19 de junho de 2015

Resenha: Almanegra - Jodi Meadows @EdValentina

Informações do livro:
Título: Almanegra
Incarnate #2
Título original: Asunder (Newsoul #2)
Autor: Jodi Meadows
Editora: Valentina
Páginas: 336





Sinopse: Ana sempre foi a única. Marginalizada. Apartada. E, para piorar, após o Escurecimento do Templo causado por seu pai, vários cidadãos de Heart a culpam pela perda definitiva de algumas almas, as almasnegras — e pelas almasnovas que nascerão em seu lugar. SOMBRAS Muitos temem a presença de Ana, um lembrete constante das mudanças irreversíveis. E quando as sílfides começam a se comportar de maneira diferente em relação a ela, Ana terá que aprender não apenas a se defender como àqueles que não podem fazer isso por si mesmos. AMOR. Ana aprendeu desde cedo que os sem-alma não podem amar. Mas, e as almasnovas? Mais do que tudo, ela deseja ter a chance de viver e amar como qualquer outro cidadão de Heart, porém mesmo depois de Sam declarar seus mais profundos sentimentos, será que ela conseguirá superar uma vida inteira de rejeição e aceitar o amor? Almanegra explora a beleza e as profundezas sombrias da alma, numa história que é ao mesmo tempo um romance épico e uma fantasia cativante.




Leia também:
Incarnate #02 Almanova- Jodi Meadows (Editora Valentina)


Sem spoilers.


Resenha: Almanegra”, de Jodi Meadows, é o segundo volume da trilogia Incarnate. E antes de qualquer coisa, preciso dizer que mais uma vez a Editora Valentina está de parabéns pela publicação de uma edição maravilhosa, ainda mais com uma capa holográfica tão linda e cheia de detalhes especiais.

Eu pensei que tinha gostado bastante de Almanova, mas depois de finalizar esse, só posso dizer que a autora não cansa de surpreender diante de um conjunto sutil de elementos importantes para o enredo. As cenas são envoltas de enigmas e estes representam boa parte da obra, afinal de contas, é impossível prever quais serão os próximos passos.

Ana tem que lidar com muitos dilemas ao mesmo tempo, só que ela não desanima. Esse aspecto cria novas perspectivas sob quem está ao seu redor e ainda garante transformações positivas para avaliar e resolver todos os problemas que surgem. Conclui-se que o primeiro volume expôs o que era necessário para o entendimento, sendo que este ficou encarregado de empreender todas as pendencias anteriores.

O romance também se mostra ainda mais carismático e o leitor consegue compreender bem todas as atitudes e diálogos que são expostos nesse decorrer. E é por isso mesmo que os personagens se tornam tão intensos, pelo menos a partir do momento em que descobrem o melhor jeito de absorver as coisas ao redor.

Ana e Sam se tornam o foco das atenções, pelo menos em algumas situações do enredo. Apesar de todas as diferenças, pode-se perceber que existe uma conexão forte entre eles, e pode impulsionar ainda mais a relação. Uma coisa é certa: é impossível não torcer por eles e se encantar pela personalidade de Sam. Emoções não faltam diante dessa convivência e é claro que não é nem um pouco difícil dar os créditos de favoritismo para o Sam.

Me surpreendi com algumas atitudes, porém acredito que a intenção da autora é fazer com que esta interação seja mais leve, apesar de todos os contratempos. Tem muitas reviravoltas, e os segredos são expostos nas horas mais apropriadas, desencadeando outros tipos de ameaças, questionamentos e complicações derivadas.

Em paralelo, há novas explorações sobre almanovas e tantas outras histórias sobre as almas de modo geral. Novas metas se formam durante a caminhada e é interessante notar algumas mudanças que sempre foram necessárias para um melhor desenvolvimento das informações e de todas as capacidades que são descobertas.


Classificação SEL: 5/5


Um comentário:

  1. Parece uma boa série mas não me parece ter nada de surpreendente...

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo