18 de outubro de 2015

Resenha: Descendente - Lesley Livingston, Editora Jangada

Informações do livro:
Título: Descendente
Starling 2
Título original: Descendant (Starling #2)
Autor: Lesley Livingston
Editora: Jangada
Páginas: 280





Sinopse: A última coisa de que Mason Starling se lembra é do trem cruzando uma ponte. Uma explosão, uma luz ofuscante, e então a escuridão. Agora ela está só, perdida em Asgard e a única maneira de voltar para casa é encontrar a Lança de Odin, uma poderosa relíquia deixada por deuses já desaparecidos. Fennrys, o Lobo, sabe tudo sobre Asgard. No passado ele esteve preso lá. E vai fazer de tudo para encontrar e trazer de volta a garota que roubou seu coração. Mesmo que isso signifique ter de descer ao traiçoeiro Mundo dos Mortos. Mas o tempo está se esgotando, e Fenn sabe algo que Mason desconhece: se ela empunhar a Lança, dará início a uma profecia terrível. E ela não apenas retornará a seu mundo. Ela o destruirá.




Leia também:
Starling #1 Starling - Lesley Livingston (Editora Jangada)



Sem spoilers.


Resenha: Eu fiquei fascinada com o enredo apresentado em Starling, primeiro volume da saga Starling, e é por isso mesmo que estava tão curiosa para conferir a sequência. “Descendente”, de Lesley Livingston. E o que mais chama a atenção é o modo como a autora introduziu tantos fatos importantes e conseguiu deixar a trama ágil e envolvente, sem que ficasse sem sentido ou entediante.

O que estou querendo dizer é que a ação se manteve igual as cenas anteriores, e isso é um grande ponto positivo para a aventura, que continua sendo repleta de dinamismo e reviravoltas inesperadas. Mas é claro que o leitor também fica surpreso com algumas decisões, ainda mais porque qualquer passo pode dificultar ainda mais a trajetória narrada.

Ainda não consegui me adaptar muito como a protagonista, Mason Starling, percebe as coisas ao seu redor. Porém, devo admitir que ela se desenvolveu bastante, principalmente por ter coragem para ir adiante nos seus planejamentos. É mais uma questão de superação mesmo, sendo que há tantas ocasiões obscuras e misteriosas.

A mitologia nórdica é muito bem explorada, assim como a própria ambientação, e é por isso que tudo se torna cada vez mais realista e motivador. O tempo situado também é fundamental para a compreensão de cada menção. Os desafios também são muito significativos, visto que podem, ou não, representar a resolução de todos os problemas.

Acredito que Fennrys, o Lobo ganhou um destaque maior durante sua passagem. Talvez porque ele esteja finalmente demonstrando seus pensamentos com uma intimidade maior. Sua busca por Mason se mostra perturbadora, principalmente por causa das implicações que estão prestes a acontecer se os personagens não resolverem os enigmas propostos.

É interessante ressaltar que há algumas respostas para algumas dúvidas anteriores, e são essas características, um tanto quanto complexas, que definem novos estilos sobre as atitudes dos personagens centrais. Mas é claro que, como o esperado, há outros questionamentos que devem ser resolvidos nos próximos títulos.

Classificação SEL: 4/5


Um comentário:

  1. OiOi Fê!
    Nunca tinha ouvido falar dessa série, e apesar de andar meio sem paciência para livros que não sejam volume único, fiquei bem curiosa a respeito do enredo.
    Já está na lista de desejados ^-^
    Adorei tua resenha, bem objetiva e clara :D
    Beijocas :*
    @pirulitolimao | http://agarotadalivrariia.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo