20 de outubro de 2015

Resenha: Remy - Katy Evans @NovoSeculo

Informações do livro:
Título: Remy
Real #3
Título original: Remy (Real #3)
Autor: Katy Evans
Editora: Novo Século
Páginas: 240




Sinopse: O lutador do circuito Underground Remington Tate é um verdadeiro mistério, até para si mesmo. Sua mente por vezes é assombrada por trevas, e ao mesmo tempo repleta de luz; ora atormentada, ora iluminada. Às vezes, suas ações e seu estado de espírito são cuidadosamente medidos; mas, subitamente, podem fugir do controle. Contudo, um amor improvável se revela a chave para o que aparentemente era apenas caos e aniquilação em Remy. Nenhuma mulher antes de Brooke Dumas havia vislumbrado seus segredos mais profundos, e suas paixões mais intensas. Em meio a todo esse cenário obscuro, enfim nasce uma constante: querer, precisar, amar e proteger Brooke. Desde o primeiro momento em que pôs os olhos em Brooke, Remy sabia, sem dúvida alguma, que ela seria a coisa mais real pela qual ele jamais teve que lutar. No terceiro livro da série, entre na mente singular de Remington Tate, o “Real” da Brooke, e descubra como o casal leva seu vínculo poderosamente sensual para o próximo nível.



Leia também:
Real #1 Katy Evans (Editora Novo Século)
Real #2 Meu - Katy Evans (Editora Novo Século)



Resenha: Remy”, de Katy Evans, é o terceiro livro da série Real. Nesse contexto é possível perceber a visão do personagem Remy, diante de suas problemáticas, do romance em si e de outros dilemas recorrentes. Confesso que comecei a ler porque havia lido Real e Meu, mas desde o começo não tinha muitas expectativas sobre a história retratada. Isso é um fator extremamente interessante, porque como já esperava algo mais repetitivo, a leitura até que fluiu bem rápida.

É uma obra previsível demais, ainda mais porque o temperamento dele é demais para nossa própria percepção. São atitudes que se confundem com seus pensamentos e acredito que o leitor não consegue se envolver muito com os detalhes atribuídos a ele. Claro que é tudo questão de ponto de vista mesmo, entretanto, as cenas se mostram cada vez mais supérfluas e até um tanto quanto desnecessárias.

Se antes já era possível perceber e até sentir raiva por ser tão possessivo, agora esse fator se mostra ainda mais claro. Não há muito o que revelar mais do que já foi citado sobre os livros anteriores e isso quer dizer que esta obra não acrescenta em nada mesmo. Infelizmente, esperava bem mais, visto que há problemas que poderiam ser mais explorados.

O teor sexual é bem maior, visto que Remy é incontrolável em todos os sentidos. Qualquer pessoa que ler pode concordar comigo quanto a isso. Mesmo, mesmo, mesmo!!! Se você imagina ou já conhece um pouco sobre ele e suas obsessões, pode até não se espantar, mas que é mesmo excessivo. É realmente dessa forma, pode acreditar.

Fiquei muito entediada em várias partes, especialmente em alguns diálogos e atitudes. Sabe aquele livro que você termina por teimosia mesmo? Pois é, foi exatamente o que aconteceu comigo. Lembrando que é a minha opinião, então acredito que os fãs dos personagens e da própria autora poderão se divertir mais e achar o dinamismo central interessante.

Chega-se a conclusão imediata de que Brooke é mais parecida com ele do que imagina, e as coisas começam a fazer ainda mais sentido diante desse relacionamento conflituoso. Não há muitas surpresas, na verdade, são só algumas descrições sentimentais sobre a situação atual. São passagens carregadas de conhecimento e por si mesmas, dão um diferencial forte no enredo.

Classificação SEL: 2/5


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo