9 de outubro de 2015

Resenha: Snow Crash - Neal Stephenson, Editora Aleph

Informações do livro:
Título: Snow Crash
Nevasca
Título original: Snow Crash
Autor: Neal Stephenson
Editora: Aleph
Páginas:440




Sinopse: Escrito em 1992, Snow Crash, de Neal Stephenson, subverte as realidades virtuais, o cyberpunk e o próprio gênero literário. O livro traz a história de HiroProtagonist que é, no mundo real, entregador de pizza na CasaNostra, enquanto no Metaverso é um príncipe samurai desvendando os enigmas de um novo e perigoso vírus. Snow Crash está entre os 100 melhores romances de todos os tempos eleito pela TIME.




Resenha: Snow Crash” é um livro repleto de controvérsias e situações arriscadas e sérias. Se torna até complicado expressar opiniões sobre a obra, sendo que está já é demasiadamente carregada de controvérsias. O fato é que é uma leitura extremamente interessante, mesmo que também seja um pouco complicada.

Ainda bem que a narrativa consegue guiar o leitor com as devidas explicações entre as páginas. E por falar nisso, a edição da Editora Aleph é fantástica, e o leitor consegue perceber o capricho e a dedicação em todos os detalhes meticulosos da obra. Cada expressão é importante no texto, mesmo porque não dá para deixar escapar nenhuma explicação nesta trama tão intricada.

O começo já se mostra extremamente arriscado, já que há a revelação de entregadores de pizza envolvido com a máfia e afins, juntamente com a inserção do protagonista Hiro. Percebe-se que o autor consegue fazer várias referências na ambientação, fato ao qual é necessário prestar atenção para entender as linhas de raciocínio.

Por falar em protagonista, pode-se dizer que Hiro possui habilidades bem peculiares, e o leitor pode até se perguntar quais são seus principais objetivos, já que ele não deixa isso muito explicito. Posso até estar errada, mas acredito que a intensão óbvia é que este seja comparado como um herói quase completo, ou pelo menos com as qualidades mais esperadas pelas pessoas que o rodeiam. Infelizmente, não gostei do modo com este domina as obrigações e devidas oportunidades.

YT é outro personagem que também se evidencia bastante, talvez seja principalmente por seu modo desleixado (o que não quer dizer que seja mesmo) e ao mesmo tempo arrogante, controlador, perigoso e aventureiro. Apesar da pouca idade, ela parece ter tudo sobre controle, e quando entra em cena demonstra que há uma realidade bem maior no enredo. A adolescente é que parece fazer a diferença nesta trama, contrariando todas as expectativas possíveis.

O autor Neal Stephenson não falha ao expor suas ideias mais críveis e ao mesmo tempo ousadas. A inserção de uma droga (que também é um vírus) chamado Snow Crash parece ser surreal dentro do contexto dos planejamentos tecnológicos, só que a gente sabe que não é. Alguns episódios podem ser considerados meio enrolados, só que o que torna outras passagens mais interessantes, são justamente as análises elaboradas e consequentemente apresentadas com vários questionamentos por cima.

“– Quer experimentar um pouco de Snow Crash?” Pg.49

Classificação SEL: 3/5


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo