22 de abril de 2015

Resenha: Uma história de amor e TOC - Corey Ann Haydu @galerarecord

Informações do livro:
Título: Uma história de amor e TOC
Título original: OCD Love Story
Autor: Corey Ann Haydu
Editora: Galera Record
Páginas: 320




Sinopse: Bea foi diagnosticada com transtorno obsessivo-compulsivo. De uns tempos pra cá, desenvolveu algumas manias que podem se tornar bem graves quando se trata de... garotos! Ela jura que está melhorando, que está tudo sob controle. Até começar a se apaixonar por Beck, um menino que também tem TOC. Enquanto ele lava as mãos oito vezes depois de beijá-la, ela persegue outro cara nos intervalos dos encontros. Mas eles sabem que são a única esperança um do outro. Afinal, se existem tantos casais complicados por aí, por que as coisas não dariam certo para um casal obsessivo-compulsivo? No fundo, esta é só mais uma história de amor... e TOC.




Resenha:Uma história de amor e TOC” não poderia ser um livro mais emocionante, sincero e realista. Isso porque Corey Ann Haydu consegue expor vários traços das personalidades analisadas, assim como introduz drama nas cenas sem deixa-las mais pesadas. Faz todo o sentido porque o enredo é jovial, e cada diálogo e encontro merece sua devida atenção.

A protagonista, Bea, tem Transtorno Obsessivo Compulsivo – TOC – e é realmente muito interessante compreender certos aspectos desse diagnóstico. Além disso, é um livro que pode ajudar na descobertas de casos semelhantes, afinal de contas, não é nem um pouco difícil notar pessoas com certas manias, estresses, crises de pânico, compulsões ou aflições demais, entre outros termos já conhecidos. Muitos não têm a devida informação e é claro que isso pode complicar bastante nos tratamentos recomendados.

Bea é uma garota bem comum para sua idade, e está passando por várias pressões na escola, além das escolhas difíceis que precisa fazer por conta de faculdade e afins. Ela acha tudo muito estranho e é bem complicado mesmo se adaptar nas terapias, ainda mais quando surgem imprevistos nessas horas. Existem muitos outros fatores que a fizerem ter TOC, e podemos chegar a conclusão de que qualquer um pode ter uma crise ou algo parecido.

Beck entra em cena para mostrar que todo mundo tem problemas, independente se são graves ou não. E como ele também possui TOC, dá para ter uma boa noção de como os dois se portam quando estão perto um do outro... ou não! O leitor acha que sabe o que vai acontecer, mas acaba se surpreendendo bastante com as consequências de cada ato. Ele é uma das figuras mais simpáticas, e gostaria mesmo de saber mais sobre sua estrutura familiar, pensamentos e posteriores ações que o incentivaram a ser da maneira que é.

Há outros personagens que se destacam, mas de certa forma, estes parecem ser incorporados para deixar o ambiente mais dinâmico e divertido. É o tipo de livro que faz com que você se imagine em um episódio semelhante, seja por conta do romance meio desestruturado e meio improvável, ou as ocorrências em paralelo sobre perseguições, entre outros.

Cada ação representa uma fase influenciável na vida dos personagens, e a narrativa ágil se encarrega de explicar como tudo chegou a este ponto crítico. Uma coisa é certa: sentimentos não faltam na trama, e olha que não são poucos. É difícil não se envolver com as suposições, medos, conflitos e descobertas ao longo de cada situação. 


Classificação SEL: 4/5


3 comentários:

  1. Ooooiiiiêê
    Acima de tudo eu tenho que deixar bem claro que essa capa é muito diva,kkkk
    amei esse tom na capa é muito lindo, e não parece que é só a capa que é linda
    acho que a história deve ser muito boa também, espero ler o mais breve possivel

    Passa No Meu Blog Por Favor: http://ospapa-livros.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi meu chegou, comprei depois de ler sua resenha.
    Depois te conto!
    Bjks mil

    www.blogdaclauo.com

    ResponderExcluir
  3. Hellooo,
    que resenha linda e bem estruturada. Nur. Amei as concepções que mostrou sobre o livro. Realmente me envolvi e gostei da história. Em alguns momentos eu fiquei pirando, torcendo muito para a Bea não seguir o casal, porque, eu gritava na mente: NÃO vira stalker, por favor! Mas no fim tudo se encaixou. Depois que li o livro fui procurar referências sobre o assunto em diagnósticos do Draúzio. Tudo ficou bem mais claro e coerente. A história fez tanto sentido.
    Blog lindo...
    beijin
    http://piecesofalanagabriela.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo