13 de julho de 2015

Resenha: O que o amor esconde - Dorothy Koomson @Ed_Fundamento

Informações do livro:
Título: O que o amor esconde
Título original: The Woman He Loved Before
Autor: Dorothy Koomson
Editora: Fundamento
Páginas: 400





Sinopse: Nem sempre os fantasmas do passado permanecem onde deveriam... Libby Rabvena tem uma vida confortável ao lado de Jack, seu amável marido. Mas ele parece ainda não ter superado a perda de Eve, sua primeira mulher, que morreu de forma trágica e misteriosa na mesma casa em que eles vivem agora. Depois de sofrerem um horrível acidente de carro, do qual Jack sai praticamente ileso e Libby se fere gravemente, ela encontra os diários de Eve escondidos em sua casa. Disposta a procurar pistas sobre Jack e conhecer melhor a mulher que ele amava, Libby decide lê-los e descobre que alguns segredos são difíceis de suportar... e que a morte de Eve pode não ter sido acidental. Com os terríveis segredos do passado prestes a vir à tona, Libby começa a temer por sua vida. Principalmente quando o suspeito do crime pode estar sentado no sofá da sala, bem ao seu lado...




Resenha: O que o amor esconde”, de Dorothy Koomson, explora o suspense em todas as suas cenas, mas é tudo muito contido, de modo que o leitor não consegue ter muitas ideias sobre os mistérios envolvidos. A autora expõe de modo muito sutil todos os receios a serem explorados, e faz com que a narrativa se torne ainda mais estimulante e arriscada por causa desse aspecto.

Há três personagens centrais, sendo Libby, Jack e Eve. Libby é esposa de Jack, e recentemente sofreu um acidente que a faz perceber fatos estranhos em seu relacionamento. O marido ainda não esqueceu a ex-mulher Eva, que morreu em uma situação um tanto quanto estranha. Ainda bem que há abertura para seus pontos de vista, principalmente sobre Libby e Jack.

Muitas coisas mudaram após o acidente de Libby, fazendo com que ela se tornasse insegura, depressiva e temerosa sobre cada ação realizada ao seu redor. Ela também encontra um diário de Eve e é claro que suas considerações deixam espaço para novos questionamentos sobre quem é o homem que está ao seu lado, e até mesmo sobre quem foi Eve de verdade.

Tudo pode parecer muito clichê, mas o que mais se evidencia é o foco dado a cada personalidade. Podemos achar que sabemos como será o desfecho por causa de algumas acusações, entretanto há ligações graves que fogem do padrão simulado e explicam o enigma por trás das ocorrências. Ainda assim a pergunta não pode ser deixada de lado: quem é, de verdade, a pessoa que vive ao lado de Libby?!

E posso dizer também que me apeguei bastante aos personagens principais, sendo que os três me surpreenderam bastante, e ainda pelo lado positivo de suas posições. Outros personagens também entram em cena, mas posso dizer com certeza que é apenas para nos deixar ainda mais confusos e curiosos.

O enredo demonstra que qualquer personagem tem algo a manifestar. E não têm como dizer logo de início quais foram as principais causas para a situação desmoronar. Assim, podemos entender que Jack é culpado de alguma forma, mas ele é extremamente fechado e desajeito. Além disso, se mostra tão diferente que é justamente isso que valoriza as descobertas sobre todos.

Questões sobre confiança e veracidade dos fatos são trabalhados a todo o momento, mas o leitor também precisa estar atento para os detalhes que surgem em algumas revelações. Nem tudo é o que parece e esse livro consegue abordar todas as evidencias de forma fantástica e de certa forma assustadora.

Classificação SEL: 4/5


Um comentário:

  1. Opa, esse gostei, depois de A Garota do Trem, fiquei meio "xonada" por suspense...

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo