Love”. Como não li esse livro antes?!

Tate Collins e Miles Archer são os protagonistas dessa trama e cada um deles expõe lados diferentes e que ao mesmo tempo se complementam demais. Os dois possuem personalidades ousadas, marcantes, independentes e decisivas, por isso se torna tão fácil fazer essa ligação. São mais maduros, mesmo porque já não são mais adolescentes, buscam por seus ideais e já garantiram uma carreira mais sólida.

Tate vai morar por um tempo com o irmão, Corbin, até que possa resolver algumas pendências em sua vida pessoal e profissional. Mas não esperava que, assim que chegasse ao apartamento, encontrasse um cara bêbado e caído em frente ao apartamento do irmão. Passado o momento de receios e outros problemas da cena, ela descobre que ele é Miles, amigo de Corbin. Esse momento já é bem peculiar, mesmo porque é um começo complicado e que requer certo cuidado diante do drama que começa a ser apresentado aos poucos.



Existe, desde o começo, um mistério enorme sobre o passado de Miles. Independente disso, há uma enorme atração entre ele e Tate. E é brilhante o modo como há esse envolvimento, já que parece simples demais, só que é muito – muito – intenso. Miles deixa claro que não quer e não pode amar ninguém, e não quer dar esperanças para um provável futuro. Então, é por isso mesmo que surge a ideia de fazerem um acordo onde existem regras sobre a relação. Para ser bem simples, é apenas sexo e nada mais. Mas é claro que a gente sabe que esse tipo de situação não acaba bem.

Os capítulos são alternados entre ela e ele, sendo que a parte de Miles é narrada seis anos antes. No começo, o leitor pode até se perguntar o porquê disso, mas é uma peça fundamental para o entendimento de todas as consequências do momento presente. Muita coisa parece mesmo não fazer sentido, mas quando tudo começa a se encaixar a gente percebe a importância dos episódios narrados, assim como todos os sentimentos envolvidos.

Todos os personagens são especiais, a sua maneira e valorizam ainda mais as relações ao longo do enredo. Rachel também merece destaque na trama, apesar de que ela é uma personagem meio contraditória. Corbin, irmão de Tate, é muito protetor e é um ótimo amigo para Miles. E claro que também não poderia deixar de citar o querido Cap. Ele parece ser um personagem secundário simples e seu trabalho consiste apenas em cuidar do elevador, só que há muito mais a ser analisado.

A história é, de certa forma, bem dramática, e gira em torno de muitas emoções fortes, além de questões sobre perdas, reviravoltas, superações e afins. É aquele tipo de livro que o leitor torce muito pelos encontros do casal, bem como sua felicidade. Os detalhes é que fazem toda diferença e acrescentam episódios tão instigantes, sinceros, únicos e ainda mais carismáticos.
                                                                                                           

Classificação SEL: 5/5 ♥


4 comentários:

  1. Menina!!!!! Amo os livros de Collen hoover eu já li esse e super amei, depois desse eu li maybe someday que também é muito bom, mas espera! kkkk Todos os livros de Collen Hoover são bons, pelo menos para mim :)
    www.kamaleando.com

    ResponderExcluir
  2. Eu estou fascinada por essa capa e a sua resenha me deixou morrendo de vontade de ler essa história. Ela é o tipo de trama que eu amo ler! ♥
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. aaah, eu estou doida para ler este livro!
    fiquei sabendo que vai sair o filme e eu preciso ler ele logo!!!
    será que não vão lançar aqui no brasil?? ;~~
    só li um livro da autora até hoje (que foi Um Caso Perdido) e fiquei apaixonada pela escrita dela... precisando de mais! hehe

    ResponderExcluir
  4. Li promeiro Maybe Someday e amei....agora estou lendo e quase terminando O lado feio do Amor, uma historia linda, sofrida, mas apaixonante...

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo