24 de setembro de 2015

Resenha: Sequestrados - Robert Crais @editoranacional

Informações do livro:
Título: Sequestrados
Título original: Taken
Autor: Robert Crais
Editora: Companhia Editora Nacional
Páginas: 304



Sinopse: Elvis Cole e Joe Pike são contratados para encontrar uma garota desaparecida, mas a investigação acaba se transformando em um pesadelo. Cole desaparece e Pike é obrigado a entrar no terrível mundo do tráfico de pessoas para tentar encontrar seu amigo. Mas talvez já seja tarde demais.



Leia também:
Suspeitos – Robert Crais (Companhia Editora Nacional)



Resenha: Sequestrados”, de Robert Crais, é um livro que reúne elementos fortes para envolver o leitor, como o suspense, o medo e a insegurança. É difícil imaginar o que pode acontecer em cada página, e isso faz com que a gente se empolgue ainda mais para tentar adivinhar o desfecho desta trama tão objetiva e surpreendente.
                  
Nita Morales parece ser uma pessoa bem prática, talvez pelo fato de ter várias responsabilidades em sua empresa, a Hector Sports & Promotions. Ela fica abalada após o sumiço de sua filha Krista e de seu namorado, Jack Berman. Eles foram passar o final de semana em Palm Springs, porém não deram mais retorno depois disso. A principio tenta parecer calma, mas é claro que a situação complica na medida em que o tempo passa e surgem novas pistas.

Krista é motivo de orgulho para a mãe, porém NIta não se sente nem um pouco confortável com o relacionamento dela e deixa isso bem claro nas poucas descrições que faz sobre ele. Isso porque ela não acredita que a filha possa ter sido seqüestrada, e depois porque ela acha que quem está por trás de tudo é o próprio Jack. Não se convence nem mesmo depois de receber um telefonema solicitando resgate.

Elvis Cole é o detetive responsável pelas investigações e começa a perceber que nem tudo pode ser o que dizem.  Ele acha que pode ser aquela história típica onde a filha se volta contra a mãe dominadora, mas é claro que há muito mais a ser analisado neste contexto. Então, ele começa a pesquisar, seja no apartamento da garota, com conhecimentos, na area profissional e afins.

Outro personagem que entra em cena é Joe Pike, e este também consegue ser bem persuasivo, inteligente e determinado. Há muito mais além do sequestro, desde tema de imigração, tráfico de drogas, além dos próprios bajadores e afins. Essa aventura é fantástica mesmo e só fiquei ainda mais curiosa para conferir outros títulos envolvendo Elvis e Joe.

Este é o segundo livro que leio do autor Robert Crais (o primeiro foi Suspeitos) e o que mais se evidencia é o modo como a narrativa consegue fazer tantas ligações em apenas um enredo. Levando em consideração de que o sequestro poderia ser tratado como algo mais simples, o destaque está justamente no modo como há situações inusitadas neste caso.


“Quando as pessoas ligam para investigadores particulares porque alguém que amam está desaparecido, especialmente um filho, o medo borbulha em suas vozes como água fervente.” Pg.16

Classificação SEL: 4/5


2 comentários:

  1. Oi!

    Agora o "Marcadores da Kika" também tem blog.
    Agradeço a visita!
    Se gostar e quiser curtir, compartilhar, seguir, comentar ficarei muito honrada! => marcadoresdakika.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  2. Esse plot me lembrou muito um filme quando assiti mais nova. Envolvia tráfico de humanos e tals. Acho que era russo.
    Adoro livros nesse gênero e já quero esse.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo