11 de novembro de 2015

Resenha: Star Wars: Tarkin - James Luceno, Editora Aleph

Informações do livro:
Título: Star Wars: Tarkin
Título original: Tarkin (Star Wars (canon))
Autor: James Luceno
Editora: Aleph
Páginas: 368




Sinopse: Após o golpe que deu fim à Ordem dos Cavaleiros Jedi, com os tempos da Velha República cada vez mais no passado, Wilhuff Tarkin é um oficial de confiança em um Império ainda jovem, e sua atual tarefa é gerir a construção de um empreendimento decisivo nos planos da nova ordem: a estação espacial conhecida como Estrela da Morte. A mando do próprio Imperador, o oficial divide com o perturbador Darth Vader a liderança de uma força-tarefa dedicada a encontrar e deter os responsáveis pelo atentado.




Leia também:
Star Wars - Coleção Darth Vader A princesinha de Vader - Jeffrey Brown (Editora Aleph)
Star Wars - Coleção Darth Vader Darth Vader e filho - Jeffrey Brown (Editora Aleph)
Star Wars Legends - Thrawn #1 Herdeiro do império - Timothy Zahn (Editora Aleph)
Star Wars Legends - Thrawn #2 Ascenção da força sombria - Timothy Zahn (Editora Aleph)
Star Wars Legends - Kenobi - John Jackson Miller (Editora Aleph)
Star Wars Legends - Provação - Troy Denning (Editora Aleph)
Star Wars (Cânone): Um novo amanhecer – John Jackson Miller (Editora Aleph)

                                                    
Vale a pena conferir esse link:



Resenha: É fato que todos os livros que li até agora sobre o universo de Star Wars representa algo inovador e repleto de sentidos diferentes. Star Wars: Tarkin, de James Luceno, faz parte do novo cânone, e é igualmente instigante, além de conseguir expor pontos extremamente importantes sobre o império , a nova ordem e demais personagens e fatores essenciais na trajetória desenvolvida.

Cinco anos se passam desde o fim da maioria dos Jedi, e esse enredo apresenta mais sobre as experiências do oficial Wilhuff Tarkin. O mais interessante é que este personagem apresenta hipóteses bem marcantes sobre o império, Darth Vader e demais idealizações ao seu redor. E claro que se vê envolvido em tarefas bem práticas e essenciais para o futuro.

A estrela da morte está em fase de construção e é nesse meio que tudo começa a se desenrolar, ainda que seja de uma forma um tanto desconfiada e inesperada. Em meio a ataques e mais conflitos hostis, Tarkin e o implacável Darth Vader precisam desvendar o que há por trás das obrigações e de demais missões arriscadas.
                  
O destaque principal é mesmo a parceria entre os dois e suas investigações mais profundas, sendo que tanto Tarkin quanto Darth Vader conseguem entender bem os limites um do outro e acabam passando uma confiança bem maior aos leitores. O respeito é mútuo e é muito importante nessa caminhada fascinante, além de garantir explicações instigantes sobre as decisões que acabam se tornando lendárias.

É uma obra intimadora, ainda mais por situar bem as ameaças mais visíveis. As características determinam as eficácias das ações, ainda mais levando em consideração que há mais provações a serem encontradas. E é por isso que esses detalhes se tornam importantes para revelar um dinamismo maior sobre o jovem Tarkin.

Acredito que há muitas descrições que poderiam ser reduzidas, mas nada que incomode muito durante a leitura. Entretanto, compreende-se que o foco é poder decifrar as atitudes de todos diante das expectativas nutridas no decorrer das cenas. Não há muita ação e sim analises de consequências e personalidades.


Classificação SEL: 4/5


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Muito obrigada por visitar o blog. Espero que tenha gostado e volte sempre! Fê ♥

© Fernanda Prates - 2017 | Todos os direitos reservados.
Desenvolvimento por: Jaque Design
imagem-logo