16 de julho de 2015

Resenha: Rich e Mad - William Nicholson @galerarecord

Informações do livro:
Título: Rich e Mad
Título original: Rich and Mad
Autor: William Nicholson
Editora: Galera Record
Páginas: 272



Sinopse: Para os leitores de Como dizer adeus em robô e A culpa é das estrelas. Um drama sobre problemas reais; a envolvente história do primeiro amor, da primeira relação sexual e de tudo entre um e outro. Um olhar contemporâneo e sincero sobre o primeiro amor e a descoberta da sexualidade. Mad sonha em se apaixonar perdidamente e, em meio a encontros e desencontros, acaba descobrindo que sua cara-metade é o amigo Rich.





Resenha: Rich e Mad”, de William Nicholson, é o tipo de livro que encanta logo nas primeiras páginas, especialmente por conta da narrativa sutil, ágil, descontraída e dinâmica. Os personagens são tão sincronizados que só de ler sobre suas características, já dá para ter certeza que a combinação é certa. Mas é claro que surgem certos dramas e implicações nesse caminho e é por isso mesmo que tudo se torna ainda mais envolvente.

Maddy Fisher é uma garota que parece ser insegura e muito ingênua, talvez por não ter um relacionamento e dar tanta importância para isso. Além disso, há o fato de haver certas comparações sobre sua personalidade diante das outras garotas ao seu redor. Ela tem 16 anos e está disposta a reverter o jogo, porém nem tudo acaba saindo como o planejado. Mas é bem assim mesmo que as coisas mais agradáveis acontecem e a garota descobre isso, mesmo que tenha alguns receios.

Rich Ross possui muitas semelhanças com Mad, mas o ponto principal é que ele também está em busca de uma relação. O problema é que não é fácil encontrar um amor de um dia para o outro. Ainda assim, pode haver alguém mais perto do que ele imagina. Fora isso, é um garoto adorável e tem ótimos pontos de vista para serem trabalhados.

As oportunidades surgem para ambas as partes, e o autor consegue ministrar bem as cenas envolvendo teor sexual. Claro que existem algumas surpresas nesse meio, mas nada que deixe a narrativa intrincada e/ou especifica demais. Apesar de ser previsível, é um título que narra sobre provações e isso reflete bem na sociedade atual.

Os diálogos e demais descobertas do casal faz com que tudo se torne ainda mais realista e sincero. É um livro que trabalha bastante com os pensamentos dos jovens diante do sexo, a primeira vez, entre outros assuntos igualmente relevantes. Os questionamentos são feitos desde o começo é a forma como o autor interage é o principal destaque, já que há muitas citações sobre as preocupações reais dos adolescentes.

As decisões deveriam ser mais estruturadas e acredito que por isso os personagens não obtiveram uma atenção maior sobre suas escolhas. Enfim, estava com outras expectativas sobre a trama e por isso não curti tanto o livro, pelo menos não como deveria. Apesar disso, vale a pena conferir um enredo que também não deixa de ser bem ousado e extremamente crível.


Classificação SEL: 3/5

Um comentário:

  1. Oi Fe,
    não conhecia este livro ainda. É novo?
    admito que não fiquei curiosa. normalmente eu gosto desses romances clichês assim e tal, mas Maddy e Rick parecem ser tão sem graça... ;x
    não me agradou muito, não :S

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo