30 de abril de 2015

Resenha: As aventuras de Sherlock Holmes - Sir Arthur Conan Doyle @EditoraNacional

Informações do livro:
Título: As aventuras de Sherlock Holmes
Sherlock Holmes
Contos
Título original: The Adventures of Sherlock Holmes
Autor: Sir Arthur Conan Doyle
Editora: Companhia Nacional
Páginas: 432



Sinopse: Em As Aventuras de Sherlock Holmes o leitor irá encontrar algumas das mais famosas histórias de assassinato e mistério de Conan Doyle, como "A Aventura da Faixa Pintada", em que as últimas palavras de uma mulher moribunda e um inexplicável som metálico são as únicas pistas que Sherlock Holmes tem para evitar um novo assassinato, e "As Cinco Sementes de Laranja", em que uma morte inesperada e a descoberta de uma carta revelam uma conspiração do outro lado do Atlântico. Esta edição das primeiras histórias de Sherlock Holmes conta com uma introdução de Mark Gatiss, co-criador da série de TV britânica Sherlock.



Leia também:
Sherlock Holmes – Um estudo em vermelho - Sir Arthur Conan Doyle (Companhia Editora Nacional)
Sherlock Holmes – O signo dos quatro - Sir Arthur Conan Doyle (Companhia Editora Nacional)



Resenha: As aventuras de Sherlock Holmes” apresenta doze contos cheios de mistérios e algumas surpresas bem inesperadas. Não é nem um pouco difícil se encantar com essa narrativa instigante, mas claro que não posso dizer o mesmo das deduções dos casos, já que todas as percepções ficam apenas por conta do protagonista. Ele tem uma habilidade única, então só nos resta ler e ter paciência para concluir as histórias.

Recentemente, li “Um estudo em vermelho” e “O signo dos quatro” e posso dizer com segurança que ambas as tramas chamam a atenção por expor investigações complexas demais para nosso próprio entendimento. De qualquer forma, mesmo após a conclusão de cada cena é impossível não ficar pensando nos detalhes, nos motivos e em todas as consequências apresentadas.

Ainda bem que Sherlock Holmes sabe conduzir suas investigações, juntamente com seu parceiro John Watson. Muita gente pode não gostar de sua personalidade, mas, particularmente, fico fascinada por sua conduta. Claro que sua arrogância e orgulho se destacam vivamente, mas parece que a gente até já se acostuma com esses aspectos.

Os contos são breves e não há muito no que se envolver, já que o autor não desenvolve muitos indícios no caminho. Na verdade, o que se torna mais notável são as explicações no desfecho de cada episódio. E na verdade, essa não é nenhuma novidade para que já conhece a escrita de Arthur Conan Doyle. Watson é, novamente, o responsável pelas narrações, e cada descoberta parece se sobressair mais que o anterior.

Há algumas ocorrências que parecem não se encaixar muito no contexto, pelo menos eu não entendi muito bem ou não percebi as conexões. Nem todos os contos garantem um final tão esperado, mas é justamente isso que torna tudo mais surpreendente. Isso e o fato de haver tantas curiosidades nessas finalizações.

Assim como nos outros livros, a edição também está maravilhosa e o conteúdo, num modo geral, é de uma leitura bem ágil e objetiva. Não citarei os contos individualmente, mas destaco alguns que mais gostei como “Uma questão de identidade”, “As cinco sementes de laranja” e “A aventura da faixa pintada”, entre outros. Todos são bem diferentes e possuem suas peculiaridades básicas, então não tem como não se encantar com essa mistura de enigmas e diversão. Dessa vez, a introdução ficou por conta de Mark Gatiss, ator (como Mycroft Holmes) e co-criador da série exibida pela BBC.


Classificação SEL: 4/5


Um comentário:

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo