31 de outubro de 2015

Resenha: Tropas estelares - Robert A. Heinlein, Editora Aleph

Informações do livro:
Título: Tropas estelares
Título original: Starship Troopers
Autor: Robert A. Heinlein
Editora: Aleph
Páginas: 352


.


Sinopse: Alistar-se no Exército foi a primeira – e talvez a última – escolha livre que Juan Rico pôde tomar ao sair da adolescência. Apesar do árduo e rigoroso treinamento pelo qual é obrigado a passar, o perseverante recruta está determinado a tornar-se um capitão de tropas. No acampamento militar, ele aprenderá a ser um soldado. Mas apenas ao final de seu treinamento, quando, enfim, a guerra chegar (e ela sempre chega), Rico saberá por que se tornou um. Vencedor do prêmio Hugo e um dos maiores clássicos da ficção científica mundial, Tropas estelares traz um enredo repleto de ação, tecnologia, superação de desafios, guerras espaciais e complexas relações políticas e humanas. A obra foi adaptada para o cinema pelo diretor Paul Verhoeven.




Resenha: Sou meio suspeita ao falar sobre o gênero de ficção cientifica, mas a cada livro que leio me apaixono e encontro novas características incríveis, ainda mais quando é um clássico. Estava muito ansiosa para conferir a trama ambientada em “Tropas estelares”, de Robert A. Heinlein, e é claro que se tornou uma leitura muito válida e extremamente empolgante.

É interessante poder conferir as descrições do sci-fi de um jeito diferente e, de certa forma, mais que esperada. Isso porque as críticas diante da sociedade sempre estão presentes no texto, seja diante da política ou não, e é por isso mesmo que o leitor consegue se sentir mais a vontade para refletir sobre suas próprias opiniões. Confesso que não gosto muito de ler sobre política de modo geral, porém o texto foge do tradicional e destaca o que é mais impressionante.

A época é retratada num futuro que nem é considerado tão distante, mas as mudanças são bem visíveis. E apesar de toda a tranquilidade aparente, já era de se imaginar que esse cenário não duraria por muito tempo. Os jovens precisam se alistar nas forças armadas, e a rotina se mostra cansativa e rigorosa.

Os relatos de Rico, o protagonista, sobre sua vida, a guerra, suas devidas consequências, os treinamentos, as divisões de classe e os alienígenas aracnídeos, conhecidos como Insetóides são bem esclarecedoras e instigantes. Claro que seu amadurecimento também é muito aparente ao longo dos episódios. É muito interessante poder conhecer mais sobre as experiências do personagem, já que ele conseguiu boas condutas diante de seu aprendizado.

Acredito que essas definições acabam se tornando o ponto alto da trama, visto que é essencial a compreensão das situações miliares, dos erros passados, dos argumentos populares e demais planejamentos realizados. É possível perceber algumas simbologias diante de nossa própria realidade, e garantem julgamentos bem intricados.

Na verdade, também há muitos mistérios envolvidos em todas as cenas e é difícil saber quem pode ser confiável nessa trama tão carregada. De qualquer forma, as cenas não contam com muita ação, mas isso não difere nem um pouco na qualidade da leitura, pelo contrário, já que a mesma flui com uma rapidez incrível.

Classificação SEL: 4/5


Um comentário:

  1. gostei da resenha.
    Este livro é bem interessante e muitas das questões e discussões apresentadas neste livro continuam extremamente válidas nos dias de hoje.
    Li com um pouco de medo, pois o filme que fizeram "baseado" neste livro não me agradou muito. Mas a história é diferente e mesmo com poucas partes com ação, mas é como você falou, a leitura flui e ao fim você é apresentado a uma bela ficção científica.

    naciadelivros.blogspot.com

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo