26 de outubro de 2015

Resenha: A garota na teia de aranha - David Lagercrantz @cialetras

Informações do livro:
Título: A garota na teia de aranha
Millennium #4
Título original: The Girl in the Spider’s Web
(Millennium #4)
Autor: David Lagercrantz
Editora: Companhia das Letras
Páginas: 560





Sinopse: Lisbeth Salander e Mikael Blomkvist estão de volta na aguardada e eletrizante continuação da série Millennium. Neste thriller explosivo, a genial hacker Lisbeth Salander e o jornalista Mikael Blomkvist precisam juntar forças para enfrentar uma nova e terrível ameaça. É tarde da noite e Blomkvist recebe o telefonema de uma fonte confiável, dizendo que tem informações vitais aos Estados Unidos. A fonte está em contato com uma jovem e brilhante hacker - uma hacker parecida com alguém que Blomkvist conhece. As implicações são assombrosas. Blomkvist, que precisa desesperadamente de um furo para a revista Millennium, pede ajuda a Lisbeth. Ela, como sempre, tem objetivos próprios. Em A garota na teia de aranha, a dupla que já arrebatou mais de 80 milhões de leitores em Os homens que não amavam as mulheres, A menina que brincava com fogo e A rainha do castelo de ar se encontra de novo neste thriller extraordinário e imensamente atual. David Lagercrantz nasceu na Suécia, em 1962. Jornalista, romancista e biógrafo premiado, Lagercrantz foi escolhido para continuar as aventuras de Lisbeth Salander e Mikael Blomkvist.




Leia também:
Millennium #1 Os homens que não amavam as mulheres - Stieg Larsson (Companhia das Letras)
Millennium #2 A menina que brincava com fogo  - Stieg Larsson (Companhia das Letras)
Millennium #3 A rainha do castelo de ar - Stieg Larsson (Companhia das Letras)





Resenha: A garota na teia de aranha”, é o quarto livro da série Millennium, este que agora foi finalizado pelo autor David Lagercrantz. Li os três títulos anteriores recentemente e fiquei muito empolgante com todas as tramas e os personagens centrais. Até agora estou me perguntando como não li esses livros ainda, e fiquei feliz porque esta sequência ficou muito bem desenvolvida e repleta de detalhes igualmente instigantes.

A narrativa de Stieg Larsson é maravilhosa e quem acompanhou as minhas resenhas sobre seus livros pôde perceber o quanto me agradei com seu estilo. David Lagercrantz tem um jeito único de demonstrar as emoções em cena e, inicialmente, foi isso que me chamou a atenção. Além disso, achei interessante o fato de ele ousar bastante nas características dos personagens que já são tão conhecidos pelo público.

Parece que eu faço parte da aventura – esta que garante boas cenas de ação – quando estou lendo essas obras, e nesse enredo Lisbeth Salander demonstra estar tão preparada quanto antes, por mais que algumas de suas atitudes não sejam tão perceptíveis. Talvez seja intencional, ou não, mas é como se ela quisesse comprovar mais sobre as suas habilidades. Algumas evidências de seu passado também estão de volta e nos fazem refletir sobre alguns pontos que não tinham tanta importância.

Mikael Blomkvist não parece ter mudado tanto. Na verdade, o esperado seria até que houvessem novas intervenções sobre ele, porém não foi isso que ocorreu. Diferentemente da própria Lisbeth, que sempre consegue inovar com sua genialidade. Gostaria, apenas, de que ela aparecesse mais, pelo menos para responder certos questionamentos que surgem ocasionalmente.

O texto repassa tantas informações, e de várias maneiras diferentes, que se torna até um pouco complicado perceber quais são os detalhes que realmente merecem algum tipo de precaução. É até um pouco cansativo, na verdade. Ainda mais porque tem questões matemáticas envolvidas nesse meio, além de todo o processo cibernético já explorado.

O fato é que, diante de todos os acontecimentos já repassados, o leitor já deve ter aprendido que qualquer coisa pode se tornar perigosa demais. As críticas continuam sendo bem apresentadas, resta interpretar todos os assuntos considerados mais complacentes. De qualquer maneira, achei o desfecho sensacional e tudo leva a crer que haverá continuação mesmo.

Classificação SEL: 4/5


Um comentário:

  1. Oi, Fê!
    Lisbeth melhor pessoa, Lisbeth para presidente <3 <3 Quero ser como ela quando crescer
    Ainda não li essa continuação mas, está na lista. Fiquei super órfã quando soube que o Stieg havia morrido antes de ver seu livro ser sucesso.
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo