9 de setembro de 2015

Resenha: Os casos de amor de Nathaniel P. - Adelle Waldman @EdCasaDaPalavra

Informações do livro:
Título: Os casos de amor de Nathaniel P.
Título original: The Love Affairs of Nathaniel P.
Autor: Adelle Waldman
Editora: Leya
Selo: Casa da Palavra
Páginas: 256





Sinopse: Em seu primeiro romance, a americana Adelle Waldman surpreende os leitores e a crítica com uma história de rara maturidade e elegância sobre as relações do homem moderno com as mulheres, a cidade e consigo mesmo, e sobre como esse homem enxerga o amor e o sexo. Mostrando um talento extraordinário para se colocar na pele de um protagonista masculino, ela traça os altos e baixos da vida contemporânea através dos olhos de Nate, um escritor aspirante do Brooklyn em busca de felicidade e status, sempre atraído para novos casos amorosos, e quase sempre inclinado a abandoná-los. Encontrando nos sentimentos, dúvidas e pensamentos do protagonista um incrível reflexo do que se passa diariamente na vida de todos nós, a autora dá vida a um dos personagens masculinos mais realistas da literatura americana recente.


Resenha:Os Casos De Amor De Nathaniel P.”, de Adelle Waldman, é um romance contemporâneo interessante e até divertido, principalmente por abordar questões afetivas diante de um olhar masculino sobre suas mais variadas exposições. As analises que a autora explora são cercadas de sutileza e ironia, e ao mesmo tempo  com traços marcantes, visto que as opiniões podem variar bastante.



Pode-se dizer que Nathaniel Piven é audacioso e intrigante, principalmente por dar tanto valor aos seus princípios mais íntimos e demais metas de vida. Seu comportamento é reservado, mas também não deixa de ser extravagante. Na verdade, parece que seu maior medo é ouvir o julgamentos das pessoas que o cercam.



Assim, conhecemos alguns de seus relacionamentos, mas não dá para dizer que ele é um babaca por completo, porque a gente sabe que não é bem assim que funciona. Ele relembra fatos que podem ser influenciados por sua postura, e confesso que tende até a ser um pouco teórico demais. Nate acha que entende as mulheres e seus conceitos, mas nem tudo acontece como ele pensa.


Há muitas pressões envolvidas e é extremamente fácil perceber isso em cada ato realizado por Nate. Ele segue exemplos e se resume em possibilidades, mas não consegue captar a essência de suas conquistas, seja nos relacionamentos ou na vida profissional. Tudo é muito complexo e crítico, por isso surge tantas reflexões no decorrer dessa leitura.


Na verdade, é bem comum pensar em alguém que se pareça com suas atitudes e explicações. Hoje em dia, as relações amorosas já não parecem tão importantes e estão cercadas de desculpas, egoísmos, solidão e desprendimentos. Acredito que Adelle Waldman não precisou fazer uma pesquisa muito abrangente para escrever essa obra, porque os temas abordamos estão mais próximos de nós e é bem assim como ela descreve.


A narração é bem crível, visto que o personagem vive em constante conflito consigo mesmo. Em meio a tantos encontros, diálogos e procuras, há muitos questionamentos sobre quais são seus reais sentimentos, ou ao menos gostaria de saber o que é o amor. Será isso que ele sente? Chega até ser engraçado – ou não, mas fiquei pensando bastante sobre seu comportamento e todas as consequências.


Classificação SEL: 4/5


Um comentário:

  1. Por coincidência, eu vi sobre esse livro hoje mais cedo.
    Gostei muito da capa (gosto de coisas coloridas)
    Quando li a sinopse, não achei que seria um livro que eu iria ler mas sua resenha me fez mudar de ideia
    Beijos!
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo