6 de novembro de 2015

Resenha: Destemida - Jessica Watson @belasletras

Informações do livro:
Título: Destemida
A história da australiana de 16 anos que deu a volta ao mundo sozinha em um barco
Título original: True Spirit: The Aussie Girl Who Took On The World
Autor: Jessica Watson
Editora: Belas Letras
Páginas: 352



Sinopse: Depois de 210 dias no mar e 24.285 milhas náuticas em seu barco, Jessica Watson, uma australiana de 16 anos, retornou triunfante de volta ao porto de Sydney. Ela se tornou a pessoa mais jovem a velejar sozinha, desassistida e sem paradas ao redor do mundo. Contado nas próprias palavras de Jessica, Destemida mostra a infância, inspirações, os anos de planejamento para a viagem e o que aconteceu desde a conquista do “Everest da navegação”. Uma história inspiradora, que prova definitivamente que todos nós temos o poder de viver nossos sonhos – não importa quão grandes eles sejam.




Resenha: Destemida”, de Jessica Watson, apresenta uma história pessoal motivadora, e por mais que seja sutil é também envolvente, principalmente por expor tantas cenas de coragem para ir em busca dos sonhos e conseqüentes metas propostas. A australiana é ousada por testa seus limites e se desafiar inúmeras vezes, e é exatamente isso que a faz ser tão carismática e determinante.


É muito interessante poder observar suas notas, mesmo porque a autora faz o possível para que o leitor consiga entender o texto com clareza. Assim, no final do livro há um glossário para o entendimento de todos os termos citados no decorrer das páginas. Você pode até pensar que em alguns momentos deve ocorrer alguma confusão a respeito, mas isso não acontece, já que as descrições são o ponto alto da obra.


Fiquei surpresa com suas declarações sobre a aventura e temerosa demais sobre os perigos durante os percursos. Isso porque é extremamente comum ocorrer imprevistos e demais dúvidas, e a garota poderia nem estar preparada para tais ocorrências e tantas outras organizações. As mudanças acontecem com uma facilidade incrível e nos deixam perplexas com tanta desenvoltura e entusiasmo.


Conhecemos um pouco mais sobre a infância da garota, desde seus principais medos até os maiores sonhos. O apoio da família faz com que qualquer um se emocione, independente de todos os pensamentos de questionamentos. Eu mesmo cheguei a pensar como as ações foram possíveis, já que Jessica estava sozinha no mar. Ainda bem que há os incentivos ao seu redor e é isso mesmo que faz toda a diferença.


As localizações são incríveis e percebemos que em cada extensão surgem novas orientações, estas que se fazem necessárias para um próximo passo. Não é nem um pouco difícil entender a sensação de liberdade descrita, diante das experiências, dos textos escritos, dos conselhos, de seu blog, apoiadores, recursos e afins. As coisas começam a fazer ainda mais sentido quando Jessica demonstra que até os pequenos gestos fazem com que seu objetivo se torne grandioso.


Enfim, é um livro sobre anseios e de como as oportunidades são bem aproveitadas. Claro que as reflexões estão expostas desde as primeiras linhas e tudo se torna ainda mais sincero e encantador. Sabe uma ótima noticia? A obra também está prevista para ser adaptada para os cinemas e a Paramount Pictures será responsável pela produção.


Classificação SEL: 4/5


Um comentário:

  1. Oi, Fê!
    Não curto muito biografias... Não faz muito meu estilo. Porém, achei a diagramção linda demais!
    Por experiência própria: australiano é um povo doido!
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo